Confira os principais destaques da economia e do mercado financeiro na última semana e acompanhe os próximos eventos econômicos desta semana:

 

Política e Mercado Financeiro

1. Em entrevista à revista Época, no último final de semana, o empresário Joesley Batista, do grupo JBS, citou o presidente Michel Temer como o chefe “da maior e mais perigosa organização criminosa” do Brasil. Em nota, o Palácio do Planalto disparou contra Joesley, referindo-se ao empresário como “bandido notório”.

2. O Índice de Atividade Econômica brasileiro (IBC-BR) registrou alta de 0,28% no mês de abril em relação ao mês anterior, de acordo com levantamento realizado pelo Banco Central. O resultado do indicador, que costuma antecipar os resultados do PIB nacional, confirma as expectativas do governo quanto ao crescimento da economia e sugere leve recuperação econômica no período.

3. O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) estaria avaliando, com advogados e familiares, a possibilidade de fechar uma delação premiada – que poderia ser anunciada em um futuro próximo. Os rumores aumentaram após Cunha ter contratado o advogado Delio Lins e Silva, que já esteve à frente de outras delações na Lava Jato.

4. O índice Ibovespa fechou em baixa de 0,48% na última sexta-feira (16), aos 61.626 pontos. O destaque negativo ficou com as ações preferenciais da Petrobras, que caíram 2,69%, e as ordinárias da CNS, que recuaram 3,55%. Na semana, a perda acumulada no Ibovespa foi de 0,93%.

5. Na volta do feriado de Corpus Christi, o dólar subiu 0,21%, e encerrou a sessão de sexta-feira (16) cotado a R$ 3,28.

 

Internacional

1. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou, no final da semana passada, novas restrições ao comércio e ao turismo de americanos em Cuba. As novas restrições revertem as medidas de reaproximação entre Cuba e EUA anunciadas pelo ex-presidente Barack Obama, em 2014.

2. O Banco Central dos Estados Unidos (Fed) elevou, na última quarta-feira (14), a taxa de juros do país para a faixa entre 1% e 1,25% – o maior valor desde 2008. O aumento das taxas de juros nos EUA pode afetar diretamente o Brasil, devido a uma possível migração de capital de investidores de países emergentes para o mercado norte-americano.

 

Seu bolso

1. A Receita Federal pagou, na última sexta-feira (16), o primeiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2017. O lote também incluiu restituições residuais entre 2008 e 2016. Mais de 1,6 milhão de contribuintes receberam restituições neste primeiro lote. O contribuinte poderá verificar se faz parte deste lote através do site da Receita Federal ou pelo telefone 146.

2. Os brasileiros já pagaram R$ 1 trilhão em impostos neste ano, de acordo com informações da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). O “Impostômetro”, medido pela associação, alcançou a impressionante marca na última sexta-feira (16).

 

O que vem por aí

1. Em meio à crise política nacional, o presidente Michel Temer decidiu manter sua viagem para a Rússia e Noruega nesta semana, com o propósito de atrair investimentos de ambos os países para o Brasil. Temer voltará ao país somente em 24 de junho. Até lá, o país ficará sob o comando do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

2. O Supremo Tribunal Federal (STF) decide, na próxima quarta-feira (21), a permanência ou não do ministro Edson Fachin como relator da delação da JBS. O julgamento acontece após o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), pedir a saída de Fachin da relatoria.
O autor do pedido, Reinaldo Azambuja, foi citado nas delações da JBS como receptor de R$ 38 milhões oriundos da companhia. Em sua solicitação, ele alega que a delação da JBS não possui ligação com a Lava Jato.

3. Enquanto isso, o mercado aguarda uma possível denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer com base nas delações da JBS. Caso seja efetivada pelo procurador-geral Rodrigo Janot, a denúncia precisará da aprovação da Câmara para seguir adiante no STF.

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *