*Este artigo foi produzido pelo Mobills com exclusividade para o Blog de Valor.

Às vezes percebemos que existem itens, como roupas e sapatos, que nunca usamos ou até mesmo que usamos, mas ainda está parecendo novinho em folha. Você olha para tudo isso e se arrepende profundamente de ter deixado o seu lado consumista ter falado mais alto e ter comprado.

Mas o que fazer agora? Você pode montar um brechó! Se você não sabe o que é isso, então vou te explicar: um brechó é uma loja de artigos usados, principalmente roupas, calçados e bijuterias.

O termo surgiu no século 19 quando um mascate (caixeiro-viajante) chamado Belchior ficou conhecido por vender roupas e objetos usados no Rio de Janeiro. “Brechó” é uma corruptela de seu nome.

Agora é hora de desapegar! Chega de guardar itens que você não usa mais e tem pena de se desfazer.

Montar um brechó não é difícil e você pode fazer isso online ou presencial mesmo. Quer saber como? Quer dicas de como ganhar dinheiro vendendo itens velhos? Pois não deixe de ler o nosso artigo.

Como organizar um brechó

Você já foi em algum brechó ou assistiu a um filme que tinha um brechó? Então, você deve ter um mínimo de noção de como funciona um.

Organizar um brechó não é tão difícil como parece. Você pode fazer algo mais simples, como um pequeno encontro em sua própria casa ou até mesmo algo maior em um salão de festa em parceria com amigos.

O local ideal

Mesmo que seja algo pequeno, é importante que o local seja espaçoso para mostrar os itens que você está vendendo. As pessoas também precisam transitar pelo local e se for pequeno demais vai causar desconforto.

Priorize também lugares frescos, mas evite lugares ao ar livre, pois pode chover. O ideal é ser na sua sala, varanda coberta ou garagem (caso não seja muito quente).

Colocando os preços nos itens

É normal ficarmos com dúvida em qual preço colocar em cada item, mas calma que iremos te ajudar.

Primeiro de tudo, lembre-se que você está vendendo itens usados, então os preços não podem ser iguais ao que você comprou ou mais alto do que a pessoa pagaria numa promoção em uma loja de shopping, por exemplo.

Já fui em alguns brechós de amigos e os itens eram entre 10-30 reais, até porque vale mais 10 reais na mão do que um produto que você não usa mais. Se a peça for de grife, então você pode aumentar para 50 reais.

Como divulgar o brechó

Pense onde o seu público-alvo está. É no Instagram? Facebook? Whatsapp? Eu, particularmente, prefiro criar uma conta no Instagram, pois você pode postar fotos das peças com os preços em um feed bonito e que não se perde (diferente do Whatsapp).

Nos stories, você pode postar mais detalhes, como forma de pagamento e replicar o endereço e horário que já deverá estar na descrição (biografia) da conta.

Mesmo que o seu público-alvo não esteja ativamente no Instagram, ainda acho que a criação de uma conta nesta mídia social é essencial. Depois, replique no Facebook criando um evento e no Whatsapp criando um grupo.

Sites e aplicativos para montar o seu brechó online

Fugindo do brechó convencional, que é presencial, você pode montar o seu em algum site e/ou aplicativo que te permita vender itens velhos.

É muito mais simples e pessoas de outras cidades podem comprar. Assim, o seu brechó terá mais chances de vendas.

OLX

A OLX é um site e aplicativo que funciona como um classificados de jornal, onde você pode vender roupas, objetos e até imóveis.

Porém, você só pode vender para pessoas do mesmo estado que você. Isso porque o app entende que é mais fácil assim para ambas as partes e também porque ele não permite mediação de transações financeiras, como o Mercado Livre.

Enjoei

O site e aplicativo Enjoei te permite criar uma conta e anunciar produtos que você “enjoou”. Você pode anunciar móveis, roupas, livros, eletrônicos, mas imóveis não, como o OLX.

O diferencial do app é que nem todas os itens são usados. Alguns são novos e este detalhe está assinalado na descrição do produto.

Mercado Livre

O Mercado Livre é um site e app criado em 1999 que te permite vender tanto produtos, quanto serviços. Ele está presente em 19 países e a cada segundo, nove vendas são realizadas.

Ao criar uma conta, você pode anunciar gratuitamente os seus primeiros anúncios e pode manter os produtos lá pelo tempo que quiser. Toda a mediação de transações financeiras é feita diretamente pelo site ou app.

Peguei Bode

Peguei Bode é um site criado em 2011 a partir da parceria entre as irmãs Gabriela e Daniela Carvalho.

Diferente das outras plataformas, ela é mais conhecida por ter peças de luxo, como Chanel, Prada, Dolce & Gabanna, Louboutin, etc.

Você cria uma conta e já pode vender seus itens de grife que não deseja mais. Infelizmente, Peguei Bode ainda não possui app.

Dicas de itens velhos para vender e ganhar dinheiro

Tenho certeza que você deve ter alguma roupa ou objetos de decoração que você não usa mais. Reserve um dia para fazer uma limpa no seu quarto e até mesmo casa.

Separe tudo que você não quer mais e que, claro, não esteja quebrado e com defeito.Se ainda está em dúvida sobre o que é interessante vender em um brechó, então se liga nas nossas dicas:

Roupas e calçados

É o básico de um brechó, né? Separe suas roupas e calçados que você não queira mais e veja se eles estão aptos para a venda, por exemplo: se uma blusa tiver furada, então ninguém vai querer comprá-la

Depois comece a organizar em categorias, como calças, saltos, sandálias, camisetas estampadas, camisetas lisas, etc.

Bijuterias

Será que você sabe todos os brincos, colares e pulseiras que tem? Eu confesso que às vezes me esqueço de algum que deixei guardado.

Na hora de arrumar o seu quarto, observe todas as bijuterias que você tem e veja se vale a pena continuar com todas. Essa é a hora de desapegar! Vender é bem melhor, não acha?

Livros e HQ’s

O brechó só de livros é conhecido como sebo, um local onde você irá encontrar livros, HQ’s e afins de segunda mão à venda.

A vida é cheia de fases e pode acontecer de sermos louco por uma série de livros, por exemplo, na adolescência, mas agora não mais. Que tal vendê-los? Lembre-se que os livros precisam estar em um bom estado mesmo que usados.

Quadros decorativos

Os quadros decorativos viraram a alguns anos um dos itens de decoração mais escolhidos para a casa. Eles ficam lindos na sala, quarto, escritório e deixa o ambiente mais bonito e criativo.

Existem quadros para todos os gostos, e eu não sei você, mas eu gosto de trocar de tempos em tempos dependendo do que eu estou mais curtindo na época.

Então, você pode vender os quadros que não quer mais e ganhar uma grana extra.

Outra opção é a doação

Doar é um ato muito bonito e solidário. Se você não quer vender e nem ter todo o trabalho de montar um brechó, então você pode doar seus itens velhos e usados.

Existem muitas instituições de caridades que precisam de doações. Escolha uma (ou mais) e doe! Você pode doar também para moradores de rua e ONG’s.

Independente da escolha que fizer: brechó ou doação, o importante é você seguir o seu coração. Parece clichê, mas é o certo.

Você também pode fazer os dois. Uma parte dos itens você pode montar um brechó a outra parte você doa. Sinta-se livre para escolher a melhor opção.

Conclusão

Vender itens velhos e usados é uma ótima ideia para quem quer faturar uma grana extra e não sabe como. E como fazer isso? Montando um brechó, como você viu neste artigo.

Um brechó geralmente vende roupas e sapatos de segunda mão, mas você pode adicionar outros itens, como livros, bijuterias e quadros criativos. O importante é que, mesmo usados, os produtos ainda estejam em bom estado.

Você pode montar seu brechó de forma presencial ou pela internet. Existem vários sites e apps que disponibilizam um espaço (virtual) para você vender itens velhos e usados.

E claro, se você não quiser preparar um brechó, então doe os itens! Doar é um ato lindo e generoso.

Ademais, gostou do artigo? Deixe o seu comentário e não esqueça de compartilhar!

 

Isabelle Lima

*O Mobills é um aplicativo de controle financeiro, que permite ao usuário cadastrar e gerenciar suas contas de forma eficiente, em qualquer lugar e a qualquer hora.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi produzido por um autor parceiro e/ou convidado com a finalidade de compartilhar suas opiniões sobre temas diversos e contribuir com o site.

shadow

Posts relacionados

Comentários

  1. Solange    

    Olá! Gostei muito do artigo.
    Em 2018 eu doei muitos artigos novos e seminovos para aliviar a sensação de explosão que eu sentia ao olhar para meus ítens pessoais e domésticos.
    Porém, agora, vejo que tenho muitas coisas acumuladas ainda e estou em busca de novas possibilidades.
    Eu adorei todas as dicas que li aqui, e por isso acho que vale a pena comentar e parabenizar.
    Eu gostaria de saber se for possível, como fazemos para entregar os produtos vendidos quando a loja é somente virtual, e como funcionam as entregas via Correios.
    Faço essas perguntas porque não encontro informações que realmente respondam à essas dúvidas.
    Agradeço pelo artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *