Carteira #NOTBAD – Dezembro 2018, por William Castro Alves

Mais um mês e aqui vamos nós falar dessa carteira que tem me dado muita alegria. Vídeos explicativos no final. Vídeo resumo aqui embaixo

PERFORMANCE 

Mais um mês superando e superando bem o benchmarking! Apenas a CARD3 underperformou o IBOV…mas não tem problema porque isso aqui é um time!

A estreante LEVE3 mandou muito bem…ROMI3, foi aquele lateral que não comprometeu, jogou pro time….AGRO3 quietinha está indo hein!…BRSR6 contrariando até minhas expectativas seguiu sua toada de alta! “melhor porque é nosso” não é verdade?!

E lá vai a carteira … subindo o morro! Daleee!! #aquelaBocaDeJacaréQvoceRespeita!

NÚMEROS 

Para os matemáticos de plantão vamos aos números da rodada!

157% DESDE O INÍCIO …EU DISSE 157%!!!!

“ah mas tem custo” …. pode colocar os custos! calculo uns 3% no máximo para rodar essa carteira … e iso se tu quiser operar via mesa pq se for corretagem fixa então isso dilui.

  • Desdo o início a carteira acumula alta de 157% contra 42% do IBOV;
  • Em 12 meses são 77% da carteira contra 25% do IBOV;
  • No ano o IBOV sobe 17% ante ante 49% da carteira;

CARTEIRA PARA DEZEMBRO 

Bom vamos ao que interessa. Último mês do ano é mês de fazer maldade? hehehehe

Que tal essa carteira?

Bom vamos lá…quem disse que time que está ganhando não se mexe? Bora mexer!

  • AGRO3 sigo achando exatamente o mesmo que já comentei aqui em 02/09/2018 quando coloquei o papel na carteira. Naquele momento enxergava uns 30% de upside tranquilo no papel. Sigo achando descontada e uns 20% de upside ainda tem no papel. Ela está indo…devagarinho mas vai… Pra quem não leu, clica aqui pro comentário de setembro. 
  • ROMI3 repito o que já tinha comentado aqui no mês passado quando adicionei. Confiança da Indústria aumentando bem + país retomando + algum investimento na formação bruta de capital fixa acontecendo + carteira de pedidos antevê um 4T decente + empresa com elevada capacidade ociosa que pode ser usada e gerar melhor rentabilidade + multiplos baixos. Esse é o resumo porque acredito nela.

Falando agora das entradas:

  • FESA4: mantive em carteira todo esse tempo…muita gente me perguntou porque ela não figurar aqui. Tinha receios quanto aos resultados, os quais se mostraram muito bons, mesmo excluindo os não recorrentes…comentei aqui.  Empresa verticalizando, ou reduzindo exposição a sua necessidade de energia com a compra do parque eólico sua operação com a integração, sem dívida, dividendo alto…negociando a múltiplos que não tem como ignorar. Se o lucro cair 20% o papel ainda vai negociar a 7x Lucro nas minhas contas…junto a isso um P/VPA 1,1x pra uma empresa que entrega um ROE alto…enfim, difícil justificar ela não estar aqui antes, isso sim!
  • MRVE3: operacionalmente não tem muito… […]

 

Leia o texto na íntegra no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves.

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *