CARTEIRA WILL – Semana de 26/11/2018, por William Castro Alves
CARTEIRA

Por aqui seguimos…sem mudanças da semana passada para cá.

Perdendo dinheiro no Petróleo.

Aliás convém comentar, afinal, não estou aqui só para cantar vitórias não…meu compromisso é com a verdade. Então semana passada comentei que comprei um ETF de petróleo o USO lá fora nos EUA. Comento mais detalhadamente sobre petróleo no post da Tônica da Semana. Mas o que tenho a dizer aqui é que estou perdendo 16% nessa operação….em dólar que vale muito mais que dinheiro…kkk. São aqueles 3% referentes ao investimento no exterior.

Enfim faz parte e acontece. Isso é mercado, sobe e desce, se ganha e se perde. Como não estou aqui para tradar não trabalho com stops ou coisas do gênero…compactuo da visão do Buffet que fala que manejo de risco tem a ver com saber o que se está fazendo.

Sigo acreditando que (i) mercado esta exagerando; (ii) cortes de produção virão em breve; (iii) treasurie recuando e um dólar mais fraco tendem em algum momento fazer preços nas commodities pra cima. Onde posso me dar mal? Se os árabes estiverem deliberadamente deixando o preço do petróleo cair pra atrapalhar a vida dos produtores de gás de xisto nos EUA. Enfim…veremos…sigo por aqui com o gostinho amargo do -16%.

AÇÕES

Pra quem não acompanha regularmente minhas postagens aqui nas últimas 2 semanas comentei o resultado trimestral de grande parte das minhas ações: VULC, CARD, AGRO, BRPR, BRSR, FESA, LEVE. Para quem não viu segue os links: Carteira 19/11 ; Carteira 12/11… Não, não estou enchendo linguiça não…rs. Mas de fato nem todo mundo acompanha e nos posts comentei minha opinião sobre os ativos.

O que fiz essa semana? Comprei um pouquinho de ROMI3, apenas para ajustar posição e aproveitar a aposta no setor industrial, em função do dado da confiança industrial que comentei na Tônica da Semana…mas foi coisa pouca.

De uma forma geral apesar da queda UNIP minha carteira está indo muito bem e estou com ganhos em todos ativos…então, não há do que reclamar…vamos em frente! Sobre a UNIP antes que perguntem, as commodities em geral caíram nas últimas semanas e isso trouxe um cenário complicado para ela; junto a isso, muita gente já ganhou muito dinheiro nela e resolveu botar no bolso; aí por último tem os grafistas operando baseados na perda de um tal suporte….a meu ver isso explica a queda, mas sigo nela…já ganhei uma boa grana e por isso tenho pouco…empresa está redonda e isso dá uma segurança.

#NOTBAD

Tudo caminhando para…[…]

 

Leia o texto na íntegra no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves.

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *