Olá!!!

Que a importância da formação de reservas financeiras (formação de poupança) é um dos itens fundamentais para se ter uma vida financeira equilibrada, não se discute.

O que proponho hoje é organizar essa idéia, apresentando o chamado “índice de cobertura” que nada mais é do que o tempo, em meses, que as reservas cobrem as despesas mensais de sobrevivência.

A quem se destina:

O monitoramento desse indicador é extremamente necessário, principalmente para os profissionais que são remunerados de forma variável, como os profissionais autônomos e liberais, tais como advogados, dentistas, médicos, representantes comerciais, corretores e micro-empresários.

Também deve ser monitorado por empregados de empresas, pois esse índice será fundamental em caso de perda do emprego ou para abrir a perspectiva de mudança para uma nova carreira, se esse for o desejo do profissional.

O monitoramento do índice de cobertura é essencial para qualquer pessoa que tenha por objetivo melhorar a saúde de suas finanças pessoais de forma a obter melhor qualidade de vida no aspecto financeiro.

Como se calcula o índice de cobertura

O índice de cobertura é calculado utilizando dois indicadores:

> Reservas financeiras
> Despesas mensais

INDICE DE COBERTURA = RESERVAS FINANCEIRAS / DESPESAS MENSAIS

Vale observar que “reservas financeiras” equivale ao montante de dinheiro disponível em aplicações financeiras com liquidez. Um terreno, um carro ou uma casa, não devem ser considerados como “reservas financeiras”. Isso deve ser feito somente com o dinheiro disponível.

O resultado da conta acima dará um valor cuja unidade será medida em meses.

Exemplo:

> Reservas financeiras de 120.000 e custo mensal de 10.000.
> Índice de cobertura = 120.000 / 10.000 = 12 meses

Isso significa que uma pessoa com custo de vida mensal de 10 mil reais e com reservas financeiras de 120 mil, estará “coberta” caso, numa situação de emergência, fique 12 meses sem receber qualquer tipo de remuneração, o que é uma situação financeira relativamente confortável.

Qual é o índice de cobertura adequado?

Para profissionais autônomos e liberais, entendo que o índice de cobertura acima de 12 meses é um objetivo que deve ser buscado.

Para empregados de empresas privadas, recomendo que se busque o mesmo índice de cobertura.

Para funcionários públicos que gozam de estabilidade em seu emprego, entendo que o índice de cobertura pode ser satisfatório se mantido na faixa de 6 meses, uma vez que o risco de demissão é inferior.

No geral, um índice de cobertura entre 6 e 12 meses é confortável.

E o que fazer com esse recurso?

Bom, logicamente, não convém guardar esse dinheiro debaixo do colchão. Deve-se buscar uma forma de rentabilizá-lo para que ele também cresça. Porém, a destinação desse recurso é a formação de uma reserva de emergência. Correr risco com esse capital não é recomendado.

Mais qualidade de vida!!!

Monitorando periodicamente o seu índice de cobertura e mantendo-o acima dos 6 meses, você começará a trabalhar suas finanças com horizonte mais longo e nunca mais se preocupará com as contas do dia ou do mês.

 

Índice de cobertura: guarde esse conceito!!!

Abraço!

André Bona

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Comentários

  1. Luizinho    

    O conceito foi fácil e interessante.. agora tenho que ver como tirar leite de pedra para conseguir os 12 meses 🙂

    1. Deison Flainer    

      Creio que se tiver começando do zero…

      a primeira coisa que deve fazer, é começar a registrar tudo, mas tudo mesmo, que gasta… pode ser num papel, numa planilha, ou por um app financeiro(prefiro esse por conta da disponibilidade)

      o segundo passo, é começar a gastar igual, ou preferencialmente, menos do que ganha… ((( corte os gastos que dá pra cortar, SEMPRE TEM )))

      pronto, dai em diante, o que sobrar vai juntando…

      ***** é só uma dica… a mais simples do mundo.

  2. Ganhando Muito    

    Gostei desse conceito.

    Ajuda saber quanto precisa para formar o colchão.
    Normalmente é uma ideia meio vaga.

    Ganhando Muito!

  3. Andre Pan    

    Valeu Andre !!!

    Mais uma ótima dica !!!

    Grande abraço !!!

  4. Sandra    

    Eu já tinha intenção de separar dos meus investimentos uma reserva para despesas mensais durante um certo período, justamente pra valorizar meu patrimônio com rentabilidades maiores. Só não sabia que o termo usado para isso era chamado de “Índice de Cobertura”….excelente artigo!!!

  5. Glauber    

    André o conceito de índice de cobertura equivale então ao fundo de emergência?

  6. Carlos    

    Boa André.
    Excelente.
    Que tal ir publicando no Instagram ?.

    Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *