Você conhece os créditos rápidos e fáceis que são divulgados por bancos e instituições financeiras em todo o Brasil?

O mercado está repleto de ofertas de empréstimos facilitadas, com aprovação sem muita burocracia, alguns oferecem até a possibilidade de emprestar dinheiro para negativados ou pessoas sem renda comprovada.

No entanto, é preciso ter muita atenção e cuidado quando for contratar um desses créditos. De fato, existem momentos na vida em que é necessário encarar um empréstimo, mesmo que as condições não sejam as melhores do mercado.

Foi pensando nisso que resolvemos escrever este post. Nele vamos mostrar alguns tipos de créditos rápidos e fáceis, bem como 9 cuidados que você deve ter antes de contratar um serviço desses. Confira!

Créditos rápidos e fáceis, confira algumas opções

Os créditos facilitados geralmente são voltados para pessoas que oferecem maior garantia de pagamento, seja com seu patrimônio ou com salário e benefícios.

Os tipos de créditos rápidos e fáceis mais comuns que encontramos hoje são aqueles vinculados ao pagamento do salário, os famosos empréstimos consignados.

Geralmente, esse tipo de contrato é feito pelos bancos onde o empregado recebe os seus vencimentos mensais. A instituição oferece a “facilidade” de ter o valor das parcelas deduzido de seu próprio pagamento.

Outra espécie muito comum, até parecida com o exemplo anterior, são os empréstimos para aposentados, pensionistas e servidores públicos.

Esse público enche os olhos dos bancos e instituições financeiras, pois é um perfil de consumidor que dificilmente deixará de pagar as prestações, visto que o seu salário — no caso dos servidores — e benefício (aposentados) dificilmente deixará de ser pago, e o desconto das parcelas é feito diretamente nele.

Existe outra modalidade de crédito facilitado que é aquela onde um bem é dado como garantia. São os conhecidos “refinanciamentos de veículos”.

Recentemente, essa modalidade de crédito tem sido muito solicitada, visto que é consideravelmente mais fácil conseguir aprovação, já que um bem está sendo dado em garantia.

Tudo parece muito bom, mas não é tão simples assim. Existem casos em que os créditos rápidos e fáceis escondem armadilhas que podem arruinar a saúde financeira de uma pessoa.

Agora, vamos indicar 9 cuidados que você precisa tomar antes de contratar um crédito desse tipo.

Cuidados para ter antes de contratar créditos rápidos e fáceis

1. Analise as taxas de juros

O primeiro cuidado que você ter é com os juros cobrados na operação.

Geralmente, créditos fáceis escondem taxas de juros elevadas, na maioria das vezes muito superiores a aquelas cobradas nos empréstimos convencionais.

2. Analise o tempo de duração do empréstimo

O segundo cuidado que você precisa tomar é com relação ao tempo de duração do empréstimo, ou seja, em quantas parcelas pagará o montante total devido.

Às vezes, a “pegadinha” está no prazo. Algumas instituições oferecem esse tipo de crédito com uma altíssima taxa de juros mensais, diluídas em dezenas parcelas.

No final das contas, a pessoa acaba pagando até 3 vezes mais o valor que foi disponibilizado na contratação do crédito.

3. Consulte o histórico da instituição financeira ou bancária

É muito comum que empresas que oferecem os famosos créditos rápidos e fáceis simplesmente desapareçam do mapa depois de vender alguns empréstimos.

Cuidado com isso! Caso seja necessário contratar um empréstimo, verifique o histórico da instituição escolhida.

Alguns pontos que você deve avaliar: tempo de atuação no mercado, outras filiais espalhadas pelo país e opinião de clientes antigos.

4. Reduza seus gastos antes de contratar um empréstimo

Esse cuidado é válido para qualquer tipo de dívida que você for contrair. Saiba que sua despesa mensal aumentará, e você obrigatoriamente deverá honrar com o compromisso assumido.

Os juros e multas decorrentes de atraso nos pagamentos costumam ser elevados, o que acaba tornando impossível o pagamento das próximas parcelas, gerando o famoso efeito “bola de neve”.

5. Utilize seus investimentos de baixo risco

Antes de utilizar um desses tipos de créditos rápidos e fáceis, analise seus investimentos de baixo risco, como depósitos fixos poupança ou CDBs.

Em alguns casos, é mais vantajoso retirar esses valores, mesmo que você deixe de receber os rendimentos proporcionados por eles, do que encarar um empréstimo, por mais vantajosa que a proposta aparente ser.

6. Entenda o empréstimo como uma necessidade, e não desejo

Todo o empréstimo deve ser planejado antes de ser contratado. Essa deverá ser a sua última opção para saldar uma dívida, adquirir um bem necessário ou realizar outro procedimento essencial.

Evite tomar empréstimos para cobrir despesas desnecessárias, para garantir certos luxos ou conforto, compras de supérfluos e gastos em festas.

7. Compare preços

Antes de fechar um contrato de empréstimo com uma instituição financeira ou bancária, procure outras propostas para o mesmo prazo e valor solicitado, mesmo que as condições ofertadas pela primeira empresa sejam consideradas muito boas por você.

Esse é um mercado extremamente competitivo, e uma agência bancária ou financeira em uma mesma localidade pode oferecer condições completamente diferentes da outra, com prazos maiores e juros menores.

8. Busque a negociação sempre

Alguns bancos ou instituições financeiras que oferecem créditos rápidos e fáceis costumam ter taxas de juros e prazos flexíveis e adaptáveis a cada cliente.

Ou seja, conseguem negociar as condições do empréstimo com cada cliente, adaptando-o à sua realidade.

Sendo assim, busque empresas que proporcionem a facilidade de negociarem os custos e prazos do empréstimo com você, para que seu contrato seja adequado ao que você precisa e consegue pagar.

9. Negocie direto com a empresa

Caso você precise contratar um empréstimo para pagar uma dívida com alguma empresa, tente negociar esse valor diretamente com ela.

Boa parte das empresas no Brasil possui linhas de crédito exclusivas para clientes que estão tendo dificuldades em pagar as parcelas de um produto ou serviço adquirido.

Geralmente, esse crédito direto é feito sem muita burocracia, uma vez que você já possui cadastro com aquela empresa. Além disso, elas geralmente oferecem boas condições de pagamento, com juros reduzidos e bom prazo para pagamento. As dívidas com cartões de crédito geralmente são pagas dessa forma.

Todas as empresas precisam receber pelos serviços ou produtos vendidos, sendo assim, é interesse delas receber dos seus clientes inadimplentes, e a melhor forma de fazer isso é oferecer crédito facilitado.

Gostou desse artigo sobre os cuidados que precisa ter quando o assunto é créditos rápidos e fáceis? Agora que você já sabe como utilizar esse tipo de serviço, que tal aumentar seus conhecimentos lendo um artigo sobre como usar o cartão de crédito de forma correta? Para saber mais, clique aqui!

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

Posts relacionados

Comentários

  1. Cleiton Oliveira    

    O número de inadimplentes está muito alta, logo é necessário tomar muito cuidado em relação aos empréstimos.

    Um grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *