Os conceitos de contabilidade e finanças às vezes não estão bem são definidos entre os empresários. Apesar de serem complementares, são duas atividades distintas e que contribuem para o sucesso do negócio.

Gestores e departamentos financeiros utilizam conceitos básicos de contabilidade e finanças diariamente. Mas ter a clareza das principais diferenças e focos de cada função é determinante para aprimorar a gestão de um negócio. Aprender as definições de contabilidade e finanças e como elas podem agregar na sua empresa, portanto, é importante.

Embora estejam intimamente ligadas aos números da empresa, contabilidade e finanças são duas funções diferentes. A principal diferença está no foco de cada uma.

Enquanto a contabilidade tem um aspecto mais analítico e voltado para o passado – como o que foi gasto, o que foi investido, os impostos e débitos, a área das finanças é mais objetiva, conectado ao presente e futuro da vida financeira da organização. Saiba mais sobre estas diferenças nos próximos parágrafos.

Finanças

O foco da gestão financeira está na disponibilidade financeira da empresa. É responsável por, juntamente com a direção e a presidência, pensar estrategicamente o todo, alertando para potenciais problemas, definindo os cortes de verbas ou disponibilidades para investimento.

Para apresentar os dados corretos e de uma maneira mais específica, é necessário que o gestor de finanças mantenha o máximo e total controle do fluxo de caixa.

O gestor financeiro lida diariamente com dinheiro da empresa e o acompanhamento é fundamental para que tome as decisões mais acertadas. Perder esse controle pode ser fatal.

Contabilidade

Enquanto as finanças se concentram no dinheiro em caixa, a contabilidade examina os dados passados para que estes sejam capazes de sustentar as projeções para o futuro.

Como o contador acompanha as transações de uma empresa durante boa parte da sua trajetória, tem base para assessorar os empreendedores de modo que estes possam tomar as melhores decisões na hora de investir nos próximos passos da empresa.

Além disso, a contabilidade é responsável pelo cumprimento das obrigações fiscais, do registo formal de valores, contratação e dispensa de pessoal, custos operacionais, entre outras responsabilidades.

Ou seja, a contabilidade e finanças andam juntas, sendo uma instrumento indispensável para a outra.

Integração da contabilidade e finanças

Descuidar da gestão financeira ou da contabilidade é colocar o futuro da empresa em risco, mesmo quando as vendas estão bem. Isso porque será difícil analisar se o desempenho financeiro atual da empresa é favorável ou se deve mudar algo para aumentar os lucros com solidez.

O contador, por sua vez, é indispensável para manter o controle sobre seus números e obrigações financeiras. Por isso, a escolha deve ser por trabalhar com as duas áreas integradas.

Finanças é a saúde de uma empresa, setor em que se trabalha para garantir que as contas fiquem em ordem e fechem. Por isso, acompanha constantemente as entradas e saídas. Com base nos números da empresa, respalda a tomada de decisão dos diretores.

O contador é o braço direito do gestor e possui todas as informações para trabalhar junto com o empresário, apresentando os índices e demonstrativos de resultados que irão apontar para lucros ou prejuízos. Dessa forma, influência diretamente toda a tomada de decisão.

Contabilidade e finanças integradas garantem os dados corretos e detalhados das transações atuais e dos últimos tempos.

Uma área é como uma continuação da outra. Uma vez que todos os resultados da gestão financeira devem ser utilizados pelo contador, ele irá, entre outras funções, certificar-se que todas as obrigações estão sendo cumpridas dentro do prazo legal.

É quase impossível o gestor tomar decisões acertadas sem que tenha uma fundamentação da real situação da empresa. Então, a partir dos dados vindos da contabilidade e do software de gestão financeira, poderá visualizar a situação como um todo.

Os resultados não deixam dúvidas, portanto, de que as empresas onde a contabilidade e finanças trabalham integradas possuem melhor base para tomar as melhores decisões e aumentar seus lucros.

Mas como fazer isso de forma eficiente?

Não importa o tamanho do seu negócio, toda empresa possui seus procedimentos que devem ser executados diariamente e com total controle. Uma essas atividades é a gestão financeira. Essa também é uma das áreas em que os empresários tem maiores dificuldades de manter em ordem.

Nesse caso, uma simples implantação de um sistema de gestão empresarial já elimina boa parte dos erros e do retrabalho. Além disso, um ERP também melhora outros setores, inclusive o contábil. Principalmente se existir a integração contabilidade e finanças.

A integração contábil permite que a contabilidade acesse os registros e documentos necessários para a elaboração do seu trabalho sem a necessidade do envio de malotes. Tudo é automatizado, organizado e muito mais rápido. Sem contar a redução significativa de erros.

Dessa forma, contabilidade e finanças não só andam lado a lado, mas se comunicam e geram resultados ainda mais precisos. É o fluxo atual e o passado determinando o melhor caminho para o futuro da empresa.

 

*Este artigo foi produzido pelo GestãoClick com exclusividade para o Portal André Bona.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi produzido por um autor parceiro e/ou convidado com a finalidade de compartilhar suas opiniões sobre temas diversos e contribuir com o site.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *