A maioria dos empreendedores, investidores, empresários, CEOs ou CFOs certamente já ouviram falar do BNDES. Afinal, donos do próprio negócio ou grandes executivas sempre estão pensando em novos projetos para colocar em prática e nos melhores investimentos a se fazer com o objetivo de impulsionar o crescimento da empresa.

Por diversas vezes, no entanto, o dinheiro escasso e as operações financeiras que não estão dentro do orçamento empresarial deixam os controllers bem preocupados. É neste momento que o BNDES entra em cena, ajudando no levantamento de capital para alavancagem financeira ou operacional.

Neste artigo, lhe mostraremos o que é o BNDES e como o órgão pode ajudar no crescimento de qualquer empresa/projeto através do seu financiamento empresarial. E, mesmo que você não tenha uma empresa ou interesse de abrir um negócio, siga a leitura. Afinal, conhecimento nunca é demais, não é mesmo?

O que é o BNDES?

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) é um órgão público federal que é vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Sua função é fomentar o crescimento de variados setores econômicos do Brasil. O BNDES é o principal mecanismo do Governo Federal para financiamentos de negócios a longo prazo e investimentos em diversos setores econômicos do país.

Criado em 1952 pelo presidente da época, Getúlio Vargas, o banco foi classificado como uma autarquia. Quando surgiu, o órgão era chamado de BNDE, e tinha como objetivo auxiliar no desenvolvimento do Brasil. Assim, desde o seu surgimento, o BNDES avalia a concessão do apoio com foco no impacto econômico e socioambiental do país.

Setores onde o BNDES pode atuar

O órgão pode auxiliar no financiamento de diversos projetos, como investimentos na indústria, agricultura e comércio e, inclusive, obras para infraestrutura. Mas não é só isso.

O BNDES financia projetos nas seguintes esferas:

  • cultura e economia criativa;
  • desenvolvimento territorial e regional;
  • agropecuária;
  • exportação;
  • infraestrutura;
  • inovação;
  • indústria, comércio e serviços;
  • meio ambiente;
  • micro, pequenas e médias empresas;
  • capital de giro;
  • cooperativa de crédito;
  • importação;
  • máquinas, equipamentos e veículos;
  • microcrédito;
  • soluções de IoT;
  • administração pública;
  • crédito rural;
  • meio ambiente;
  • software

Ademais, o órgão federal também incentiva projetos sociais. Não é a toa que o “Social” está em seu nome.

Assim, além de oferecer os melhores financiamentos para qualquer tipo de empresa, o BNDES também possui linhas de crédito destinadas ao saneamento básico, saúde, agricultura familiar, transporte urbano e educação.

Você pode verificar todas as linhas de crédito do BNDES acessando o site da autarquia.

Mas, afinal, como ocorre o processo de contratação de um financiamento empresarial pelo BNDES? Vejamos a seguir.

Como contratar um financiamento empresarial pelo BNDES?

O primeiro passo para contratar um financiamento pelo BNDES é verificar a classificação da sua empresa. Nos casos de MPMEs (Micro, Pequenas e Médias Empresas), para verificar esta informação, o BNDES disponibiliza uma ferramenta no Canal MPME.

Depois de verificar, é só enviar a sua proposta aos agentes financeiros credenciados do BNDES. Um desses agentes fará a análise de crédito, aceitando ou não o seu pedido, de acordo com a política de operação e de crédito.

Agora, para uma empresa de qualquer porte, é possível solicitar o financiamento diretamente ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (como apoio direto) ou através de instituições financeiras credenciadas (como apoio indireto).

Iremos explicar estas duas maneiras:

  1. apoio direto: neste caso, todas as solicitações devem ser enviadas para o Departamento de Prioridades (DEPRI) do BNDES. Assim, o cliente deve mostrar o pedido ao órgão através do Roteiro de Pedido de Financiamento;
  2. apoio indireto: desta maneira, o cliente deverá procurar um agente financeiro credenciado pelo BNDES. Existem duas modalidades dentro da operação indireta: a automática, na qual as operações de financiamento possuem um valor máximo de R$ 20 milhões e não é necessário passar pela avaliação prévia do BNDES, e a não automática, cujo valor mínimo será de R$ 20 milhões, sendo necessário apresentar uma consulta prévia.

Obviamente, a melhor forma de financiamento depende da finalidade e do valor a ser financiado. O ideal é avaliar se existirá capital no futuro para pagar o empréstimo.

Conclusão

O BNDES é um órgão federal de suma importância para o desenvolvimento econômico e social do Brasil. Ele apresenta e disponibiliza diversos tipos de financiamentos, um para cada tipo e tamanho de uma empresa.

Para quem tem interesse em contar com o apoio do BNDES em sua empresa, verificar qual tipo de financiamento empresarial será mais vantajoso no futuro antes do processo de contratação de um financiamento é essencial. O processo de contratação de uma linha de crédito pelo banco é bem simples, e existem duas maneiras para você fazer isso, através do apoio direto ou pelo apoio indireto.

Agora que você já sabe o que é e como contratar um financiamento empresarial via BNDES, que tal assinar nossa newsletter para receber os melhore conteúdos sobre mercado financeiro, finanças e investimentos?

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *