Confira os principais destaques da economia e do mercado financeiro na última semana e acompanhe os próximos eventos econômicos e políticos desta semana:


Política e Mercado Financeiro

ECONOMIA AVANÇA

O PIB brasileiro cresceu 0,2% no segundo trimestre do ano na comparação com o trimestre anterior, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última sexta-feira (1). Com o avanço, o PIB do país chegou a R$ 1,63 trilhão no trimestre.

CONSUMO AUMENTA

Segundo o levantamento do instituto, a economia brasileira cresceu no comparativo com os 3 primeiros meses do ano, impulsionada pelo aumento no consumo das famílias. Já a indústria recuou 0,5% no período, puxada pelo setor da construção civil, que caiu 2% no período.

PROPINA A MANTEGA

Em novo anexo entregue à Procuradoria Geral da República (PGR) no final da semana passada, o empresário Joesley Batista, da JBS, afirmou ter pago propina ao ex-ministro Guido Mantega em 2010 devido à influência de Mantega na liberação de um empréstimo com o BNDES a pedido de Joesley.

PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS?

O Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou na última quinta-feira (31), que o governo está estudando realizar uma mudança na estrutura dos Correios. Segundo ele, há discussões em torno de uma possível abertura de capital da estatal e até mesmo sua privatização.

CRISE E DÍVIDAS

Vale lembrar que os Correios enfrentam grave crise nos últimos anos, acumulando dívidas na ordem de R$ 4 bilhões em apenas dois anos. Segundo Kassab, qualquer solução para a estatal será definida com “cuidado”.

ACORDO NA CHINA

A Petrobrás assinou, no último sábado (2), um acordo de empréstimo de US$ 5 bilhões com o Banco de Desenvolvimento da China (BDC). O acordo, assinado em Pequim, deve permitir a liberação do dinheiro à estatal ainda neste ano. Vale lembrar que a China é o maior destino das exportações brasileiras de petróleo atualmente, recebendo mais da metade dos embarques de barris.

72 MIL PONTOS

O principal índice da B3 (antiga BM&F Bovespa) fechou em alta de 1,54% na última sexta-feira (1), aos 71.923 pontos. Durante a semana, o índice Ibovespa chegou a alcançar o patamar de 72 mil pontos pela primeira vez desde 2010, acumulando alta semanal de 1,2%.

DÓLAR ESTÁVEL

Já o dólar encerrou a semana praticamente estável ante o real, com leve queda de 0,01%, a R$ 3,147. Na semana, a queda acumulada da moeda norte-americana foi de 0,23%.

Seu Bolso

ALTA NA GASOLINA

O preço médio da gasolina no país subiu pela terceira semana seguida, de acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP), e atingiu o maior valor do ano. O litro do combustível subiu 0,13% na semana passada, chegando a R$ 3,778. O reajuste nas refinarias brasileiras acompanha o aumento do preço mundial da gasolina, após a passagem do Furacão Harvey, no Texas (EUA).

Internacional

TESTE NUCLEAR

A Coreia do Norte realizou um teste nuclear com uma bomba avançada de hidrogênio na madrugada do último domingo (3), que poderia ser utilizada em um míssil de longo alcance, segundo o país. O teste resultou em um terremoto de magnitude 6,3 na região e aumentou a tensão geopolítica mundial.

RESPOSTA “ESMAGADORA”

Após o teste, os Estados Unidos decidiram estudar novas possibilidades de sanções à Coreia do Norte. O secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, disse no último domingo (3) que qualquer ameaça ao país ou aos seus aliados terá uma resposta “esmagadora”.

PIB dos EUA

O PIB dos EUA cresceu mais do que o esperado no segundo trimestre de 2017. De acordo com dados divulgados na última quarta-feira (30), a economia norte-americana avançou 3% entre abril e junho deste ano.

O que vem por aí

DENÚNCIA SE APROXIMA

Uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer pode ser apresentada ainda nesta semana, já que a Procuradoria Geral da República (PGR) aguarda somente a homologação da delação do doleiro Lúcio Funaro para apresentar nova denúncia contra Temer.

NOVAS ACUSAÇÕES

Caso seja apresentada, a denúncia contra o presidente Temer deverá conter acusações de obstrução de Justiça e organização criminosa.

VOTAÇÕES IMPORTANTES

O Congresso Nacional deve votar, antes do feriado de 7 de Setembro (quinta-feira), a proposta de Reforma Política e o projeto de revisão da Meta Fiscal de 2017 e de 2018.

QUÓRUM É DUVIDA

Existe no entanto, um receio na Casa de não haver quórum suficiente para as votações da semana, uma vez que a frequência dos parlamentares costuma cair em semanas de feriado – o que dificulta a votação de projetos mais importantes, que exigem maior quórum em plenário.

REUNIÃO DO COPOM

O COPOM se reúne na próxima terça e quarta-feira para definir o futuro da taxa Selic. A expectativa do mercado é de uma nova redução na taxa básica de juros em um ponto percentual, para 8,25%.

TEMER NA CHINA

O presidente Michel Temer participa, nesta segunda-feira (4), da IX Cúpula dos Brics, na China, que reúne chefes de estado de países do bloco, como Brasil, China e Rússia. O presidente retorna ao Brasil amanhã.

REUNIÃO DE EMERGÊNCIA

O Conselho de Segurança da ONU se reúne nesta segunda-feira (4) para tratar do mais recente teste nuclear da Coreia do Norte. Participarão da reunião representantes dos Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul, França e Grã-Bretanha.

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *