O mercado financeiro reagiu positivamente ao julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em segunda instância. Com a confirmação da manutenção da condenação de Lula, o Ibovespa avançou 3,72% e o dólar mergulhou para R$ 3,15.

Durante a sessão, em Porto Alegre (RS), o Ibovespa – principal índice da B3 (antiga BM&Fbovespa) – mostrou reação a cada manifestação dos juízes quanto à decisão em relação à condenação de Lula também em segunda instância. O voto do relator João Pedro Gebran – o primeiro a ser dado durante o julgamento – fez o índice da bolsa brasileira avançar 2,30%.

A cotação do dólar também caía conforme as chances do ex-presidente em disputar as eleições de 2018 diminuíam. Por volta das 14h – antes do anúncio do voto do revisor Leandro Paulsen, a moeda norte-americana era cotada a R$ 3,18.

Fechamento positivo

Os votos a favor da condenação de Lula dados por Leandro Paulsen e pelo juiz federal Victor Laus foram decisivos para manter os investidores ainda mais otimistas quanto à ausência do petista na disputa eleitoral deste ano. Em reação, o Ibovespa avançou 3,72% e fechou a sessão de quarta-feira (24) cotado a 83.680 pontos – alcançando o patamar dos 83 mil pontos pela primeira vez na história.

Já o dólar acumulou queda de 2,43% na sessão, e fechou o dia cotado a R$ 3,15. Foi a maior queda para a moeda norte-americana frente ao real desde 19 de maio do ano passado.

Ações em alta

As estatais negociadas em bolsa foram destaque durante a sessão, apresentando forte alta conforme a decisão unânime dos desembargadores do TRF-4 a favor da condenação de Lula foi se confirmando. As ações preferenciais da Eletrobras dispararam 9,7%, enquanto os papéis da Petrobrás com direito a voto subiram 8,4%; as ações do Banco do Brasil também foram beneficiadas pelo ânimo do mercado, e avançaram 7,9%.

Os demais papéis do setor financeiro também tiveram ganhos na sessão que marcou a condenação de Lula e aumento de pena para 12 anos e 1 mês de prisão. Os destaques foram o Itaú Unibanco e o Bradesco, que viram suas ações subirem 4,81% e 5,43%, respectivamente. Das 64 ações que compõem a carteira teórica do Ibovespa, apenas 4 fecharam em baixa na sessão de quarta-feira.

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

Posts relacionados

Comentários

  1. Marcelo Friske    

    Bona, existe alguma explicação para esses comportamentos? Não entendo muito de mercado financeiro, mas ao meu ver parece que quando Lula estava na presidência , o governo não foi tão ‘bom’ com os investidores ou algo assim. Confere?
    Imagino que devem haver n fatores para isso, se puder fazer um vídeo dando umas pinceladas a respeito seria interessante!

    Um abraço e parabéns pelo blog/canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *