A tecnologia é uma ferramenta cada vez mais essencial nos dias atuais, nos ajudando a executar as mais diversas tarefas no dia a dia, seja no trabalho ou na vida particular. E entre os setores que mais vem se beneficiando do avanço desta tecnologia a cada ano está o setor financeiro.

As mudanças neste setor – que costumava ser burocrático e caro para os usuários dos serviços bancários – estão ocorrendo graças às chamadas fintechs – startups de tecnologia que têm como objetivo resolver problemas e “curar dores” que tanto incomodam os consumidores.

No artigo de hoje você vai conhecer um pouco mais sobre estas importantes startups e, ao longo das próximas semanas, poderá acompanhar aqui no blog uma série de perfis de fintechs brasileiras que prometem facilitar nossas vidas.

O que são fintechs?

Fintechs são empresas que se propõem a oferecer serviços de alta tecnologia relacionados ao dinheiro. Podem oferecer serviços de pagamento, remessas, cartões e contas digitais, cartões pré-pagos, e diversos outros serviços comuns ao setor bancário.

Em geral, as fintechs são reconhecidas por inovar e solucionar problemas enfrentados pelos usuários das instituições bancárias tradicionais, permitindo que o consumidor tenha acesso a uma gama de serviços diferenciados com qualidade e menor burocracia. Além disso, as fintechs costumam oferecer aos clientes serviços com taxas mais baixas e prazos menores.

A eficiência e baixo custo dos negócios das fintechs estão diretamente ligada ao uso de tecnologia de ponta, que permite a entrega de resultados satisfatórios aos clientes, que podem encontrar as mais diversas soluções para seus problemas ligados às questões bancárias e financeiras através de um simples aplicativo, por exemplo, que pode ser utilizado em qualquer lugar,por qualquer um que tenha acesso à internet.

Fintechs no Brasil

O avanço das fintechs no mercado brasileiro é cada vez maior. Em abril de 2016, de acordo com a FintechLab – o observatório do setor no Brasil, o Brasil tinha cerca de 130 fintechs – metade delas apresentavam faturamento de, no mínimo, R$ 1 milhão.

No início 2017, também de acordo com a FintechLab, o número de fintechs no país havia saltado para 244 – um crescimento de 87% em apenas nove meses. O investimento em fintechs brasileiras acumulado desde 2014, segundo a FintechLab, já supera o patamar de R$ 1 bilhão.

Entre as fintechs mais conhecidas dos brasileiros estão a Moip – plataforma que oferece meios de pagamentos para compras online, a Nubank – startup que oferece um cartão de crédito cuja administração é feita por meio de um aplicativo, o GuiaBolso – plataforma voltada à organização e planejamento das finanças pessoais, entre outras.

Nas próximas semanas vamos apresentar aqui no Blog de Valor um perfil de algumas das fintechs que têm ajudado a transformar o setor bancário brasileiro.

E você, costuma utilizar os serviços das fintechs? Deixe seu comentário e compartilhe sua experiência conosco!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *