As lojas virtuais prometem ter um crescimento de 16% até o final de 2019 comparado com o ano anterior. É o que estima a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), mas esses números podem ser ainda melhores.

A internet revolucionou o mundo de um modo geral, inclusive a forma de comprar. Ir até uma loja física é coisa do passado. No e-commerce os usuários encontram diversos produtos e serviços do conforto da sua casa.

Para os lojistas as vantagens também são muitas, o baixo custo é uma delas. Implantar uma loja virtual é barato e garante que sua marca seja vista, gerando oportunidades de mais vendas.

Lojas virtuais em números

Só no primeiro semestre de 2018, as lojas virtuais faturaram cerca de R$ 23,6 bilhões. Para este ano o faturamento das vendas no e-commerce esperado é de R$ 79,9 bilhões, o maior crescimento nas vendas desde o ano de 2015.

Isso só mostra o quanto o mercado online brasileiro está em expansão e que investir nesse segmento gera bons lucros.

De acordo com pesquisa divulgada pela Ebit/Nilsen, as vendas online tiveram um crescimento de 12% no primeiro semestre de 2019. Um volume de pedidos 20% superior aos registrados no primeiro semestre de 2018.

Assim como aconteceu no ano passado, as vendas devem aumentar ainda mais no período entre Black Friday e Natal.

No último trimestre do ano passado, influenciada especialmente por essas datas, as vendas das lojas virtuais retomaram e deixaram os empresários otimistas e confiantes para os próximos anos.

E-commerce: uma tendência promissora

As lojas virtuais são uma tendência, seja para quem quer começar a empreender ou para aqueles que já possuem uma loja física e desejam alcançar mais consumidores.

Atualmente, grande parte das pessoas buscam informações sobre um produto ou serviços online antes de comprar, comparam preços, condições de pagamento, entregas.

Com a mudança de hábito dos clientes, o mercado também muda. Uma loja virtual se tornou uma ferramenta essencial para impulsionar as vendas, pois oferece toda a facilidade e conforto que os consumidores esperam para a sua experiência de compra.

Hoje ser visto na internet é extremamente importante, assim como manter uma boa relação com o cliente e utilizar de estratégias de otimização. Dessa forma já sairá na frente dos seus concorrentes.

Em 12 meses o número de lojas virtuais cresceu 37,59%, segundo pesquisa do BigData Corp em parceria com o PayPal Brasil. Agora, o comércio eletrônico no Brasil possui cerca de 930 mil sites.

O faturamento desse setor é promissor. De acordo com projeções do Google, as vendas por e-commerce irão dobrar em cinco anos, com crescimento do setor na média de 12,4% ao ano.

Atualmente, 27% da população brasileira realiza compras online regularmente, isso representa cerca de 58 milhões de consumidores.

A cada ano novas pessoas se rendem à praticidade das lojas virtuais. Das compras no primeiro semestre de 2019, 18,1% fizeram sua primeira compra online. Ou seja, a entrada de novos compradores só ajuda a fortalecer os dados do setor.

Quando comparamos as lojas virtuais por região, o sudeste tem a maior concentração de e-commerces e o maior faturamento (quase R$ 15 bilhões no primeiro semestre de 2019).

Em franco crescimento

Mas o comércio digital também cresce em outras regiões. O Sul registrou no mesmo período um faturamento de R$ 5,4 bilhões, seguido do Nordeste com um faturamento de R$ 3,3 bilhões. Centro-oeste e Norte registraram R$ 1,8 bilhões e R$ 0,9 bi respectivamente.

Outro dado interessante é o meio utilizado para a compra. Dos novos consumidores, 64% compraram via smartphone. De todas as vendas, a ABComm prevê um aumento de 33% nas vendas realizadas por meio de smartphones e tablets.

Até 2020, estima-se que metade das compras online será efetuada por meio de smartphones.

O que o consumidor espera das lojas virtuais

As lojas físicas estão deixando de ser a primeira opção dos brasileiros e o e-commerce passará, cada vez mais, a ser a escolha na hora das compras. Por isso, os lojistas precisam buscar soluções cada vez melhores para atender os consumidores que estão mais exigentes.

Mais do que uma loja virtual com uma interface atraente, os usuários buscam uma experiência cada vez mais simples, fácil e rápida.

Para alcançar visibilidade e sucesso com um e-commerce é necessário aplicar técnicas e estratégias de ranqueamento.

Ou ponto essencial é a preocupação com toda a experiência do consumidor, do pré ao pós venda.

Para uma loja virtual tenha sucesso e consiga atender prontamente os usuários é quase uma obrigação utilizar um software de gestão empresarial. Afinal, não adianta ter produtos e serviços de qualidade e uma boa plataforma se seu negócio possui problemas estruturais ou não consegue atender a demanda.

Nas compras online também é obrigatória a emissão de nota fiscal. Um sistema ERP que conte com um emissor de notas fiscais eletrônicas, gerenciamento de estoque, e controle financeiro com praticidade, tudo para a melhor administração do seu negócio.

Uma loja virtual bem gerenciada ganha credibilidade e a confiança dos usuários. O resultado é o aumento das suas vendas.

 

*Este artigo foi produzido pelo GestãoClick com exclusividade para o Portal André Bona.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi produzido por um autor parceiro e/ou convidado com a finalidade de compartilhar suas opiniões sobre temas diversos e contribuir com o site.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *