O banco de investimentos BTG Pactual optou por realizar duas alterações em sua carteira de Small Caps para o mês de maio 2019 em relação ao portfólio do mês de abril. Neste mês, entre as 5 Small Caps da carteira do BTG Pactual estão as novas escolhas da instituição: Linx (LINX3) e CVC Brasil (CVCB3).

As Small Caps são ações de empresas menores, que possuem baixa liquidez na bolsa de valores na comparação com papéis de grandes companhias, mas que detêm alto potencial de valorização ao longo de tempo. Na B3 (antiga BM&FBovespa) os investidores conseguem acompanhar o desempenho destes papéis por meio do Índice Small Cap (SMLL).

Neste mês, as 5 Small Caps da carteira do BTG Pactual foram: Santos Brasil (STBP3), Ser Educacional (SEER3), Tegma (TGMA3), CVC Brasil (CVCB3) e Linx (LINX3) . Deixaram o portfólio do banco os papéis da SulAmérica (SULA11) e Iguatemi (IGTA3).

Confira a carteira do BTG Pactual de Small Caps para o mês de maio 2019:

Compondo a carteira de Small Caps para o mês de maio 2019

Em relatório enviado no início do mês de maio a clientes, os analistas Carlos Sequeira, Bernardo Teixeira e Osni Carfi explicaram os motivos que levaram o banco a alterar a composição da carteira neste mês em relação a abril, que inclui companhias com valor de mercado inferior a US$ 3 bilhões.

De acordo com os analistas do BTG Pactual, as ações da Ser Educacional (SEER3) permanece na carteira de Small Caps  por conta de um consenso de resultados de empresas listadas do setor educacional que, apesar ainda não extraordinários, mostram o consumo está melhorando na margem, tanto em volume quanto em preço – o que compensaria a pressão dos alunos de graduação do FIES durante o ano.

“A empresa é altamente capitalizada e acreditamos que a consolidação esteja pronta para ganhar força (tanto orgânica quanto inorganicamente), enquanto menores lutam para sobreviver”, disseram os analistas. Vale ressaltar que os papéis da Ser Educacional são, neste momento, os top picks do setor para o BTG Pactual.

Já as ações da Santos Brasil (STBP3) voltaram ao portfólio de Small Caps do BTG Pactual no mês de março devido a uma melhora no quarto trimestre de 2018 (e em janeiro de 2019) na matriz de oferta e demanda no Porto de Santos, segundo o banco de investimentos.  “Nossa tendência otimista sobre esta tese é reforçada por melhores perspectivas de crescimento graças a uma atividade econômica mais forte; melhor perspectiva de rentabilidade […] e mais interesse internacional potencial no processo de desinvestimento da empresa”, informou a equipe do BTG.

As ações da CVC Brasil (CVCB3), por sua vez, foram inseridas no portfólio após o BTG Pactual identificar que há espaço para crescimento nas margens da empresa nos próximos meses. “A avaliação não é uma barganha, mas acreditamos que as sinergias de empresas recém-adquirias devem levar à melhores margens, enquanto esperamos que o capital de giro melhore em 2019 […] uma perspectiva macro mais interessante parece destinada a impulsionar a divisão corporativa (da CVC)”, disseram os analistas.do banco.

Em relação à Linx (LINX3), que foi inserida na carteira de Small Caps do BTG neste mês, os analistas do BTG Pactual acreditam que a empresa de software “será capaz de reter e adicionar clientes” nos próximos meses. Além disso, a equipe do banco destacaram a “capacidade potencial da Linx de oferecer novos produtos e serviços”, salientando o Linx Pay, uma subcredenciadora de cartões.

A Tegma foi inserida no portfólio do banco em novembro de 2018 e mantida neste mês devido à alta exposição do papel à “tendência de recuperação das vendas de veículos leves no Brasil (que ainda são níveis abaixo do normal). Vemos a avaliação da Tegma como especialmente atraente […] e um rendimento de dividendos acima de 5%, com melhoria nos ganhos: seguindo as iniciativas de redução de custos e crescimento de receita, esperamos que a rentabilidade atinja altas históricas no curto prazo”, avaliaram os analistas do BTG Pactual.

Sobre o BTG Pactual digital

BTG Pactual digital é a plataforma digital do BTG Pactual – o maior banco de investimentos da América Latina e quinto maior banco brasileiro, com mais de 35 anos de expertise em investimentos e gestão de recursos atuando no Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru, Argentina, Estados Unidos e Inglaterra.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *