Você já parou para pensar no futuro, mais especificamente sobre como garantir uma aposentadoria tranquila em alguns anos? Se sua resposta for não, talvez seja o momento para avaliar suas escolhas de longo prazo.

Entenda que o você será e a vida que você levará quando aposentar é uma questão de escolha. Você já começou a escolher? Ou ainda está vendo os dias passarem esperando que algo aconteça?

Para ajudar você nesta jornada, separamos no artigo de hoje algumas informações e dicas que ajudarão você a refletir sobre a importância de começar a mudar seu futuro agora no presente. Continue a leitura e confira 5 dicas de ouro para garantir uma aposentadoria tranquila!

A importância da organização

De acordo com os dados de expectativa de vida divulgados pelo IBGE (com base em 2017), é possível notar ano a ano o aumento dessa expectativa. A conclusão indiscutível é que estamos vivendo mais.

Se vivemos mais, precisamos organizar nossa vida de forma que esses anos a mais sejam vividos com saúde, propósito e de forma equilibrada financeiramente.

5 dicas para uma aposentadoria tranquila

Trazemos abaixo 5 dicas para que você coloque em prática e comece a garantir uma aposentadoria tranquila. Confira!

1.       Mantenha corpo e mente ativos

“Mens sana in corpore sano”

Uma mente sã em um corpo são.

Já dizem os profissionais da saúde que quem não encontra tempo na juventude para atividade física, obrigatoriamente terá que encontrar tempo na velhice para a doença. Ou seja, cuide do seu corpo! Não há outra alternativa!

É impactante e é real. Não há como separar mente e corpo. E, à medida que cuidamos do nosso corpo, devemos nos preocupar em manter saudável também nossa mente – buscando aprender sempre, estudando, lendo, tendo interesse em novos assuntos e, quem sabe continuando a praticar atividades laborais.

2.       Analise a possibilidade de continuar a produzir e a gerar renda

Continuar trabalhando em projetos que fazem sentido para você ajuda a ter saúde – física e psicológica. Há quem defenda, inclusive, que essa é uma receita para manter a mente ativa.

Estamos vivendo mais e também vivemos mais tempo produtivos e saudáveis! Visto os avanços da medicina, da qualidade de vida cada vez mais acessível, é possível permanecer mais anos economicamente ativo.

Portanto, não espere chegar o amanhã! Comece já a planejar uma ocupação.

Verifiquei possibilidades, habilidades a desenvolver e o que precisa construir para que daqui a alguns anos seja realmente possível exercer essa atividade e continuar gerando riqueza.

3.       Pense sobre como viverá sua aposentadoria e calcule

Você já parou para analisar qual estilo de vida pretende para o seu futuro e como alcançá-lo? É importante que este pensamento esteja em seu radar e de forma plausível.

Não adianta achar que o futuro reservará grandes surpresas e mudanças se nada no presente levar a isso. E, dentre todos os desafios de viver os anos da aposentadoria, manter a saúde financeira é um dos mais significativos.

Gastos com saúde e seguros aumentam consideravelmente ano após ano. Planos de saúde com custo cada vez maior, tratamentos e remédios comprometem a maior fatia da renda dos atuais aposentados na média no Brasil.

Para iniciar esse planejamento financeiro, que tal começar a calcular qual seu custo mensal hoje e projetá-lo para os anos de sua aposentadoria? Leve em conta despesas que tendem a diminuir e outras que tendem a aumentar, e encaixe em seus planos.

É importante que você chegue a um número de qual deve ser sua renda mensal, considerando que custos ela deve cobrir, para que você possa ter o estilo de vida que planeja.

4.       Escolha os investimentos adequados para sua aposentadoria

Começar a acumular recursos desde já para complementar sua renda na aposentadoria é, sem dúvidas, o caminho certo a ser percorrido.

O trabalhador que contribuiu com a previdência oficial por anos terá uma renda proveniente do INSS. Porém, a previdência da população tem sido um desafio para o Estado – com uma conta que não fecha e podendo trazer riscos e reduções de salários para os beneficiários.

Para o profissional autônomo ou aquele que não contribui com o INSS, pensar sobre a sua aposentadoria e sua renda nela é fator ainda mais crucial. A forma de acumular recursos deve ser estudada e analisada, com o objetivo de atender a aposentadoria.

O investidor precisa ter conhecimento de seu perfil – analisando, assim, a sua tolerância a risco, de forma a montar uma carteira de investimentos aderente a esse perfil. Esses investimentos devem ser pensados para o longo prazo, já que objetivam a aposentadoria e vão gerar uma renda complementar à da previdência social.

Escolhendo os investimentos

Em se tratando de aposentadoria, você deve escolher que tipos de produtos vão compor sua carteira – sempre considerando sua realidade atual. Nas análises as serem efetuadas, você precisa levar em conta alguns pontos básicos dos investimentos:

– Regime de Tributação: Você não pode ter sustos com a tributação nos momentos de resgate. Analise minunciosamente qual a forma de cálculo e incidência da tributação nas aplicações escolhidas;

– Prazos praticados: Prazos de conversão, de resgate, carências;

– Valores mínimos de movimentações: Ticket mínimo para aplicação inicial, aplicações adicionais e resgates;

– Formas de Resgate: Ao se necessitar de uma renda com esse investimento, que forma de resgate ele lhe permite? Resgates parciais mensais? Somente total?

– Possibilidade de planejamento sucessório com o investimento: Destinação dos recursos em caso de morte do investidor;

Sobre o risco do investimento, ao montar a carteira de longo prazo, você deve balanceá-la de forma a equalizar ativos com maiores e menores riscos, para que a carteira consiga alcançar bons rendimentos com um risco conhecido e tolerado por seu Perfil de Investidor. Ou seja, por você.

5.       Comece hoje a construir uma aposentadoria tranquila

Diz-se que informação não é conhecimento. Atualmente, é fácil nos depararmos com todo o tipo de informação. Porém, transformar informação em conhecimento e colocá-los em prática é fundamental para tomar decisões!

O conhecimento nos gera benefícios e, por isso, você deve utilizá-lo em favor da construção de uma aposentadoria tranquila.

Portanto, transforme o que você consome hoje de informação em conhecimento e comece agora mesmo a construir o seu futuro. Somente desta maneira você conseguira ter uma aposentadoria tranquila financeiramente e poderá aproveitar – e muito – sua vida na terceira idade.

Gostou do artigo de hoje? Então compartilhe-os com seus amigos nas redes sociais!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Daniela Viola Bona

Especialista em Finanças e Economista pela UFES (ES). Especialista em Comportamento Organizacional. Atua no mercado financeiro há 10 anos. Realiza atividades de educação e treinamento como professora/instrutora na área de banking/economia.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *