Clique e solicite a sua assessoria de investimentos »

 

No artigo “Ações: o que é o Índice Bovespa“, expliquei o que é o índice de maior importância do mercado de renda variável no Brasil e de como ele é formado.

Na ocasião, falamos que o índice é formado, atualmente, por uma carteira de mais de 60 empresas com pesos diferentes, de acordo com seu peso nos volumes de negócios e financeiro movimentados na bolsa, com relação ao total.

Ficou claro que, para montar uma carteira igual ao IBOV (Índice Bovespa), é necessário um volume grande de recursos, pois o percentual de alguns ativos na carteira torna a divisão impossível para valores menores.

Porém, existe uma forma do investidor acompanhar o despenho de todo o índice sem ter o trabalho de comprar todas as ações que o compõe: essa alternativa é investindo em no ativo BOVA11.

O que é BOVA11?

BOVA11 é um Fundo de Índice. O objetivo desse fundo é obter uma performance próxima ao próprio Índice Bovespa (IBOV). Dessa forma vários investidores unidos, investem nesse fundo, que pega todo o recurso e compra ações exatamente nas mesmas proporções do Ibov. Dessa forma, com pouco dinheiro, investidores podem adquirir cotas desse fundo no intuito de acompanhar as oscilações do principal indicador de renda variável do país.

Algumas características do BOVA11:

  • Diversificação: ao adquirir o ativo BOVA11, negociado na Bovespa sob este código, o investidor está adquirindo em essência uma carteira extremamente diversificada de ativos.
  • Simplicidade: imagine ter que calcular todos os percentuais das empresas listadas no IBOV e comprá-las naquelas proporções? Bova11 já faz isso pra você.
  • Custo: o investidor fará apenas 1 compra, do ativo BOVA11 e não de todas as empresas em separado, dessa forma o custo operacional é mais baixo.
  • Acessibilidade: um investidor com menor valor para investimento, poderá obter um ativo que representará uma carteira diversificada de uma forma que ele não teria condições de fazer por conta própria.

Como comprar BOVA11:

Quem já possui conta em uma corretora, basta acessar o home-broker e colocar o código BOVA11. Abrir sua boleta e efetuar sua compra. Como qualquer ação.

Comparando o IBOV com BOVA11:

Para mostrar como IBOV e BOVA11 são similares, plotarei os dois gráficos num mesmo período.

Índice Bovespa (IBOV)

BOVA11

.

Repare como os gráficos são parecidos.

Portanto, se você quer diversificar e acompanhar o desempenho do Índice Bovespa, BOVA11 pode ser uma boa alternativa.

Outros ETFs:

Existem também outros ETFs que replicam outros índices do mercado de ações e você pode montar uma carteira bem diversificada com poucos recursos utilizando-os.

Grande abraço,

André Bona

Commentários

comments

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Comentários

  1. Luizinho    

    Vai querer me bater mas vou perguntar assim mesmo.
    Gostei desse investimento ….
    Supondo que desse na telha de investir …
    Não tenho conta em corretora (nem ideia do que ver a ser uma conta em corretora)
    Do princípio .. como começar tudo ?

    1. André Bona    

      As corretoras são a ponte entre os investidores e a bolsa. Ninguem compra nada na Bovespa diretamente. tudo é feito via corretora, que te dá acesso ao pregão.

      O primeiro passo é fazer um cadastro numa corretora. É de graça. Você precisa escolher uma (recomendo a XP Investimentos).

      Você precisará de RG, CPF e comprovante de residência no seu nome atualizado. Vai preencher um cadastro, assinar. A corretora vai habilitar sua conta. E você terá acesso à sua área de cliente no portal.

      No cadastro você vai cadastrar a sua conta corrente do seu banco no seu CPF.

      A partir daí, você vai fazer um DOC/TED da sua conta corrente cadastrada, obrigatoriamente sua, no seu CPF, para a conta corrente da corretora.

      Depois, o dinheiro vai aparecer na sua conta investimento e você verá no próprio portal. Vai abrir o Home Broker, ver o book de compradores e vendedores, colocar a ordem. Pronto! Vc terá X BOVA11 na carteira!

      O custo de corretagem será de R$ 14,90 quando comprar e R$ 14,90 quando vender. Se tiver lucro, deverá recolher 15% de IR quando realizar a venda.

      Dependendo do montante financeiro, calcule os custos de corretagem de entrada e saída, pelo montante financeiro que você está disposto, pra ver o impacto.

      Um lote padrão compreende 100 ações. Comprando no fracionário, o custo da corretagem pesará muito.

      Na verdade, o processo é bem simples. O mais complexo é entender onde isso está inserido em sua estratégia. De toda forma, quem nunca teve a experiência, às vezes quer ter esse contato pra sentir a sensação e ver se gosta. Isso também é comum. Se esse for o caso, peço que olhe atentamente para os gráficos acima e veja como eles oscilam. Isso é o valor do ativo se modificando dia a dia. Veja que é muito volátil.

      Minha sugestão inicial, seria combinar esse primeiro “trade” com a estratégia de médias móveis que falei aqui no blog. O artigo é esse: “Ações: estratégia com médias móveis“. Atualmente, as médias estão vendidas, ou seja, fora do mercado. Em breve vão dar cruzamento de compra.

  2. Simone    

    Qiero investir na Bova 11, mas também possuo diversificar Ex: ter a carteira da BOVA11 e PIBB11 ? Obrigada

    1. André Bona    

      Sim, claro. PIBB11 é outro ETF.

  3. Osmar    

    Como é feito a distribuição dos lucros dos fundos de índice tipo BOVA11 DIVO11?

    1. André Bona    

      Olá!

      Os dividendos são reincorporados ao fundo para a compra de mais ações nas mesmas proporções dos índices que o ETF acompanha.

      Abs,

  4. pjr    

    Quando compra o ETF vc ganha na valorização e recebe dividendos também?

    1. André Bona    

      Olá!

      Os dividendos são reincorporados ao fundo para a compra de mais ações nas mesmas proporções dos índices que o ETF acompanha.

      Abs,

  5. Marcia    

    Bom dia, André!!
    Eu acompanho seus vídeos no Youtube e eles tem me ajudado muito!!
    Estou aprendendo a fazer investimentos por conta própria e uma das minhas dúvidas é em relação às ETFs. Eu entendi que os dividendos são reincorporados ao fundo. Mas quando isso acontece?! Mensalmente, semestralmente, anualmente?! Fica a critério de casa empresa que faz parte da ¨cesta¨?!
    Outra dúvida: como este fundo não tem um prazo final, eu posso vender como se fossem ações, caso haja comprador, correto?!
    Obrigada e sucesso pra você!

    1. André Bona    

      Olá Maria!
      Sim, os dividendos são reincorporados quando as empresas que fazem parte dos ETFs os pagam ao fundo. Cada empresa tem seu calendário.
      Sim, os ETFs são comprados e vendidos como se fossem um unico ativo. Como se fosse uma única ação. E você pode vender ou comprar da mesma forma.
      Abs,

  6. Luan    

    Olá André, tudo bem? Descobri os ETF’s através do ebook alocação de ativos.

    Despertei para esse mundo há 2 meses quando li o livro do Robert Kiyosaki. Passado esse tempo de estudos me sinto preparado para montar minha carteira e começar meus investimentos. O mercado de renda variável que ainda não estudei como os outros, mas decidi que não pretendo investir ativamente/direto em ações, fazer trades, acompanhar balanços, mercados, etc. E a melhor maneira que encontrei de investir de forma passiva, pensando no longo prazo, com custos acessíveis e boa diversificação foi através dos Fundos de Indices, o problema é que pouco assunto ou quase nada do mesmo está disponível na internet em nosso idioma, e os que existem foram superficiais ou muito antigos e não me atenderam, quando já estava desistindo, encontrei pelo youtube seu vídeo do assunto e esse conteúdo no site. Se puder tirar umas dúvidas de um iniciante agradeço muito.

    1) Não quero bater o mercado, quero apenas diversificar e o mais importante: obter uma rentabilidade/retorno maior do que ganharia renda fixa. Então, com os juros altos que temos no Brasil, você acredita que é possível ganhar dela no longo prazo com os ETF’s?
    A pergunta é também pq vi que no curto/médio prazo os desempenhos não tem sido muito positivos, perdendo inclusive para poupança, vi também economista que se apresenta na globonews sem esperanças para o mercado de ações aqui comparado a RF, etc.
    Enfim, em meio a essa falta de conteúdo acabo vendo muita informação/ruído que não tem contribuído muito.

    2) Quais ETF’s você recomendaria para investir com esse objetivo. (BOVA x PIBB, SMAL)?

    3) Pretende escrever mais sobre eles? Tem algum material para indicar?

    Abs.

    1. André Bona    

      Olá Luan!

      Você não acha muito material no Brasil porque os ETFs aqui tem pouca liquidez. Lá nos EUA tem ETF de uma infinidade de índices e tudo com liquidez. Só que a realidade lá não se aplica aqui, pois lá os mercados são menos voláteis. Então ETFs no Brasil realmente não oferecem as mesmas possibilidades do que em países desenvolvidos.

      Eu acho o investimento passivo interessante sim. O fato de eles terem rendido menos do que a poupança em dado período não significa nada. Pode ser que rendam menos esse ano o ano que vem e muito tempo. São investimentos em renda variável e isso é perfeitamente possível. Na verdade não interessa quanto renderam. Até porque se tivessem rendido muito mais que a poupança nos últimos anos, também não seria garantia nenhuma que renderiam mais nos próximos. Olhar a rentabildiade pura e simplesmente não tem sentido. Se você leu o ebook do HC, vai lembrar que ele falou do rebalanceamento e eu também falo disso aqui em alguns materiais meus. Isso significa que você não deve olhar o produto para avaliar, mas sim a carteira como um todo.

      Um outro ponto que acho que você está cometendo um erro primário, é que investimentos são feitos porque duas partes precisam existir. Uma parte é o investidor. E a outra são os produtos. A parte do investidor refere-se às suas necessidades, seu perfil, seu montante financeiro e etc. E a outra são os produtos. Quando você faz uma observação tão grande como essa sem considerar quase nada de você, fatalmente as decisões me parecem que serão erradas. Você não “escolhe” em que produto vai investir. Não é assim que se investe.

      Muitos investidores nos procuram para solicitar informações sobre um determinado tipo de investimento que viram em alguma explicação em algum material nosso (Blog, Youtube, Facebook, etc). Porém, a escolha de um produto é a última parte da decisão de um investimento, pois cada produto existe para suprir uma determinada necessidade. Seria como chegar no médico e dizer: Dr. quero o remédio X. Não é assim que funciona. Primeiro o médico vai examiná-lo e de acordo com as informações que ele levantar ele vai dizer que precisamos do remédio Z, por exemplo. Pois esse é o remédio que realmente atende a necessidade. Com investimentos é a mesma coisa. Por isso, antes de qualquer coisa, é necessário que o investidor entenda sua situação de momento e estabeleça um plano de investimentos. Só depois os investimentos devem ser escolhidos. E nós podemos auxiliar nesse processo por meio de nosso serviço de assessoria de investimentos.

      Sugiro dar uma olhada nesse video aqui: https://www.youtube.com/watch?v=CG1HnKT8khI

      Abs,

  7. Luan    

    Obrigado pela resposta André. Então, eu li o livro do HC sim (excelente por sinal) e escolhi inclusive a estratégia de alocação de ativos. Entendi o tocante a rentabilidade, obrigado. Um dos motivo da pergunta sobre os ETF’s também é um ponto que você tocou, a liquidez, pois vejo que muito pouco se investe neles e os portais de conteúdo também (tirando o site do HC que não está mais ativo) pouco o abordam com profundidade e constância. Por isso fiquei com essa dúvida, um produto que pra mim com certeza é o que melhor me atende e que considero interessante para a maioria, não é visto assim por muitos outros, queria entender mais o porquê, se é rentabilidade, liquidez.. entendeu? Se puder responder essas dúvidas que restaram me ajudaria muito, vou enumerar para facilitar:

    1) Como saber a liquidez diária e histórica de um ETF? Smal11 por exemplo.
    2) Qual número você considera interessante para não se preocupar com essa questão?
    3) No longo prazo você acredita que esse mercado vá se desenvolver aqui e com isso a liquidez não vai ser problema, valendo então investir hoje, pelo menos nos principais fundos?

    Finalizando e respondendo a ultima parte, eu considerei tudo de mim para escolher esse produto, além dos fatores que você citou no vídeo (gostei por sinal, mais ainda porque pude ver que não estava entre os 90%), não foi uma escolha casual, mas sim o que melhor atende minha forma de investir, meu prazo, o planejamento, a parte da carteira na renda varíavel, considerando custos, capital, perfil, etc.

    Abs e obrigado pela atenção.

  8. marcio    

    oi boa noite ! gostei muito do artigo que vc aponto ,pretendo montar uma carteira com ETFs ,
    pretendo montar uma carteira com 4 ETFs gostaria que vc mim indicasse dois pq dois eu já tenho em mente que é bova11 e ivvb11 oque vc acha da escolha ?.

    outra pergunta ! gostaria q vc falace em outras palavras como é esse dividendo ,
    eles devolve os dividendo em dinheiro ou em ETFs como funciona .

    obgd ,agradeço desde já a atenção .

    1. André Bona    

      Olá Márcio!
      Não tem como orientá-lo sem saber sobre seu planejamento pessoal. Veja nosso serviço de assessoria aqui: https://andrebona.com.br/assessoria-de-investimentos/
      Abs,
      A.B.

  9. Raul    

    Boa Noite André !

    Venho acompanhando seus vídeos e insights e só tenho a agradecer pela abertura dos horizontes , principalmente com a estratégia de se pegar o mov. de inversão da Selic com as LFT’s, agora com relação ao BOVA11 , gostaria de saber se existem opções dela para poder-se fazer Hedge e vendas cobertas ?
    Grato pela Atenção e parabéns pela simplicidade que consegue passar os conceitos financeiros mais arrojados .

  10. Josafa    

    Prezado André,

    Se os ETFs não pagam dividendos, o que ganho então?

    1. André Bona    

      Os dividendos são pagos para dentro do fundo de ETF para comprar mais ações. Você ganha na valorização das ações e consequentemente do ETF.

  11. Kay    

    Ola, A minha pergunta foi mais ou menos respondida la no topo da pagina, mas ainda nao consigo comprar o BOVA11. Na aba home- broker da corretora que uso, quando eu abro so aparecem outras acoes, quando eu acesso a aba, compra e coloco o BOVA11 so aparece que preciso esperar p saber o valor do papel. E a terceira vez que tento. O que devo fazer?

    1. André Bona    

      Precisa perguntar na sua corretora. Nas que uso e conheço, funciona normal.
      Abs,

  12. Gerson    

    ola Andre, BOVA11 E PIBB11, no que se refere a compra, o valor que se emprega é o que eu desejar comprar de cotas ou só é possível comprar uma cota no valor que aparece de cotação do dia ?

    muito agradecido,

    forte abraço!

  13. JULIO JANSEN    

    Bom dia Andre,

    Gostaria de saber oq vc pensa sobre IVVB11 após a eleiçao de Trump?
    GRATO!

  14. Iuri Viana    

    André, ótima dica!

    Eu tenho uma dúvida que foge um pouco do assunto abordado no vídeo. Eu nunca declarei imposto de renda para receita federal, pois eu não aufiro de renda suficiente para que possa declarar. E recentemente, eu passei a investir no Tesouro Direto e no ETFs (Bova11 e Smal11) com perspectiva para longo prazo. Ou seja, eu não tenho interesse de vender os meus investimento no curto e nem no médio prazo. A minha pergunta é: eu terei que passar a declarar imposto de renda só porque comprei passei a investir no Tesouro Direto e no ETFs?

    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *