Se você já acompanha o Blog de Valor há algum tempo já deve conhecer meu curso, “O Investimento Perfeito”, no qual qualquer pessoa pode aprender a cuidar melhor do seu dinheiro e a fazer seus próprios investimentos – seja na renda fixa ou na renda variável – de acordo com seus objetivos pessoais.

Caso você também tenha o hábito de acompanhar o quadro “Pergunte ao Bona” no Instagram do Blog de Valor ou no YouTube –  onde eu dedico um tempo para responder dúvidas dos meus seguidores – você já deve ter percebido o quanto sou “bombardeado” por perguntas relacionadas à abertura de novas turmas neste meu curso.

O artigo de hoje tem como objetivo justamente esclarecer alguns pontos sobre o fim dos lançamentos do meu curso “O Investimento Perfeito”. Entenda mais a seguir!

O início do curso “O Investimento Perfeito”

Antes e explicar a você o motivo do término dos lançamentos do curso “O Investimento Perfeito“, preciso falar da minha relação de alma com este método e por que, de fato, há um conhecimento contido ali que vai muito além de qualquer retorno financeiro.

Tenho dito há algum tempo que não gosto e não compactuo de forma alguma com a ideia de ter clientes – o  que eu prefiro, com toda a certeza, é ter alunos.  Esse também é um dos motivos de eu ter acabado com os lançamentos – mas não foi o principal.

O “O Investimento Perfeito” foi montado a partir de dificuldades que eu vivi pessoalmente e acompanhei ao trabalhar, efetivamente, no mercado financeiro – atendendo investidores e vendo as dificuldades e dores que cada um destes investidores possui. Além disso, pude acompanhar, ao longo dos últimos 10 anos, a tomada de decisão de mais de 5 mil investidores.

Este meu curso é, portanto, um aprendizado 100% baseado na experiência prática e na necessidade real dos investidores – sejam eles iniciantes ou até mais experientes.

As dores do investidor

Durante esta minha experiência prática de atendimento a investidores, percebi que a maior parte deles possuía uma dificuldade muito grande de compreender os investimentos. Por isso, acabei sentindo a necessidade de disponibilizar um conteúdo que permitisse a cada um destes investidores compreender melhor cada um dos tipos de investimento – como surgem, qual os seus riscos e os motivos pelos quais eles são da forma que são.

O objetivo sempre foi, portanto, auxiliar cada um destes investidores a escolher seus investimentos sozinhos e de maneira assertiva, sólida e consistente – sem precisar depender de um gerente de banco ou assessor de investimentos, que acabam não conseguindo oferecer um atendimento personalizado para estes investidores ou sequer entender suas necessidades individuais.

Além disso, algumas dessas instituições financeiras trabalham a venda dos produtos conforme as metas de vendas que possuem – juntamente com necessidade de geração de receita mensal. E, no meio de todo este processo, os investidores acabam buscando o investimento que potencialmente pode lhe render mais – o que quase nunca é, a prática, a melhor escolha.

Os objetivos pessoais e os investimentos

E foi exatamente a partir deste ponto que precisei encontrar uma forma de explicar a todos os investidores e a todas as pessoas que têm interesse em investir que, nem sempre, o melhor investimento é aquele que traz a melhor rentabilidade. E que todo o investimento é um meio para realizar sonhos e alcançar objetivos muito pessoais.

Pode ser que o investidor tenha o objetivo de realizar a sua independência financeira –  e existem investimentos para esse caso, assim como há um tipo de investimento mais indicado para aquele que deseja fazer um MBA no exterior, planeja ter um filho, tem planos de comprar um imóvel ou até mesmo de dar a volta ao mundo.

É fundamental escolher os investimentos que estejam alinhados a cada um destes sonhos. E, em função disso, a rentabilidade não é, muitas vezes, o fator mais importante desta escolha. Existem, por exemplo, investimentos que podem ser mais rentáveis, mas que podem também não se encaixar na necessidade desse investidor.

Portanto, a montagem e diversificação da carteira de investimentos devem ser totalmente personalizadas. E cada uma destas etapas podem – e devem – ser percorridas pelo próprio investidor – sem a necessidade de depender de  instituições financeiras.

As dúvidas do investidor

Além das dificuldades relacionadas à montagem de carteira e diversificação de portfólio, muitos brasileiros – investidores ou não – seguem ainda com inúmeras dúvidas sobre o mercado financeiro de maneira geral. Dúvidas sobre o que é a CVM, para quê serve o Banco Central, o que é um banco de investimentos, entre outras, costumam surgir a todo momento entre aqueles que desejam conhecer um pouco mais sobre o mercado e, quem sabe, começar a investir ou aprender a investir melhor seu patrimônio.

E, no curso “O Investimento Perfeito”, pude detalhar qual a relação de tudo isso com o mercado financeiro e o papel de cada um deles neste universo – para que as pessoas tenham maior segurança e para que possam verificar, pessoalmente, se estão realizando um bom investimento, se estão fazendo seus aportes em uma instituição regulamentada, se os seus investimentos são protegidos por algum tipo de mecanismo – como o FGC, entre outras verificações.

Estes aspectos de caráter de legalidade e até visão de risco em relação aos investimentos são abordados de forma detalhada no curso “O Investimento Perfeito”, juntamente com muitos outros pontos fundamentais do mercado financeiro, economia, finanças, cenários econômicos, PIB e inflação –  aspectos indispensáveis para que o investidor tenha uma noção mais geral sobre estes temas e para que ele possa compreender e decifrar todas as informações relacionadas a estas questões quando ele se deparar com cada uma delas.

Os investimentos em renda variável

Outra questão que presenciei inúmeras vezes nos últimos anos foi entendimento superficial que muitos investidores tinham em relação à renda variável. Muitas pessoas querem investir em ações sem compreender, com clareza, este mercado – o que acaba resultando, em diversas situações, em perda de dinheiro e em uma grande decepção por parte do investidor.

Por conta disso, resolvi dedicar um módulo completo do curso sobre renda variável, no qual pude incluir desde informações básicas sobre investimentos em ações até informações sobre análise fundamentalista, análise técnica e também sobre o mercado futuro.

Todos os meus alunos entendem como funciona o mercado ações e adquirem também boas noções de estratégias de investimentos no mercado à vista e operações especulativas no mercado futuro.

O fim dos lançamentos do curso “O Investimento Perfeito”

Agora que você já conhece um pouco mais sobre este método de investimento e sobre o curso em si, é o momento de explicar o motivo do fim dos lançamentos do curso “O Investimento Perfeito” – que tem gerado muitas dúvidas e inúmeras perguntas de leitores que seguem o Blog de Valor.

Afinal, por que não estou abrindo novas turmas para o curso? Por que, no fim das contas, tenho dado acesso vitalício a todos aqueles que se tornam meus alunos?

A resposta mais coerente para esta pergunta é que, desta maneira, me mantenho focado na produção de conteúdos em todos nossos canais de mídias sociais e aqui no Blog de Valor – onde todo conteúdo é gratuito. Atualmente, temos mais de 120.000 inscritos na newsletter do Blog  e estamos próximos de 200.000 seguidores do canal no Youtube – isso sem contar as demais redes sociais, onde conseguimos multiplicar muito nosso alcance e ajudar muito mais investidores.

O curso “O Investimento Perfeito” é bem mais específico, detalhado e foi desenvolvido para preparar desde a pessoa comum até quem já é investidor para tomar as melhores decisões no mercado e evoluir financeiramente –  seja através do controle financeiro pessoal ou da rentabilidade em investimentos. Além disso, a área logada do portal do aluno Blog de Valor oferece todo o conteúdo em módulos de vídeo, alem de inúmeros materiais complementares, como planilhas e PDFs.

O motivo principal que me fez cancelar a abertura de novas turmas para o curso, no entanto, foi o fato de o portal do aluno possuir uma área de comentários abaixo de cada aula, na qual aluno pode compartilhar suas dúvidas – que são respondidas  por mim mesmo, todos os dias. E isso é garantido para todos os alunos!

Foi por conta desta interação diferenciada entre mim e meus alunos que acabei precisando limitar a quantidade de alunos do curso “O Investimento Perfeito”. Em contrapartida, optei por adotar o formado de lista de espera para o curso.

A lista de espera do curso “O Investimento Perfeito”

Ao invés de todos receberem em uma mesma data, quem estiver na lista de espera do curso vai sendo informado da abertura de novas vagas à medida que os alunos antigos vão concluindo os seus aprendizados.

Isso não significa que, após a conclusão do curso, o aluno perde o acesso às aulas e ao material complementar. Cada um os meus alunos têm acesso ilimitado ao curso e pode rever quantas vezes desejar as aulas – além de continuar tirando suas dúvidas comigo sempre que desejar.

Porém, quando um aluno meu está fazendo o curso de maneira regular, este é o momento no qual ele mais tem dúvidas. Após a conclusão dos módulos, as dúvidas acabam sendo mais pontuais – e o tempo que acaba sendo demandado no atendimento de dúvidas acaba sendo menor.

Em uma situação de números muito inflados de alunos, entretanto, mesmo após a conclusão do curso por parte de cada um destes alunos, eu não conseguiria atender a todos e sanar todas as dúvidas de cada um. O fim do lançamento de novas turmas do curso, portanto, tem como principal objetivo manter a qualidade da interação entre mim e cada um dos meus alunos do curso.

Se você é um dos leitores do Blog de Valor que está aguardando a abertura de novas turmas do curso “O Investimento Perfeito”, fique ciente de que isso não ocorrerá por ora, e as novas vagas disponíveis serão informadas e disponibilizadas antecipadamente somente para quem estiver na lista de espera.

Se você deseja ser meu aluno, mas ainda não faz parte da lista de espera do curso “O Investimento Perfeito”, clique aqui e coloque seu nome na fila de espera.

Grande abraço,

André Bona

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *