Tônica da Semana: bons ventos à vista?

Bons ventos à vista?

Sei lá estou com um sentimento bom…de que as coisas estão baratas e quem comprar ações agora vai ganhar dinheiro nos próximos 12 meses!

Estejam cientes de uma coisa: posso estar sendo totalmente torcedor e viesado pois estou comprado. É muito difícil separar o Will analítico que tem que ser frio e calculista do Will emotivo e torcedor de bolsa…rs

Mas é um sentimento de que passamos pela tormenta…feeling mesmo….talvez esse espírito festivo de Copa do Mundo esteja me influenciando….sei lá…

Como comentei semana passada minha leitura pra bolsa segue sendo de que: muita coisa aparentemente barata, mas de muito pouco ou zero visibilidade com a perspectiva de uma eleição logo ali na frente, e uma situação fiscal e econômica em geral bem fraca….tem muito prêmio para quem quiser correr o risco…mas talvez demore um pouco pra andar.

Veja que no relativo nossa underperformance foi forte em dólar (no gráfico abaixo BR=-10% ; MSCI Emergentes = +10%):

Ou uma outra forma de analisar isso é vendo as quedas desde a máxima:

Enfim…move on….Vamos a algumas coisas que me chamaram atenção….

Primeiro VIX começou a dar uma mexida o que tende a não ser muito bom pra mercados…toda essa retórica comercial de Trump assusta e deixa os investidores apreensivos…e isso vem sendo colocado nos preços das opções que é de onde deriva o VIX.

Para hedgear qualquer tormenta, depois dessa estilingada do dólar, eu diria que o OURO deveria ser uma opção a ser considerada. Não sou fã do metal dourado, mas deu uma realizada recente e pode ser um hedge a riscos sistêmicos…

E essa alta do VIX deu uma certa respingada no DÓLAR….penso que a guerra comercial de Trump tende a não ajudar em nada isso então olhando lá fora pode ser que o dólar dê uma folga….internamente são outros 500…[…]

 

Leia o texto na íntegra no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves.

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *