O banco de investimentos BTG Pactual manteve como neutro o rating dos papéis da Via Varejo (VVAR), após a varejista divulgar seus resultados trimestrais ao mercado. Para a instituição, a Via Varejo caminha para “se tornar uma empresa multicanal”, mas ainda há espaço para resultados melhores.

Em relatório enviado a clientes nesta terça-feira (24), os analistas Fábio Monteiro e Luiz Guanais destacaram os resultados da Via Varejo no segundo trimestre do ano e apontaram as maiores dificuldades da companhia no período. Segundo o documento, as vendas líquidas da Via Varejo chegaram a R$ 6,46 bilhões entre os meses de abril e junho – uma alta de 5,1% na comparação anual, mas 1,6% abaixo das estimativas dos analistas do BTG Pactual.

Já as operações de e-commerce tiveram um recuo nas vendas de 0,3% na comparação anual., enquanto o lucro bruto da companhia caiu 2,7% no período, para R$ 1,87 bilhão. De acordo com o relatório, o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da Via Varejo totalizou R$ 394 milhões.

Migração para o Novo Mercado

A equipe do BTG Pactual ressaltou, ainda, o anúncio da Via Varejo quanto ao início do processo de listagem da companhia no segmento Novo Mercado da B3. O processo será realizado com a conversão das ações preferenciais da empresa em ações ordinárias, na proporção 1 para 1.

O programa de Units da Via Varejo também será fechado, com cada titular de uma Unit detendo três ações ordinárias após a migração. Para o BTG Pactual, a movimentação é positiva para os papéis da Via Varejo e para a empresa em si.

“A migração é mais um passo para melhorar a governança e a liquidez da Via Varejo, e pode torná-la mais atraente”, disseram os analistas.

Rating neutro para papéis da Via Varejo

Apesar dos resultados mistos no trimestre, o relatório informa que a empresa está otimista com a nova estrutura de gestão e destaca projetos importantes que estão sendo executados – e que podem gerar melhores números no futuro.

Por conta desta projeção – ponderando, no entanto, os resultados negativos em alguns setores, como o e-commerce, o BTG Pactual optou por manter um rating neutro para os papéis da Via Varejo.

“Mantemos nossa visão neutra, mas reconhecemos a melhoria na execução e o foco na transformação digital. Seguiremos isso de perto para verificar os resultados dos projetos”, finalizam.

O preço-alvo para os papéis do Via Varejo foi fixado em R$ 31,00. Nesta terça-feira (24), as ações ordinárias da companhia (VVAR3) eram negociadas R$ 6,56 na B3 – uma alta de 11,19%. As ações units (VVAR11) subiam 4,83%, a R$ 19,77 e os papéis preferenciais (VVAR4) subiam 2,01%, a R$ 6,59.

Sobre o BTG Pactual digital

BTG Pactual digital é a plataforma digital do BTG Pactual – o maior banco de investimentos da América Latina e quinto maior banco brasileiro, com mais de 35 anos de expertise em investimentos e gestão de recursos atuando no Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru, Argentina, Estados Unidos e Inglaterra.

Além de disponibilizar diversas opções de investimentos de diversas instituições por meio de uma única conta – assim como fazem as corretoras, a plataforma aberta do BTG Pactual digital também oferece uma assessoria de investimentos gratuita aos pequenos e médios investidores.

Para ter acesso à assessoria e ao know-how da equipe BTG Pactual, basta que o investidor utilize a plataforma do BTG Pactual digital diretamente no seu computador ou smartphone, sem taxas ou tarifas mensais. Para fazer seu cadastro gratuito no BTG Pactual digital, clique aqui!

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *