A Apple anunciou, no final da semana passada, uma redução de R$ 300 para substituição de bateria de aparelhos fora da garantia. A medida acontece após a empresa assumir publicamente que deixa seus celulares mais lentos propositalmente.

De acordo com a gigante da tecnologia, os consumidores brasileiros que desejarem substituir a bateria dos seus iPhones a partir do modelo iPhone 6 pagarão apenas R$ 149, ante os R$ 449 cobrados pelas autorizadas da marca. O desconto permanecerá em vigor até dezembro de 2018 em todo o mundo.

Entenda o caso

A redução nos valores para substituição da bateria é uma tentativa da Apple em melhorar sua imagem após a empresa confirmar que liberou um recurso, por meio de atualização do sistema operacional, que reduzia a performance de iPhones com baterias antigas. Os usuários dos smartphones, no entanto, não haviam sido informados deste recurso que deixa o iPhone mais lento até os últimos dias 2017.

Apesar da Apple informar que o intuito era “oferecer melhor experiência de performance para os consumidores”, o recurso, na prática, limitava a agilidade do iPhone ao reduzir a demanda do celular por energia em momentos de pico de uso. Nos Estados Unidos, dezenas de usuários do iPhone estão entrando com ações judiciais contra a Apple em busca de reparações.

Ainda na semana passada, a Apple divulgou uma carta se desculpando pelo “jeito que lidou com a performance dos iPhones com baterias antigas”. A empresa também prometeu uma atualização para o sistema iOS que informasse ao usuário o estado da bateria do smartphone.

Troca de baterias

Quem estiver sofrendo com a lentidão dos aparelhos antigos – ou apenas deseja trocar a bateria antiga por uma mais nova – pode solicitar a troca em uma das lojas autorizadas pela Apple, que cobrarão R$ 149 pelo serviço até o final do ano. Segundo a Apple, não é necessário que o consumidor comprove danos na bateria para ter direito ao desconto oferecido pela marca. O preço diferenciado, no entanto, só vale para iPhones 6 ou mais recentes, não sendo válido para usuários de smartphones mais antigos, como o iPhone 5s.

O Procon-SP informou, na última quarta-feira (3), que tentou notificar a Apple a respeito do problema – que pode resultar em prejuízos aos usuários, que precisam lidar com um iPhone mais lento – e questionou a empresa sobre o desempenho dos modelos mais antigos, que não poderão ter as baterias trocadas com preços diferenciados.

De acordo com o órgão, a empresa se recusou a assinar a notificação. Saiba mais sobre baterias de celular.

E você, o que acha desta situação? Deixe seu comentário!

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”. Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *