Na World Series of Poker (WSOP) de 2010, o pesquisador Thomas J. Miles e o famoso economista Steven Levitt, responsável pelos livros e podcasts da série Freakonomics, realizaram um estudo sobre a correlação entre o nível de habilidade de um competidor profissional de poker e o seu retorno sobre investimento (ROI).

Os dois autores da pesquisa descobriram que os atletas mais qualificados da competição, considerada a Copa do Mundo do poker, obtiveram um retorno médio de 30%, enquanto todos os outros participantes do torneio mundial tiveram uma perda média de 15%. Um fato que comprova como o fator habilidade é crucial para um bom desempenho nesse esporte da mente.

Na verdade, as lições que o poker pode ensinar a todos os perfis de investidores são tantas que diversas firmas de investimento de Wall Street já incorporaram a modalidade em seus programa de treinamentos, conforme reportou o site americano Investing Answers.

Pensando nisso, aqui estão os principais ensinamentos do esporte das cartas para todos aqueles que pretendem lidar com investimentos.

Baseie suas decisões em estatística e porcentagens, não em palpites

O sucesso no poker está diretamente relacionado ao nível de entendimento que um competidor tem sobre o cálculo de probabilidades. Infelizmente, é muito comum ouvir os jogadores dizerem que “tiveram um bom pressentimento” sobre determinada mão ou que estão “se sentindo com sorte” em relação a uma mão que, de outra forma, não jogariam.

Isso não faz sentido. As chances de um par de dois vencer um par de ases e de uma sequência ganhar de dois pares são sempre as mesmas, independentemente de quanta “sorte” um jogador afirmar que tem.

Competidores de poker experientes sabem as chances de uma determinada carta chegar a qualquer momento durante uma rodada. Seu conhecimento de probabilidade permite que eles apostem com base no valor esperado (VE) de sua mão e ajam de acordo com as condições objetivas encontradas na mesa.

Da mesma forma, a maioria dos investidores aloca ativos com base em modelos que projetam o crescimento futuro, fluxos de caixa e outros fatores objetivos. Agora, se um investidor investe seu dinheiro baseado em palpites, intuição ou previsões desprovidas de embasamento lógico e fundamentalista, é muito improvável, para não dizer impossível, que ele obtenha retornos positivos a longo prazo.

Cuidado com o excesso de confiança

Todas as competições de poker sempre contam com alguns jovens de 20 e poucos anos com bonés de beisebol e óculos escuros que assistem muito poker na TV. Eles costumam ser bons competidores, mas a pouca idade também costuma trazer uma propensão maior ao excesso de confiança.

Não importa o quão habilidosos esses jovens atletas sejam, eles não podem controlar a próxima carta que o dealer (responsável por distribuir as cartas no poker) entregará em seguida e a confiança excessiva nas suas próprias mãos, como um par de ases, geralmente faz com que eles percam de vista as mãos dos outros oponentes (que podem vencer com uma trinca de dois).

Da mesma forma que jovens jogadores de poker não têm controle sobre o futuro e costumam superestimar suas avaliações e opiniões iniciais, muitos investidores costumam fazer seus aportes enquanto mantém um excesso de confiança perigoso. O resultado desta prática é, em muitas situações, a frustração.

A verdade é que ninguém tem a capacidade de prever com certeza absoluta para onde o mercado está indo. Por isso, é necessário ter cuidado na hora de tomar uma decisão em relação a investimentos. Procure saber a opinião de diversos especialistas do mercado, conheça mais sobre o investimento no qual pretende investir e aposte nos seus estudos.

Além disso, vale a pena ressaltar que boas escolhas de investimentos só são possíveis se o perfil do investidor e seus objetivos são considerados.

O controle emocional é essencial

Mesmo tendo pleno conhecimento das probabilidades envolvidas no poker, pode ser difícil aguentar uma série de cartas ruins e muitos competidores simplesmente não conseguem lidar bem com isso. Alguns jogadores ficam tão frustrados que começam a jogar mal e deixam de se importar que estão perdendo antes de conseguir retomar a calma, um fenômeno que os entusiastas de poker chamam de tilt.

Assim como no esporte das cartas, não há nada mais perigoso para o bem-estar de uma carteira de investimentos do que uma decisão emocionalmente carregada. Aprender a controlar as emoções é uma das melhores lições estratégicas que o poker pode ensinar.

Também há um outro ponto positivo em conseguir manter as emoções em xeque. Um competidor de poker calmo e consciente pode facilmente vencer diversas mãos de outros atletas na mesa que podem estar jogando em tilt, assim como investidores racionais no mercado de ações podem obter vantagens em oportunidades em relação a investidores irracionais.

Por exemplo, um investidor que tenha visto o potencial da Netflix em relação à Blockbuster pode ter tido ganhos enormes. Da mesma maneira, é preciso ficar atento às oportunidades que aparecem frequentemente no mercado, mas sem se esquecer de manter o controle emocional em relação à sua carteira e às suas operações.

É preciso saber onde e a hora certa para investir

Estima-se que os melhores jogadores de poker do mundo deixem de jogar cerca de 90% das mãos iniciais que recebem. Da mesma forma, um investidor não deve necessariamente comprar uma participação em todas as empresas que pesquisa, mas sim discriminar cuidadosamente entre as opções disponíveis e esperar pelas melhores oportunidades para investimento ou operações.

Assim como um competidor de poker deixa passar diversas “oportunidades” ruins, os investidores mais experientes podem vivenciar meses alternando pequenos ganhos e pequenas perdas – sobretudo no âmbito especulativo da renda variável – apenas para aproveitar as súbitas rajadas de bons retornos quando novos fatores aquecem o mercado.

A razão pela qual grande parte dos investidores inexperientes não obtém os retornos que espera no mercado de ações visando a especulação é que a imensa maioria frequentemente só olha para o mercado em períodos de alta, ignorando que é em períodos de baixa que as principais aquisições devem ser feitas.

Saber onde investir e a hora certa para fazer seus investimentos, portanto, pode fazer a diferença. O importante é estar sempre preparado e conhecer o mercado. Se o seu objetivo é de longo prazo, manter aportes frequentes e bem fundamentados é a melhor maneira de ter sucesso com seus investimentos.

Em resumo

Resumindo tudo, tomar decisões com base em dados e estatísticas, tomar cuidado com o excesso de confiança, controlar as emoções e lembrar que o sucesso vem em fases são as principais lições que o poker pode ensinar para os investidores.

Gostou deste artigo? Então deixe seu comentário e compartilhe-o com seus amigos!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *