Investir no mercado de ações pode proporcionar grandes resultados para uma pessoa que deseja aplicar seu dinheiro. No entanto, executar essa tarefa sem a devida orientação pode gerar, além de uma grande dor de cabeça, a perda de dinheiro com o passar do tempo.

Por isso é importante que você conheça algumas dicas e conceitos importantes para todo investidor que deseja iniciar nesse mercado.

O mercado de ações é um ambiente onde são negociados ativos, como ações, títulos e debêntures.

Em primeiro lugar, é importante esclarecer que, quando se fala em investir no mercado de ações, nem sempre está se referindo a  investir “na bolsa”. Geralmente, estas negociações do mercado ocorrem sim na bolsa de valores; no entanto, também existem outros segmentos, como o Mercado de Balcão Organizado  –  mercado não atrelado à bolsa, onde também são negociados ativos.

A princípio, qualquer pessoa física pode investir no mercado de ações, no entanto, alguns cuidados devem ser tomados.

Este mercado é mais indicado para pessoas dispostas a correr certo risco sobre o valor investido. São aplicações que sofrem diversas oscilações em períodos de tempo muito próximos. É essencial, portanto, que você busque informações sobre esse tipo de investimento.

Nosso objetivo, com este artigo, é apresentar 11 dicas valiosas para que você possa começar seus investimentos no mercado de ações de forma segura e, principalmente, eficiente. Confira!

1. Conheça o seu perfil de investidor

Antes de qualquer coisa, descubra se você é um investidor conservador, moderado ou arrojado.

O conservador não está muito disposto a correr riscos, ele está mais preocupado em não perder dinheiro do que em ganhar. Para ele, investir no mercado de ações pode não ser indicado.

O arrojado é um investidor que, para garantir uma excelente rentabilidade em suas aplicações, está disposto a correr um risco alto, desde que compense pelos ganhos que obtiver.

Já o investidor moderado é aquele que reúne um pouco das características de cada um dos anteriores. Ele até está disposto a correr os riscos de uma boa aplicação, porém, não tanto quanto o arrojado. Tem certa restrição a riscos, mas não tanto quando o conservador.

2. Defina o capital a ser investido com cuidado

Não invista todo o seu capital em um único tipo de ação de uma só vez. Além de correr um risco muito alto, é interessante que você experimente o mercado por algum tempo antes de ingressar com valores maiores.

3. Diversifique seus investimentos

Nesse caso, é interessante citar aquele velho ditado: “não coloque todos os ovos na mesma cesta.” Afinal, caso a cesta seja perdida, todos os ovos se vão com ela.

Diversificar é uma estratégia que funciona muito bem, no entanto, não é uma regra e também deve ser feita com certos limites, como vamos mencionar no próximo tópico.

4. Seja moderado ao diversificar seus investimentos

Sim, você jamais deixará todo o seu dinheiro investido em uma única ação ou título. Porém, isso não significa que você deverá possuir um número ilimitado de aplicações.

Agindo assim, você dificilmente conseguirá administrar toda a sua carteira, e correrá um risco enorme de perder dinheiro.

Especialistas afirmam que possuir cerca de 8 a 10 ações é um bom número para se ter em uma carteira.

5. Não invista em empresas situadas em países “estranhos”

Empresas situadas em países emergentes, um pouco ou muito exóticos, com um histórico limitado de desempenho sólido no mercado financeiro, geralmente possuem maiores riscos, o que acaba fazendo com que o investimento não seja vantajoso.

6. Não invista em empresas que fecham em prejuízo

Parece meio óbvio, mas muitos investidores ainda fazem isso. Investir em empresas que têm dificuldades financeiras, contando com a esperança de que um dia voltarão a dar lucro, não é uma boa ideia. Até porque nada garante que essa empresa se recuperará no futuro.

7. Garanta a liquidez em seus investimentos

Outra dica que parece bastante previsível, mas não o é. Ainda há muitos investidores que não prestam atenção à liquidez dos seus investimentos, que permite a venda futura, se necessário, ou se surgir uma boa oportunidade, com maior facilidade. É sempre bom fiar atento à liquidez na hora de investir no mercado de ações.

8. Cuidado com as “dicas quentes” sobre investimentos

Saiba que há muita informação ruim e errada nesse mercado. Cuidado com as dicas e informações “quentes” sobre investimento no mercado de ações, pois a maioria delas está errada, e mesmo as que têm certa verdade, devem ser analisadas com cautela.

A informação privilegiada nesse mercado é tida como crime. Ninguém pode saber sobre a compra e venda de algum tipo de título ou ação antes de ser comunicado a todos os investidores.

9. Procure ações baratas de empresas boas

Muitos não se atentam às empresas que têm menos competição de investidores, mas que são boas opções de investimento.

Busque empresas que têm ações mais baratas, mas que podem ser consideradas boas empresas para investimento

Os períodos de crise e recessão econômica são ótimos para se comprar ações mais baratas, o problema é que a maioria dos investidores inexperientes se desespera nesses momentos e acaba perdendo oportunidades.

Sendo assim, pesquise por essas empresas, elas existem! Nada como o bom e velho estudo e muita pesquisa para encontrá-las.

10. Saiba selecionar uma boa corretora

Esta etapa é fundamental para ter sucesso em sua empreitada no mercado financeiro, pois uma corretora ruim pode lhe causar transtornos e até mesmo prejuízos. Também é importante que você conheça os serviços de corretagem disponíveis no mercado, bem como a taxa cobrada por empresa para realizar essa intermediação.

Existem dois tipos de cobrança: a taxa de corretagem e a taxa de custódia. Cada empresa possui taxas diferentes, selecione aquela que melhor se adapta à sua necessidade.

11. Tenha calma e paciência

A dica final tem mais relação com a mentalidade do investidor que com o mercado financeiro em si. Você precisa saber que esse negócio demora certo tempo para dar os resultados esperados.

Sendo assim, não adianta tomar decisões precipitadas na ânsia de obter lucros em um curtíssimo espaço de tempo.

Investir no mercado de ações é um processo que dá muito resultado, mas eles certamente aparecerão com o passar do tempo. Por isso, tenha paciência para esperar e saber identificá-los.

Estas foram as 11 dicas sobre como começar a investir no mercado de ações. Agora, que tal aprender mais sobre investimentos conosco? Separamos uma leitura muito interessante sobre como multiplicar o seu dinheiro! Confira!

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Comentários

  1. Fabio    

    Parabéns pela matéria, me agregou muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *