Realizar operações na bolsa de valores é o desejo de muita gente – e a realidade de especuladores e investidores, que buscam obter rendimentos com operações de curto ou longo prazo no mercado de ações. Entre as modalidades disponíveis para operações neste mercado, uma das mais famosas em todo mundo é a day trade.

No artigo de hoje você vai conhecer um pouco mais sobre as operações day trade, entender o papel do especulador no mercado e descobrir como tomar uma decisão consciente na hora de optar ou não por realizar operações intradiárias.

O que são operações day trade?

Em tradução livre, “day trade” significa “Dia de Negócios”. Na prática, o day trade corresponde a todas as operações de compras e vendas dos mesmos ativos realizadas em um mesmo dia dentro da mesma bolsa de valores, na qual a quantidade transacionada tenha sido liquidada parcialmente ou totalmente.

Trata-se de uma modalidade bastante conhecida e utilizada por investidores e traders especuladores em todo o mundo, e que tem como premissa básica oferecer grandes chances de ganhos em um curto período de tempo. Apesar das oportunidades que esta modalidade pode oferecer, há também grandes riscos de altos prejuízos.

Como funciona o Day trade?

Na prática, o Day trade ocorre quando você compra um determinado número de ações por um preço e, ao longo do dia, decide vender a mesma quantidade — ou seja, zerar a posição.

Assim, devido a esse processo de especulação no mercado, é possível obter uma boa rentabilidade por meio das oscilações de preços que ocorrem durante todo o dia. Se você compra ações às 13 horas por R$ 50 e as vende por R$ 56 às 17 horas, por exemplo, você realizou uma operação Day trade.

As operações Day trade são abertas e fechadas no mesmo dia. Por isso, estas operações são muito rápidas e costumam ter alta alavancagem, sendo necessário que o especulador esteja bastante atento aos movimentos do mercado durante o pregão.

Especular ou não especular, eis a questão

Muitas pessoas podem não enxergar com bons olhos o termo “especular”. Este termo, no entanto, não tem nada de pejorativo – principalmente em se tratando de mercado financeiro, ambiente no qual ele é bastante comum.

No mercado financeiro existem os investidores e os especuladores – estes primeiros procuram investir em ações de uma empresa, enquanto os segundos procuram especular e ganhar dinheiro em relação à variação de preços de um determinado ativo.

Além disso, o especulador é bastante importante para o mercado financeiro – principalmente no mercado futuro. Por exemplo, uma empresa ou produtor produz café e sabe que a colheita da safra será realizada em uma determinada data.

Este produtor, no entanto, tem receio da oscilação do preço do café até sua colheita – e venda efetiva. Por conta disso, o produtor decide ir ao mercado futuro e faz uma venda de um contrato de café – a fim de realizar uma proteção para sua safra, também chamada de hedge.

Se o preço do café cair, o produtor ganha no mercado financeiro e perde na safra mas, se o preço subir, ela ganha no mercado físico e perde no mercado financeiro – gerando, portanto, um equilíbrio, protegendo seu negócio das oscilações.

Quando isso acontece, é preciso que haja um outro agente atuando no mercado para aceitar esta transferência de risco para quem realiza hedge, ficando ele exposto às oscilações do mercado, que é justamente o papel do especulador. Sem ele, este tipo de operação sequer seria possível.

Imagine, por exemplo, que você possui uma ação e deseja vendê-la. Com estes especuladores atuando no mercado, é possível que você possa sair desta posição rapidamente, sem problemas ou grandes dificuldades. É o especulador, portanto, que ajuda a dar liquidez ao mercado.

Vale a pena fazer day trade?

Quanto mais você opera, maior os custos operacionais e maiores os riscos.  Por isso, é preciso superar estes custos em cada operação para começar a ganhar dinheiro. Esta é a principal dificuldade das operações mais curtas, em day trade.

Muitos operadores acabam perdendo dinheiro e a maioria não consegue ter grandes retornos. As corretoras, por outro lado, ganham muito dinheiro com as operações day trade – por conta justamente destes custos operacionais elevados. E é por isso que muitas delas investem em salas de análise técnica e operações, por exemplo, sempre com a finalidade de incentivar estas operações.

Apesar deste cenário, muitos operadores gostam de operar day trade, e isso é particular de cada um. Mas é preciso atenção a todos estes fatores que envolvem esta modalidade de operação para que a decisão de operar ou não day trade seja tomada de forma consciente.

Para aprender mais sobre investimentos, mercado e finanças, você pode participar do treinamento online “O Investimento Perfeito”. Clique aqui e saiba mais sobre o curso.

Quer saber mais sobre as operações day trade? Então confira 9 dicas para quem deseja fazer day trade no mercado de ações.

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *