Você já deve ter percebido que famílias que têm um grande patrimônio contam com um serviço mais exclusivo oferecido pelos bancos, como, por exemplo, o private banking. Mas hoje vamos explicar como funciona um family office, que é uma estrutura montada para famílias com muitos recursos.

Geralmente tantos os bancos como as corretoras buscam oferecer as melhores oportunidades para que o patrimônio do investidor possa crescer. Porém, no modelo de family office a estrutura já é voltada para gerir fortuna de uma família ou empresa familiar que precisa de uma assessoria completa.

Só para se ter uma ideia, no Brasil, os family offices normalmente exigem uma quantidade mínima de riqueza para a prestação dos seus serviços. Esse valor gira em média de R$ 100 milhões. É bastante grana investida!

Como funciona

Para fixar melhor o conceito, pense que na prática um family office funciona como uma “administradora de bens familiares”. E quando se fala em assessoria completa quer dizer que nesse pacote estão inclusos tanto a parte jurídica, contábil e fiscal, como de investimentos.

O funcionamento de um family office é similar a uma empresa, porém o objetivo é ter a manutenção dos bens. Assim, a empresa vai funcionar como uma gestora de ativos, sendo que esses ativos são da própria família.

Vantagem

Entre as vantagens dessa modalidade de gestão é levar tranquilidade e liberdade para a família, já que a organização dos recursos fica a cargo do family office. Outra funcionalidade está relacionada à questões que envolvem sucessão patrimonial, inventário e transmissão de patrimônio.

O family office também pode atuar na educação financeira familiar. Assim, o papel dos consultores é também de avaliar cenários de mercado e riscos financeiros envolvidos em projetos. Tudo para que haja a manutenção ou crescimento da fortuna de seus clientes.

O patrimônio financeiro da família pode ser dividido entre dois tipos: ativos líquidos e ativos ilíquidos. O ativo líquido compreende todo o fluxo de caixa, ou seja, o dinheiro que circula pelas contas familiares, bem como investimentos e cotas de fundos.

Já o ativo ilíquido é representado pelos imóveis, terrenos e itens como obras de arte e jóias.

Tipos de family office

Dentro da estrutura de family office é possível que preste serviço para apenas uma ou várias famílias simultaneamente. Vamos ver como funciona cada um desses modelos.

No primeiro caso, são os chamados single-family offices, que consistem em empresas criadas pelas próprias famílias que desejam um serviço totalmente exclusivo e que atende todas as necessidades da família.

Já os multi-family offices trabalha para manejar diversos perfis de famílias. Ele pode ter qualquer tamanho e atender qualquer quantidade de famílias, desde duas até mais de cem.

É por essa razão que costumam ter um custo menor por já oferecerem o serviço padrão para vários clientes. Alguns atendimentos podem exigir uma quantidade mínima de patrimônio das famílias para gerir.

Os multi-family offices ainda podem ser divididos em dois tipos: aqueles que investem e aqueles que monitoram. Vamos à explicação de cada um. No primeiro caso, o family office decide, juntamente com a família, a estratégia de investimento e também cabe a ele executar essa estratégia.

Já se o multi-family office não seja responsável pela execução da estratégia de investimento, então uma alocação de ativos estratégicos é definida, juntamente com a família, é repassada para que bancos privados, gestores de fundos ou gestores de ativos independentes invistam e monitorem a execução da estratégia.

Ainda em relação aos custos, é interessante dizer que no geral as taxas do serviço são acordadas com a família. Ela pode ser uma taxa fixa, cobrada por um período de horas trabalhadas contabilizando todos os funcionários, ou então pode ser uma taxa percentual dos lucros dos ativos administrados.

Diferenciais

Conforme comentamos no início do artigo, quando você tem um grande patrimônio depositado em um banco dá para contar a assessoria do serviço de private banking.

É esse profissional que vai procurar as melhores opções para o patrimônio crescer, enquanto que um gerente de banco de varejo apenas tira algumas dúvidas, porém não faz esse serviço de forma tão personalizada.

Dessa forma, a principal diferença de um familly office é a dedicação total às finanças, ao patrimônio e o bom funcionamento da estrutura familiar. Isso vai muito além do dinheiro com a busca pela realização pessoal da família, que pode envolver tanto, o pai, a mãe, os netos ou até mesmo os sobrinhos.

Ao invés de apenas atingir lucros, os family offices são verdadeiros conselheiros familiares em diversas frentes de atuação. Assim o intuito é tanto preservar o lado financeiro por várias gerações como manter o capital intelectual e humano.

Essa gestão financeira atende também os estilos de vida resultando em mais tranquilidade para a família manter seu patrimônio que vem sendo construído ao longo do tempo. Curtiu aprender sobre como funciona um family office?

*Este artigo foi produzido pelo Gorila com exclusividade para o Portal André Bona.

 

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Robinson Dantas

Robinson Dantas é CEO do Gorila Invest e possui mais de 18 anos de experiência no mercado financeiro. Além disso, é fundador da Iporanga Investimentos, onde era responsável pela gestão de risco e membro do conselho da holding FS2. Antes, passou pelo Morgan Stanley na área de Equity Derivatives Trading em Nova Iorque.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *