SGR – Sustainable Growth Rate
O que é o SGR? Para que serve?

 

O “Sustainable Growth Rate” pode ser traduzido como “Taxa de Crescimento Sustentável”. E diz respeito, a quanto uma empresa pode se sustentar sem ter que expandir a sua alavancagem financeira ou buscar outros meios de se financiar. Além disso, ela serve como peça importante no cálculo do “Modelo de Gordon”, é o famoso “G”, usado na formula de precificação de ativos.

COMO CALCULAR?

O cálculo do “G” é muito simples e precisa somente de duas variáveis, o ROE e o PAYOUT Ratio. E nada mais é que o produto (ou seja, a multiplicação) do ROE com a porcentagem dos lucros que são distribuídos aos acionistas. Logo, a equação ficará assim:

 

G = ROE x ( 1 – Payout Ratio)

 

Notem que como o ROE é dado em porcentagem e o Payout também, o resultado também será em porcentagem.

 

ENTENDENDO O SGR

Sempre bom começar o entendimento com um exemplo para esclarecer e fixar a ideia que está sendo abordada. Vamos pegar uma empresa existente, a Metal Leve (LEVE3), empresa com foco na produção de material de transporte e componentes para motores. A partir dos dados do 3º trimestre de 2018, a companhia conta com um ROE de 19,7% e um Payout de 52,5%. Já dá para montar o cálculo do “G” e ele ficará assim:

 

G = 0,197 x ( 1 – 0,525)

G = 0,197 x ( 0,475)

G = 0,093575 ou aproximadamente 9,36%

 

Logo, isso significa que a Metal Leve pode crescer com segurança a uma taxa de 9,36% usando sua própria receita. Caso a mesma decida por crescer 10%, 13% ou 15%, ela vai precisar buscar algum tipo de financiamento. Muitos usam o “G” para traçar estratégias de financiamento, projetar fluxos de caixa ou projetar um crescimento de longo prazo.

Além disso, como já dito anteriormente o “G” é usado na formula de precificação de ativos de Gordon, portanto, acha-lo pode ser mais interessante do que chutar um “G” na hora de calcular. Vale lembrar que, toda empresa gostaria de crescer de maneira sustentável, porém, nem sempre a mesma consegue por conta de várias variáveis como mudança de tendência dos consumidores finais daquela empresa, um planejamento confuso e ineficiente ou até mesmo o desenvolvimento de novos projetos ou produtos que não dão certo e acabam por reduzir a capacidade de crescimento da companhia.

Por fim, lembre-se que esse é um indicador isolado, use-o com outros indicadores que podem ser encontrados aqui mesmo no Buggpedia ao fazer suas análises. Quanto mais você conseguir verificar ou mensurar, melhor e mais assertivo é o seu entendimento sobre determinada companhia.

 

Espero ter ajudado!

Breno Bonani

 

Saiba mais sobre indicadores importantes do mercado no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves. Clique aqui e confira.

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *