*Este artigo foi produzido pelo GestãoClick com exclusividade para o Portal André Bona.

 

Gerenciar a própria empresa, contratar colaboradores qualificados e ainda lidar com burocracias e questões estratégicas não é fácil, concorda? Entretanto, o sucesso depende desses e de outros fatores – e sua empresa pode correr alguns riscos comuns que todo negócio enfrenta no início ou até mesmo depois de alguns anos.

E então, vamos conhecer alguns desses riscos comuns de um negócio? Continue a leitura para saber mais e estar preparado para lidar com eles caso apareçam no dia a dia da sua empresa!

Diminuição no número de vendas em razão da sazonalidade

Você tem uma fábrica de panetones? Uma sorveteria? Uma loja de ar-condicionado? Então, provavelmente, já entendeu do que estamos falando.

Em relação ao mercado, a sazonalidade consiste na sujeição de produtos e serviços às demandas do consumidor.

Fábricas de panetones têm um ótimo faturamento nos meses de outubro, novembro e dezembro, por exemplo, mas após o Natal a demanda diminui consideravelmente. A mesma coisa acontece com sorveterias e lojas de ar-condicionado no inverno, quando a procura por esses produtos diminui.

Para lidar com esse risco, é fundamental se planejar: no caso da sorveteria, por exemplo, é possível servir chocolate quente e café em períodos mais frios.

Colaboradores não treinados e incapacitados

Colaboradores sem capacitação e treinamentos adequados oferecem riscos à sua empresa que em alguns casos podem ser perceptíveis apenas depois de algum tempo. Isso porque alguns erros relacionados ao atendimento de clientes, à operação de máquinas e à gestão de dados, por exemplo, podem levar algum tempo para serem descobertos. Enquanto isso, prejudicam a reputação da sua marca e o seu faturamento.

Por isso, escolha com cuidado os funcionários de sua empresa, especialmente os da área de Recursos Humanos, responsáveis pelas futuras contratações.

Dificuldade para se consolidar em determinado segmento

Ah, a competitividade… Ela pode ser um grande problema tanto para novos empreendedores quanto para quem já está há anos no mercado, não é?

Seja em razão da falta de investimentos, do cenário político, da guerra de preços, da qualidade dos produtos ou serviços oferecidos ou do pouco tempo no mercado, pode haver dificuldades para se consolidar em determinado segmento, e a competitividade tem um grande papel nessas questões.

Mais uma vez ressaltamos que um planejamento – que apresenta um estudo de mercado adequado – é fundamental para lidar com essas questões.

Gestão empresarial ineficaz

Pequenos e médios empreendedores muitas vezes acabam se sobrecarregando ao cuidarem das principais áreas do negócio por conta própria. Gerenciar os setores financeiro, de estoque, de vendas, entre outros, sem receber ajuda pode acabar gerando um dos piores cenários para uma empresa: a falta de dinheiro e o acúmulo de contas resultantes da gestão empresarial ineficaz.

Caso você não possa contratar colaboradores para tomar conta de cada área, saiba que há ferramentas no mercado que centralizam todas as informações do negócio ao fazer a integração de todos os setores – essas ferramentas são conhecidas como softwares de gestão empresarial.

Ao fazer o bom uso desses programas, é possível descartar planilhas e otimizar os processos empresariais sem se sobrecarregar, já que várias tarefas são feitas de maneira automatizada.

Problemas com questões fiscais

Vamos concordar em um ponto: nenhuma empresa quer complicações com o fisco, não é? Ficar em falta com responsabilidades fiscais é um risco que muitas empresas correm, por isso é imprescindível estar em dia com a contabilidade e com questões tributárias.

Acompanhar o fluxo de caixa para saber o que entra e sai da empresa, realizar a correta emissão de notas fiscais e armazená-las pelo período de tempo exigido, respeitar os prazos dos impostos e registrar funcionários são apenas algumas das obrigações que devem ser cumpridas.

Conte com um contador para saber qual é o melhor regime tributário para a sua empresa e procure se atualizar em relação aos tributos que devem ser pagos.

Planeje-se também para lidar com riscos relacionados:

  • à segurança da informação;
  • à segurança dos colaboradores;
  • ao impacto ambiental.

Enfim, vimos aqui alguns riscos comuns que muitos negócios enfrentam ao longo dos anos de atuação. Um planejamento inicial bem estruturado e uma equipe qualificada podem ser muito úteis para evitar os erros cometidos por muitos empresários. Falando nisso, o que acha de elaborar um Plano de Negócios para sua empresa?

 

 

*O GestãoClick é um software de gestão empresarial online, que oferece aos empreendedores e administradores diversos recursos para gerenciamento do negócio, como o controle financeiro e de estoque, emissão de notas e boletos, entre outras ferramentas. O sistema de gestão é direcionado a pequenas e médias empresa.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *