Confira os principais destaques da economia e do mercado financeiro na última semana e acompanhe os próximos eventos econômicos e políticos desta semana:


Política e Mercado Financeiro

1. O presidente da República, Michel Temer, passou o último domingo (9) reunido com parlamentares em busca de apoio para barrar a denúncia por corrupção que será analisada a partir desta semana na Câmara dos Deputados. A primeira etapa de análise da denúncia ocorrerá na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

2. Na última sexta-feira (7), Temer disse em Hamburgo, na Alemanha, antes da reunião do G20, que “crise econômica no Brasil não existe”. Segundo ele, dados recentes sobre a economia brasileira corroboram com esta afirmação.

3. Dois diretores do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pediram demissão na última sexta-feira (7). De acordo com informações do jornal Valor Econômico, os diretores da área de Planejamento e Pesquisa e da área de Crédito e Operações Internacionais deixaram o banco por conta de desavenças relacionadas à posição do novo presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, que criticou a nova taxa de juros do banco (TLP).

4. O ex-ministro de Temer, Geddel Vieira Lima (PMDB), foi preso pela Polícia Federal na última segunda-feira (3) na Bahia, em uma operação que investiga irregularidades na liberação de créditos da Caixa Econômica. Geddel foi vice-presidente de Pessoa Jurídica da instituição durante o governo de Dilma Rousseff, e ministro da Integração Nacional no governo Lula.

5. A Bolsa de Valores de São Paulo encerrou a última semana com queda de 0,92%, pressionada pela crise interna. Com a cautela dos investidores, o índice Ibovespa terminou a primeira semana de julho em 62.322 pontos.

6. Na contramão da bolsa, o dólar fechou a primeira semana de julho em queda, com o mercado apostando na continuidade da política econômica atual mesmo com um possível afastamento do presidente Michel Temer. Na semana, a moeda norte-americana perdeu 0,58%, encerrando a sexta-feira (7) valendo R$ 3,279.

 

Seu bolso

1. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu 0,23% no mês de junho, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados na última sexta-feira (7). Foi a primeira deflação registrada em 11 anos e o resultado mais baixo para o mês de junho desde o início do Plano Real.

2. O preço médio do combustível caiu pela oitava semana seguida, de acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). O valor médio do litro da gasolina na semana encerrada em 8 de julho ficou em R$ 3,489 no país, ante R$ 4,51 registrado no período anterior, enquanto o litro etanol foi de R$ 2,45 para R$ 2,42, em média.

3. Os fundos de investimento tiveram captação líquida recorde no primeiro semestre de 2017, de acordo com dados divulgados na última semana pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). A diferença entre saques e depósitos entre janeiro e junho desde ano ficou em R$ 113,6 bilhões – a maior desde 2002, quando foi iniciada a série histórica.

 

O que vem por aí

1. A Cúpula do PSDB deve se reunir nesta segunda-feira (10), em São Paulo, a fim de discutir o desembarque do partido do governo de Michel Temer. A reunião faz aumentar as especulações de uma possível saída do partido do governo já na próxima semana, após a votação da Reforma Trabalhista no Senado, que acontece na terça-feira (11).

2. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) começa a discutir, nesta semana, a denúncia contra o presidente Michel Temer, que foi acusado de corrupção pela Procuradoria-Geral da República no mês passado. Já nesta segunda-feira (10), o relator Sérgio Zveiter deve dar seu parecer quanto à admissibilidade da denúncia.

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

Posts relacionados

Comentários

  1. Julio    

    Parabéns pela matéria, me agregou muito

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *