Touros e ursos no mercado financeiro? É isso mesmo, você já deve ter ouvido por aí o termo Bull Market ou Bear Market. Mas você conhece a diferença entre eles no mundo das ações? Preparamos um artigo para que você possa entender quando é usado cada termo de acordo com o andamento do mercado.

Quando traduzimos para o português essas duas expressões significam respectivamente “Mercado do Touro” e “Mercado do Urso”, e estão relacionadas aos movimentos de alta e baixa do mercado de ações na Bolsa.

Mas você deve estar se perguntando por que, afinal, o mercado foi escolher esses dois animais, não é mesmo? A origem veio com Richard S. Tedlow, autor do livro Miopia Corporativa, no qual sugere que as expressões refletem a forma como esses animais, touro e urso, atacam suas presas.

Ficou curioso? Então continue a leitura para conhecer a diferença entre Bull Market X Bear Market.

Bull Market

Você já ter visto, ou quem sabe tirado foto ao lado, da enorme escultura de bronze em formato de touro, conhecida como Charging Bull, em Nova York, não é mesmo? O monumento, que tem quase 5 metros de comprimento, representa o mercado financeiro pujante e foi idealizada por Arturo de Modica em dezembro de 1989.

O touro de Wall Street remete, assim como Bull Market, a um mercado que está em um momento bom e otimista. Traduzindo o que significa esse momento bom para os investidores: quer dizer que a expectativa é que os preços das ações subam e com isso os investidores contem com a possibilidade de lucros maiores em suas operações.

É comum vermos por aí o termo de que o mercado está “bullish” (“como um touro”) quando em ascensão. E com todo esse otimismo mais pessoas querem comprar ações e com isso o preço delas sobe.

Quer uma dica para fixar Bull Market? Basta lembrar na forma de ataque de um touro: de baixo para cima. Consequentemente isso representa o cenário financeiro.

Bear Market

Continuando com as diferenças entre Bull Market e Bear Market chegou a hora de explicar afinal o que significa a figura do urso. O Bear Market é usado quando o mercado está em baixa. As pessoas passam a vender suas ações a fim de evitar possíveis prejuízos, o que faz com que o preço delas caia.

E a pergunta porque escolheram o urso para representar que os investidores estão pessimistas em relação ao mercado? O nome da expressão se dá, devido a forma como o urso ataca sua presa: de cima para baixo.

Assim como “bullish” é usado para caracterizar um mercado otimista, é possível usar o adjetivo “bearish”, em português “como um urso”, para descrever um momento ruim da economia. Isso pode significar, por exemplo, inflação alta, desemprego crescente ou algum segmento do mercado em baixa.

O que fazer no Bull Market e no Bear Market?

Todas a oscilações no mercado financeiro podem assustar quem está começando a investir no mundo das ações e quer diversificar sua carteira para alcançar maior rentabilidade. É preciso analisar as expectativas dos investidores e as tendências do mercado, porque nesses momentos é possível encontrar boas oportunidades.

No Bull Market, por exemplo, como os investidores estão otimistas eles procuram comprar mais ações. Como sabemos, se há um aumento na demanda, consequentemente o preço também sobe.

Aí quem já tiver ações e vendê-las bem na curva de subida pode ganhar uma graninha boa, uma vez que seus ativos se valorizaram. Antes de comprar uma ação, é preciso levar em consideração diversos fatores para saber se o preço da ação está realmente bom para adquirí-la.

Você pode nesse momento utilizar a análise fundamentalista ou a análise técnica. Vai do seu critério acompanhar os gráficos de tendência ou a estrutura contábil da empresa escolhida.

Já quando o pessimismo impera, o que equivale ao Bear Market, mais gente quer por suas ações à venda na esperança de reduzir os prejuízos. É por esta razão que o preço dos ativos caem.

É nessa hora que o investidor deve segurar sua emoção e optar ou não por embarcar nessa onda de compra, além de torcer muito para que o preço volte a subir. Mas sempre é bom lembrar que isso pode levar um longo tempo até ver o retorno sobre seus investimentos.

Geralmente é bom comprar ações logo no fim do Bear Market, porque é quando os preços estão lá embaixo bem no fundo do poço. Mas, como sempre dizemos, é fundamental manter a paciência e o controle sobre seus ativos. Porque de tempos em tempos o mercado oscila e em momentos de pavor você pode ver a perda de seu patrimônio.

E aí, curtiu conhecer as diferenças entre o Bull Market e o Bear Market? Diz para gente se você já acompanhou algum desses momentos e qual foi a decisão que você tomou. Comprou mais ações quando o mercado estava em baixa?

*Este artigo foi produzido pelo Gorila com exclusividade para o Portal André Bona.

Autor

Robinson Dantas

Robinson Dantas é CEO do Gorila Invest e possui mais de 18 anos de experiência no mercado financeiro. Além disso, é fundador da Iporanga Investimentos, onde era responsável pela gestão de risco e membro do conselho da holding FS2. Antes, passou pelo Morgan Stanley na área de Equity Derivatives Trading em Nova Iorque.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *