*Este artigo foi produzido pelo Mobills com exclusividade para o Blog de Valor.

 

Nas gerações passadas, o dinheiro era usado para a maioria das compras do dia-a-dia: para comprar na padaria, você pagava em dinheiro; no supermercado  também, na farmácia, ou onde quer que você fosse. Hoje, raramente o dinheiro é exibido – principalmente quando o assunto são os consumidores mais jovens.

A forma como compramos também mudou ao longo dos anos. As compras online se tornaram a primeira opção para muitas empresas, criando amplas possibilidades de pagamento e extrapolando o uso do crédito para o consumidor – uma maneira muito fácil de acumular dívidas cada vez mais rápido.

Enquanto isso, empresas de cartão de crédito, bancos e outras instituições financeiras inundam os consumidores com oportunidades de crédito que parecem maravilhosas à primeira vista. A capacidade de solicitar cartões de crédito ou pagar um cartão com outro, acompanhada da falta de conhecimento adequado ou verificações de saldos constantes, é um belo convite para entrar em problemas financeiros.

Muitos consumidores têm muito pouco conhecimento de finanças, como funciona o crédito e o potencial impacto do mau uso do dinheiro e do crédito em seu bem-estar financeiro por muitos e muitos anos. Na verdade, a falta de compreensão financeira tem sido apontada como uma das principais razões por trás dos problemas de poupança e investimento enfrentados pelos consumidores.

Há várias razões diferentes pelas quais uma pessoa deve aprender sobre finanças pessoais, mas talvez seja compreensível que a maioria das pessoas não consiga ver essas razões por si mesmas. As finanças pessoais são um assunto difícil de aprender e, por essa razão, muita gente naturalmente tende a fugir desse tema, inventando desculpas para evitar ter que aprender a respeito.

Hoje, no entanto, você irá compreender melhor o que é a educação financeira e a importância de aprender sobre finanças pessoais. Continue a leitura e saiba mais!

O que é educação financeira?

Alfabetização financeira é o ponto de encontro da gestão financeira, do crédito, das dívidas e o conhecimento necessário para tomar decisões financeiramente responsáveis, decisões que são essenciais para o nosso dia a dia.

Esta alfabetização financeira inclui a compreensão de como uma conta corrente funciona, o que realmente significa usar um cartão de crédito e como evitar dívidas, além de muitas outras questões relacionadas ao dinheiro.

Em suma, a alfabetização financeira impacta as questões diárias de qualquer família relacionadas ao equilíbrio de um orçamento, à compra de bens – como a casa própria – e até mesmo a questão da renda na aposentadoria.

Infelizmente, a falta de educação financeira não é um problema apenas nas economias emergentes ou em desenvolvimento. Os consumidores em economias desenvolvidas ou avançadas também não conseguem demonstrar uma forte compreensão dos princípios financeiros para entender e negociar o cenário financeiro, gerenciar os riscos financeiros de forma eficaz e evitar armadilhas financeiras.

Nações da Coreia do Sul, da Austrália e até e países como a  Alemanha enfrentam populações que não entendem o básico financeiro. Os EUA, por sua ve, ocupam o 14º lugar quando o assunto é alfabetização financeira.

O nível de alfabetização financeira varia de acordo com os níveis de educação e renda, mas as evidências mostram que consumidores altamente qualificados com alta renda podem ser tão ignorantes em relação às questões financeiras quanto os consumidores com menor nível de instrução e renda mais baixa.

Porque aprender sobre finanças pessoais?

Aprender sobre finanças pessoais é extremamente importante e aqui estão algumas razões pelas quais você deve entender mais sobre este assunto:

Fluxo de dinheiro

Se você entende finanças pessoais, então você entenderá melhor o seu fluxo de dinheiro. O que a maioria das pessoas faz? Usam boa parte do dinheiro para pagar contas e gastam o resto, deixando muito pouco, ou nada, na poupança.

Estas são pessoas que não têm ideia de como as finanças pessoais funcionam e, por isso, mesmo que acabem tomando as decisões certas, elas estão fazendo isso por pura sorte. Você não acha que se sentiria muito melhor se soubesse exatamente o que está acontecendo com seu dinheiro? Quanto está sendo ganho e quanto está sendo gasto?

O velho ditado é que conhecimento é poder e, se você sabe sobre o seu fluxo financeiro, você tem o poder do conhecimento para tomar boas decisões quando o assunto é dinheiro.

Incerteza e medo

Os seres humanos têm um medo irracional de incertezas. A esse respeito, não somos diferentes de nenhuma das outras espécies de mamíferos que percorrem o planeta, porque todas elas foram condicionadas por milhares de gerações para ter medo do que não sabem.

Incerteza e medo, portanto, andam de mãos dadas e, quando fazem isso em relação a algo tão importante para sua sobrevivência básica quanto o dinheiro, o efeito paralisante que o medo pode ter sobre você é algo que não é nem agradável de se pensar.

Compare esta situação, no entanto, a uma situação na qual você sabe como funciona o seu fluxo de dinheiro e compreende toda a sua situação financeira.Neste caso, não há medo, já que não há incerteza envolvida em sua situação financeira.

Afinal, é muito mais fácil ter medo quando você não tem ideia de onde seu dinheiro está vindo e para onde está indo. E, neste cenário, fica mais difícil tomar boas decisões financeiras.

Uma imensa cartela de opções

Os consumidores estão sendo mais expostos ao mercado e sendo mais expostos às escolhas financeiras e de investimentos, dentre elas, a vários produtos de investimento e poupança. Bancos, cooperativas de crédito, firmas de corretagem, seguradoras, empresas de cartão de crédito, companhias hipotecárias, planejadores financeiros e outras empresas de serviços financeiros estão disputando ativos e clientes, criando confusão para o consumidor e futuro investidor.

Esses produtos são mais sofisticados do que no passado, com diferentes opções, oferecendo taxas de juros e vencimentos variáveis.Decidir sobre opções financeiras complexas pode afetar a capacidade do consumidor sem conhecimento de decidir sobre seu dinheiro, como em situações nas quais ele cogita comprar uma casa, financiar uma faculdade ou economizar para a aposentadoria, aumentando a pressão na tomada de decisões.

Por isso, aprender sobre finanças pode abrir seus horizontes e facilitar suas escolhas em meio a um mercado cada vez mais repleto de opções de investimento.

Vida mais longa

Estamos vivendo mais. Isso significa que precisamos de mais dinheiro para a aposentadoria do que as gerações anteriores e a Previdência Social pode não dar conta das nossas necessidades futuras.

É importante planejar para a aposentadoria e, para isso, é necessário aprender sobre finanças, para assim, descobrir qual a melhor opção para investir no seu futuro e alcançar uma vida financeira mais tranquila na terceira idade.

Ambiente em mudança

O panorama financeiro é muito dinâmico. Agora, no mercado global, há muito mais participantes e muitos outros fatores que podem influenciá-lo.O ambiente em rápida mutação criado pelos avanços tecnológicos, como o comércio eletrônico, torna os mercados financeiros ainda mais rápidos e voláteis.

Juntos, esses fatores podem causar visões conflitantes e dificultar a criação, implementação e acompanhamento de um roteiro financeiro pela maior parte das pessoas que não têm conhecimento sobre finanças pessoais e investimentos.

Por que isso importa?

A alfabetização financeira é crucial para ajudar os consumidores a economizar o suficiente para fornecer renda adequada não apenas na aposentadoria, mas ao longo da vida, evitando altos níveis de dívida que podem resultar em inadimplência e até falência. Além disso, no cenário atual. é cada vez mais imperativo que os consumidores entendam as finanças básicas, porque estão sendo expostos a maiores decisões de investimento.

Desta forma, qualquer melhoria na educação financeira pessoal terá um impacto profundo nos indivíduos e nas suas capacidades de proporcionar mais tranquilidade ao seu futuro. Se educar financeiramente não é fácil, mas, uma vez que você tem domínio do conhecimento, pode aliviar tremendamente os pesos financeiros da sua vida.

Entender como gerenciar suas finanças e aprender sobre finanças pessoais pode fazer uma grande diferença no seu dia a dia e lhe trazer benefícios reais. Pense nisso e dê os primeiros passos nesta caminhada de aprendizado tão necessária e transformadora.

 

Cecilia Mesquita

*O Mobills é um aplicativo de controle financeiro, que permite ao usuário cadastrar e gerenciar suas contas de forma eficiente, em qualquer lugar e a qualquer hora.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi produzido por um autor parceiro e/ou convidado do Blog e Valor, com a finalidade de compartilhar suas opiniões sobre temas diversos e contribuir com o site.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *