Grosso modo, o day trade ocorre quando todas as operações de compra e venda de ações e outros ativos na Bolsa de Valores são iniciadas e encerrados no mesmo dia. E o intuito dessa estratégia é aproveitar ao máximo as oscilações diárias nos preços dos ativos e obter lucros a curtíssimo prazo.

De fato, muitas corretoras passam a falsa ideia de que o day trade é algo fácil e lucrativo. Mas a verdade é que é preciso muita cautela e conhecimento para se arriscar nessa empreitada.

Para começar a aplicar na Bolsa, é necessário ter consciência de que há chances de perder dinheiro, já que o mercado trabalha com renda variável e a variação poderá ser tanto positiva como negativa.

Então, se você tem dúvidas sobre como operar no day trade, preparamos este post com 9 excelentes estratégias para tirar o melhor proveito possível dessa forma de investir. Continue lendo e não perca!

Dicas para ter sucesso ao tomar decisões no day trade

1. Atenção à estrutura necessária

O primeiro passo para investir em operações de day trade é contar com adequada estrutura para isso. O investidor deve procurar uma corretora que ofereça ferramentas competentes de gerenciamento de risco, e cobre taxas fixas de corretagem mais econômicas ou ofereça descontos em seus percentuais, uma vez que quem faz day-trade gasta mais dinheiro com taxas e isso impacta diretamente no potencial de retorno.

Além disso, é importante destacar que o uso de gráficos em tempo real é indispensável para operações de day trade. Esses sistemas enviam ordens e atualizações de cotações e gráficos rapidamente.

Assim, o serviço auxilia na interpretação de padrões gráficos formados pelas oscilações de preços ao longo do dia. Lembrando que, apesar disso, não existe nenhuma garantia de sucesso.

2. Disponibilidade de tempo

O fator tempo também é imprescindível para quem quer começar a operar na Bolsa. Isso porque o mercado sofre várias oscilações ao longo do dia, e é bom ficar atento para não perder oportunidades.

As corretoras costumam oferecer aos investidores estratégias automáticas de operação que dispensam a necessidade de ficar no computador durante todo o pregão. Por meio de agendamentos de ordens de stop loss/gain, por exemplo, pode-se vender os ativos na hora certa para evitar prejuízos.

Contudo, no day trade é preciso que o investidor acompanhe as variações do mercado. Confiando apenas nas ferramentas automáticas, se terá altíssimas chances de perder dinheiro; afinal, dependendo do momento do mercado os preços podem “pular” os stops pré-configurados e levar a prejuízos significativos.

3. Conhecimento sobre Análise Gráfica

A Análise Gráfica — também conhecida como Análise Técnica — é a principal escola de análise utilizada por day traders para identificar oportunidades de ganho em negociações de curtíssima duração. O racional disso é que a formação de preços se baseia simplesmente na lei da oferta e da procura pelos ativos.

A Análise Técnica analisa gráficos com as oscilações de preços das ações. Por isso, o método busca identificar padrões de comportamento para encontrar pontos de entrada e saída dos ativos, fornecendo gatilhos sobre o timing supostamente correto para efetuar ordens de compra ou venda.

Mas vale ressaltar que, apesar da existência de parâmetros claros e objetivas, a aplicação dessa análise envolve experiência e conhecimento de mercado adquirido com muito estudo. É recomendável, inclusive, que o investidor iniciante faça cursos para adquirir conhecimentos, o que permitirá melhor gerenciamento o risco.

4. Ter uma rotina

De fato, investir em day trade exige uma boa dose de paciência e disciplina. Os resultados positivos só virão se o investidor tiver estratégia e seguir uma rotina bem definida. Por isso, é importante seguir alguns passos ao longo do dia.

Antes do mercado abrir:

  • acompanhe gráficos de índices internacionais;
  • leia notícias relevantes sobre as empresas;
  • reavalie os trades do dia anterior e analise se as suas estratégias foram seguidas à risca;
  • busque por oportunidades por meio da análise gráfica.

Quando o mercado abrir:

  • monitore as oscilações de preço;
  • mantenha um diário com todas as suas operações do dia, de modo a reavaliar sua performance, verificar os resultados e calcular o imposto de renda;
  • evite transações feitas no calor da emoção, sem observar as estratégias predefinidas;
  • feche o dia para avaliar tudo o que foi feito e apurar os resultados finais.

5. Entender os custos envolvidos

Para evitar perdas e prejuízos, outra postura essencial é entender de forma clara todos os custos envolvidos nas operações de day trade. O principal custo dessas operações é a taxa de corretagem — que, dependendo da corretora, pode ser bem alto.

Logo, é importante negociar esses valores e pedir descontos. Além disso, vale dizer que a BMF Bovespa cobra taxas de negociação, chamadas de emolumentos. E, finalmente, há a tributação de imposto de renda sobre as transações.

No caso do day trade, a alíquota de Imposto de Renda é de 20% sobre os lucros, e não há qualquer tipo de isenção. Assim, o investidor deve apurar todo mês quanto deve em tributos, e efetuar o pagamento por meio de um DARF.

6. Simular negociações

A simulação de negociações é uma etapa crucial na vida de todo day trader. Assim, antes de investir recursos em um ativo, é preciso entender o comportamento que ele tomará ao longo do dia.

Conforme comentamos, quando o assunto é investimento a curtíssimo prazo, não há fórmulas mágicas ou garantias. Ainda assim, é possível ter uma ideia de como o você se sentirá diante das movimentações imprevisíveis do mercado e, dessa forma, tomar decisões conscientes.

Há inúmeras ferramentas de simulação disponibilizadas pelas corretoras, além de softwares desenvolvidos especialmente para esse fim.

É importante lembrar que, por mais que você simule, isso nunca representará a realidade do mercado, porque o fator emocional, que é um dos maiores desafios dos traders, não terá a mesma influência, já que não se trata de dinheiro de verdade.

7. Ter cuidado com informações não confiáveis

É preciso ter cuidado ao operar tomando decisões baseadas apenas em notícias, já que, muitas vezes, elas contêm omissões sobre pontos importantes ou já foram absorvidas e precificadas pelo mercado.

Além do mais, muitos sites lançam chamadas apenas para tomar a atenção das pessoas e obter mais acessos. Por isso, toda cautela é pouco com informações falsas.

8. Controlar a ganância

A vontade de ganhar mais do que o esperado pode ser um grande problema. Muitos investidores perdem dinheiro quando um trade atinge o projetado mas, em vez de encerrar a operação, continuam esperando que o preço suba ainda mais.

Fazendo isso, assumem o risco da ação se desvalorizar até o preço de entrada, ou mesmo abaixo dele, gerando ainda mais perdas. Ou seja: uma ação que proporcionaria lucro acaba, na verdade, gerando prejuízo.

Para evitar esse desastre, seja ganancioso na medida certa — e, principalmente, sempre siga a sua estratégia à risca, respeitando os objetivos traçados para os trades.

9. Diversificar os investimentos

Outra forma bastante comum de perder dinheiro na Bolsa de Valores é investindo todo o capital disponível em apenas um ativo. O risco dessa decisão é muito alto, já que, se essa operação resultar em prejuízo, todo capital investido restará comprometido.

Assim, é importante diversificar a carteira e separar o capital disponível em fatias, direcionando o volume de capital de forma racional e estratégica.

Enfim, até alguns anos, o day trade era uma tática utilizada apenas por profissionais e investidores com certa experiência no mercado de ações. Entretanto, com a tecnologia e o aprimoramento das ferramentas de aplicação financeira, essa prática vem se tornando cada vez mais comum entre investidores iniciantes.

Contudo — apesar de essa parecer uma forma tentadora de ganhar dinheiro —, antes de se arriscar, não deixe estudar bastante para investir sempre com consciência e com riscos controlados!

Lembre-se que por mais preparado que você esteja, não é possível prever o mercado e nem garantir que suas operações sejam bem sucedidas. Portanto, é importante manter sempre os pés na realidade quando se trata de operações especulativas e não alimentar fantasias e ilusões. Ganhar dinheiro com day trade não é uma tarefa fácil, definitivamente!

E aí, gostou dessas dicas sobre day trade? Então, aproveite agora e não deixe de assinar nossa newsletter para ficar por dentro de todas as novidades sobre investimentos!

Um grande abraço!

André Bona

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Comentários

  1. Maria Lucia    

    Gostei muito! Bem pés no chão. Obrigada

  2. Wilson Bellini    

    Muito esclarecedor.
    Investir é uma decisão que deve estar bem amparada.
    Seguir as dicas do artigo é com certeza o melhor caminho para iniciar.
    Parabéns pelo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *