Confira os principais destaques da economia e do mercado financeiro na última semana e acompanhe os próximos eventos econômicos e políticos desta semana:

Política e Mercado Financeiro

FUNDO ELEITORAL

O Senado aprovou, na última terça-feira (26), a criação de um fundo eleitoral de cerca de R$ 1,8 bilhão para financiamento de campanhas com recursos públicos. Com a aprovação a proposta segue para a Câmara.

77% DE REPROVAÇÃO

Uma pesquisa Ibope, divulgada na última quinta-feira (28), mostra que 77% dos brasileiros consideram o governo do presidente Michel Temer ruim ou péssimo. Apenas 3% dos pesquisados consideraram o governo ótimo ou bom, enquanto 16% definiram o mandato como regular.

APARTAMENTO “ALUGADO”

O dono do apartamento vizinho ao do ex-presidente Lula, Glaucos da Costamarques, disse, na semana passada, que assinou os recibos pelos pagamentos de aluguel do imóvel em um mesmo dia, no ano de 2015. Os recibos foram apresentados pela defesa de Lula à Justiça para comprovar o aluguel do imóvel que, segundo o Ministério Público Federal, foi comprado pela Odebrecht como pagamento de propina ao ex-presidente.

IBOVESPA SOBE

O Ibovespa encerrou a semana passada em alta de 0,99%, aos 74.293, após seis sessões seguidas de queda. Em setembro, o principal índice da bolsa brasileira acumulou alta de 4,8%. No trimestre, o ganho foi de 18,11%.

DÓLAR CAI NO TRIMESTRE

O dólar fechou em queda de 0,48% na última sexta-feira (29), a R$ 3,1676, encerrando o trimestre com recuo acumulado de 4,38%. No mês de setembro, no entanto, a moeda norte-americana avançou 0,64%.

Seu bolso

MAIS MILIONÁRIOS BRASILEIROS

O número de milionários cresceu 10,7% no Brasil em 2016, de acordo com um estudo realizado pela Consultoria Capgemini. Segundo o relatório “2017 World Wealth Report”, o Brasil possuía, em 2016, cerca de 164,5 mil milionários, ante 148,5 mil registrados em 2015. O aumento de 10,7% na quantidade de milionários no país superou a média global, já que o número de pessoas com valor em ativos disponíveis para investimento superior a U$ 1 milhão avançou 7,5% no período em todo o mundo.

LUZ MAIS CARA

A conta de luz ficará mais cara em outubro no Brasil. A agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou, na última sexta-feira (29), que haverá cobrança de bandeira tarifária vermelha nas contas de luz do mês. A taxa acrescentará R$ 3,50 à conta para cada 100kWh consumidos.

PIS/PASEP

O governo informou, na semana passada, que a liberação do Pis/Pasep para saques tem início em 19 de outubro. Quase 8 milhões de pessoas terão direito a sacar R$ 15,9 bilhões. Os trabalhadores podem acessar o site da Caixa Econômica Federal para verificar se possuem saldo a receber.

Internacional

TERROR EM LAS VEGAS

Um atirador disparou centenas de tiros contra pessoas que assistiam a um show de música em frente ao hotel Mandalay Bay, na cidade de Las Vegas, nos EUA. O ataque ocorreu na noite de domingo (1), madrugada de segunda-feira no Brasil, e deixou ao menos 50 mortos e mais de 400 feridos. O atirador seria um morador local, que se matou após o tiroteio, segundo a polícia.

REFERENDO NA CATALUNHA

Após referendo tenso, o governo da região autônoma de Catalunha, na Espanha, informou que o “sim” pela independência da Catalunha venceu com 90,09% dos votos. O governo central Espanhol, no entanto, não reconheceu o resultado, e afirmou que irá impedir qualquer eventual declaração de independência da região.

ATENTADO NA FRANÇA

O grupo radical Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque à faca ocorrido no último domingo (1), na cidade de Marselha, na França. Duas mulheres morreram. O terrorista foi morto por soldados franceses.

O que vem por aí

REFORMA POLÍTICA

O Congresso deve votar, até sexta-feira (6), as mudanças eleitorais previstas para as eleições de 2018 – como a criação de um fundo público para financiamento de campanhas. Caso as mudanças não sejam aprovadas até o final de semana, não terão validade para o próximo ano.

AÉCIO NEVES EM PAUTA

O Senado deve votar, na próxima terça-feira (3), a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar o senador Aécio Neves do seu mandato, determinada no último dia 26. A votação, no entanto, poderá ser adiada pelos senadores, a fim de evitar “desgastes” entre o Senado e o Supremo.

A FAVOR DE CABRAL

O governador do Rio de Janeiro, Fernando Pezão, deve depor hoje (2) na 7ª Vara Federal Criminal do Rio como testemunha de defesa do ex-governador Sérgio Cabral, denunciado pelo Ministério Público Federal. O MPF acusa o ex-governador de fraudes nas licitações de obras do PAC Favelas e nas reformas do Maracanã para a Copa.

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *