Tônica da Semana: Fomos atropelados por um caminhão parado!

DESABAFO.

Tá vou ter que fazer um mega parênteses para comentar o que se passa….

Fomos atropelados por um caminhão parado essa é que é a verdade! Não tem muito o que analisar, ou quem ganha ou perde. Como dizia nossa presidentA “nem quem ganhar, nem quem perder, vai ganhar ou perder…vai todo mundo perder” #DilmaProfeta #ElaSabia #mãeDilma.

O caminhoneiro perde os dias parados e o desgaste social; o distribuidor de combustível (sim CSAN, UGPA, BRDT) perde ao se tabelar preços e pelo escrutínio de suas margens de retorno sendo duramente criticadas socialmente, afinal, onde já se viu ter lucro?!; perde a PETR que vai ter que pagar um pouco da conta; perde o dono do bar que faturou menos; o dono da loja que vendeu menos com o menor movimento; perde o doente no hospital; perde as industrias que já percebem problemas na produção (pra quem não viu teve chuva de Fato Relevante de cia aberta comentando que estavam tomando medidas para se precaver); perde o governo…sim esse perdeu o pingo de capital político que ainda tinha e perde a oportunidade de cortar custos para subsidiar esse tapa-furo que teve que dar aos caminhoneiros….perdemos NÓS! Contribuintes que vamos pagar essa conta, investidores que vimos nossas posições perderem valor nos últimos dias, desempregados que terão ainda mais dificuldade de encontrar emprego num país onde a economia começa a travar….

Fomos atropelados por um caminhão parado. 

E se a moda pega? Se tivermos formos atropelados por ônibus parado? Ou por escolas paradas? Ou por petroleiros parados? Ou por as tantas outras classes injustiçadas do Brasil??

#oremos!

 

Mas sobrevivemos como sempre.

AMARGOR DE SEGUNDA

Mas meu amargor de segunda-feira ele é muito maior, não pela situação em si…mas porque quando descubro que Dilma e Aécio estão na dianteira das pesquisas ao Senado em Minas Gerais; quando descubro que temos Paim, Fortunati, Rigotto ao senado do RS; no RJ temos Eduardo Paes, Cesar Maia, Garotinho e até Romário! Isso é o que de fato me desanima. Para o planalto Bolsonaro e Ciro? Bolsonaro e Marina?

Enfim…voltei a 2 anos atrás para o Brasil. Acreditava que o impeatchment ia acontecer e que a ponte para o futuro do PMDB iria trazer crescimento econômico e que esse, ia ajudar a desenhar um cenário eleitoral benigno com reformas estruturais e liberalizantes pelos 4 anos pós eleição de 2018.

Parte disso aconteceu…parte pequena…pois fomos atropelados por um caminhão parado e por tantas outras coisas….

E O IMPACTO NOS MERCADOS? 

Enfim…do que fica disso tudo?

Acho o outcome ruim para bolsa…juros tendem a continuar subindo com o congelamento de preços e rombo de 10BI avacalhando ainda mais nosso fiscal que já estava bem cagado. Curva de juros embicando pra cima não é bom para bolsa como vocês sabem.

Atividade foi arranhada e dados tendem a refletir isso.

Mais risco tende a refletir num dólar se apreciando…ainda que já tenha subido bem, por que cairia?

AVANÇANDO E OLHANDO PARA ALÉM DA NOSSA ESTRADA…

Semana passada comentei:

A meu ver tem algumas coisas que são quase que imutáveis… a relação entre o desempenho das commodities e de mercados emergentes é estreita. De vez em quando se descolam, mas não tende a ser por muito tempo.

e que teríamos 3 opções a meu ver:

Temos então 3 opções: (i) ou as commodities realizam., (ii) ou os mercados emergentes se recuperam; (iii) ou um pouco dos 2.  

Infelizmente, para nossa falta de sorte tivemos o petróleo realizando forte na semana que passou e isso fez pesar o índice de commodities. Então o movimento da semana passada foi em linha da…[…]

 

Leia o texto na íntegra no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves.

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *