A Avianca Brasil entrou, na tarde desta terça-feira (11), com um pedido de recuperação judicial em São Paulo, na tentativa de evitar a paralisação de suas atividades em um momento de dificuldades financeiras. Após a divulgação da notícia pelo jornal O Estado de S. Paulo, as ações das principais concorrentes da aérea – Gol e Azul – dispararam na bolsa brasileira.

De acordo com O Estado, a Avianca vem sendo alvo de ações, já há alguns dias, que pedem a retomada de ao menos 11 aeronaves arrendadas por falta de pagamento, em um contexto de dificuldades para pagamento de fornecedores e para cumprimento de obrigações com concessionárias de aeroportos. Ainda segundo a publicação, a dívida da Avianca Brasil com todos os aeroportos brasileiros chega a quase R$ 100 milhões.

No terceiro trimestre deste ano, o endividamento da aérea saltou para R$ 306 milhões, logo após a companhia captar cerca de R$ 131 milhões através de diversos bancos brasileiros. No final de 2017, as dívidas da Avianca Brasil somavam R$ 194 milhões.

O pedido de recuperação judicial da Avianca Brasil estaria correndo em segredo de Justiça em São Paulo, e teria um valor total estimado em R$ 50 milhões.

Ações de concorrentes avançam na bolsa

Diante da notícia do pedido de recuperação judicial da Avianca Brasil, as ações de duas de suas principais concorrentes no mercado brasileiro – Gol Linhas Aéreas e Azul Linhas Aéreas – dispararam na bolsa brasileira B3.

No final da tarde desta terça-feira (11), os papéis da Gol (GOLL4) avançavam 11,8% na bolsa, a R$ 20,54, enquanto as ações da Azul (AZUL4) subiam 6,5%, sendo negociadas a R$ 32,80.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *