O BTG Pactual reafirmou o rating neutro para as ações da Multiplus SA (MPLUS3) após uma reunião entre os analistas do banco de investimento e o diretor financeiro (CFO) da Multiplus, Ronald Domingues. O preço-alvo dos papéis da empresa do setor dos programas de fidelidade foi mantido em R$ 34,00.

Em relatório enviado a clientes na última quinta-feira (12), os analistas Samuel Alves e Renato Mimica relevaram os planos da Multiplus para os próximos meses e justificaram a decisão de manter a recomendação neutra para as ações da Multiplus. Segundo eles, a estratégia da empresa de programa de fidelidade para 2018 é diversificar suas fontes de competência e reduzir custos.

De acordo com os analistas do BTG Pactual, o objetivo da Multiplus para o futuro é manter “esforços contínuos” para explorar parcerias que possam agregar à empresa e se tornarem mais que parceiros financeiros, focar “no corte de custos unitários” devido à queda de tarifas aéreas da Latam  e “melhorar a experiência do cliente da Multiplus”. Para o diretor financeiro do programa de fidelidade, segundo o relatório, “ainda há espaço para grandes melhorias” na empresa.

O relatório do BTG Pactual sobre a reunião entre sua equipe e o diretor financeiro da Multiplus destacou, ainda, as fontes de pontuação do programa. Segundo Domingues, 30% dos volumes de pontuação vêm de parceiros não-aéreos e não-financeiros, que têm apresentado taxas de crescimento impressionantes. Entre os parceiros da Multiplus que mais colaboram para os resultados positivos neste quesito estão a Vivo e a rede Ipiranga.

Dinâmica de ganhos reduzida

Apesar de o diretor financeiro da empresa afirmar que a “Multiplus deve acelerar o crescimento do faturamento no segmento bancário novamente”, os analistas do BTG Pactual apontaram para uma dinâmica reduzida de ganhos para a Multiplus – resultando na manutenção do rating neutro para as ações da Multiplus e do preço-alvo a R$ 34,00 para os papéis.

“O fraco impulso dos ganhos da Multiplus (o faturamento do 1º trimestre parece cair 2% ao ano) significa que mantemos nossa classificação neutra, pelo menos por enquanto”, disse a equipe do BTG Pactual.

Só o tempo dirá

Os analistas do banco de investimentos ponderaram, no entanto, que as mudanças previstas pela diretoria da Multiplus para os próximos meses podem resultar em rendimentos atraentes no futuro – o que poderia, eventualmente, levar o banco a rever o rating para as ações da Multiplus (MPLUS3).

“Uma redução acentuada nos custos unitários (da empresa) poderia surpreender positivamente os investidores”, afirmaram Alves e Mimica.

Na tarde desta sexta-feira (13), as ações da Multiplus (MPLUS3) eram negociadas a R$ 29,46 na B3 (antiga BM&FBovespa), em queda de 0,47%.

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *