118
4

Compreenda o índice sharpe

118
4
3 minutes

Olá!

Existe um indicador que é muito famoso e que possui por finalidade analisar o desempenho estatístico de carteiras de investimentos – ou fundos – considerando o resultado obtido em função do risco assumido.

Esse indicador é o Índice Sharpe, foi criado pelo prêmio Nobel de Economia William Forsyth Sharpe e é utilizado em diversos relatórios de mercado.

Índice Sharpe

Observar apenas rentabilidades pode cegar as decisões de investimentos. Por isso, ao considerar também o risco assumido, o índice sharpe pode proporcionar uma informação a mais para o investidor.

O que o índice Sharpe considera?

O índice sharpe quer medir quanto de retorno um determinado fundo – ou carteira – entregou acima do ativo livre de risco num determinado período em razão do risco assumido (volatilidade).

O racional é: se eu tenho, por exemplo, o CDI como ativo livre de risco de referência, então para superá-lo eu preciso correr mais risco do que a volatilidade do próprio CDI. E o índice sharpe vai me dizer justamente isso: quanto de retorno eu tive pelo risco adicional que eu corri, considerando como risco, a volatilidade.

Volatilidade é uma medida de dispersão nas cotações de um ativo financeiro, que pode ser uma ação, título e/ou fundo de investimento. Quanto maior a variação de um ativo, maior o risco de se ganhar ou perder dinheiro e, por isso, a volatilidade é utilizada como uma medida de risco para fundos de investimento.

Fórmula do índice sharpe:

Índice Sharpe = (Retorno da carteira – Taxa Livre de Risco) / Desvio padrão dos retornos da carteira

Quanto maior o Índice Sharpe, melhor.

Aspectos interessantes do Índice Sharpe:

Olhando dois fundos, você pode encontrar um que tenha tido uma rentabilidade superior ao outro. Porém, ao analisar o índice sharpe, você pode observar que o nível de risco que esse fundo de melhor rentabilidade correu, foi muito maior e por isso o índice sharpe do fundo que rendeu menos pode ser melhor.

Isso acontece também quando um investidor olha dois fundos similares, com a mesma estratégia de investimentos e tem desempenhos parecidos. Então, ao observar o índice sharpe, ele saberá qual dos dois correu mais risco para entregar o mesmo resultado e assim poderia optar pelo de menor risco.

O índice sharpe visa mostrar o quanto de retorno foi acrescentado a um fundo (ou carteira) para cada unidade a mais de risco que ele possui.

Deficiências do índice sharpe:

O índice sharpe não é um indicador perfeito e deve ser considerado com ressalvas. Uma delas, é que o índice sharpe se utiliza de retornos passados, obtidos em circunstâncias de mercado também passadas e NADA GARANTE que ele se repetirá no tempo futuro, já que a economia é dinâmica assim como as oscilações de fundos e carteiras.

Isso quer dizer que ele fornece um retrato do que ACONTECEU numa determinada janela de tempo. Nada mais do que isso. Avaliando em outras janelas, o índice sharpe sera diferente, mesmo que comparando os mesmos produtos…

Janelas curtas de análise podem ser enganosas e janelas muito longas podem captar uma realidade de mercado muito diferente da atual.

Concluindo…

O índice sharpe é um indicador estatístico que pode compor a avaliação por parte do investidor, como um parâmetro adicional, porém eu entendo que ele é insuficiente para uma tomada definitiva de decisão. E não há qualquer garantia de que esses dados estatísticos se repetirão no futuro e muito menos que os cenários onde tais ganhos foram obtidos sejam os mesmos do passado.

Não utilize o índice sharpe para comparar produtos com características diferentes, pois isso não fará sentido algum e tente estar antenado muito mais a estratégia de investimento que você quer seguir do que a esse indicador.

Bem, era isso!

Um grande abraço!

 

André Bona

André Bona
WRITEN BY

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Portal André Bona - site de educação financeira independente.

4 thoughts on “Compreenda o índice sharpe

  1. · 30 de março de 2020 at 18:58

    Muito boa explicação! Obrigado pelos esclarecimentos.

  2. Bela explanação sobre o tema.

  3. · 4 de fevereiro de 2017 at 15:04

    Gostei mto dá explicação, é entendível .
    Mto obrigada.

  4. Olá André,

    Gostaria q v discorresse a respeito de valores “típicos” deste índice, citando inclusive alguns exemplos reais com os respectivos cálculos, e os limites entre os quais este índice costuma se situar.
    Peço isto porque este índice é sutil e a explicação que v apresentou é a melhor que encontrei até agora, mas preciso deste complemento para completar o meu entendimento.

    V está de parabéns. Sabe muito mais do que aparenta e apresenta o que sabe com a simplicidade de quem sabe, sabe que sabe, e nem por isso se julga superior aos que sabem menos.

    Abs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.