A falta de organização financeira é um problema generalizado entre os brasileiros. Quem tem uma conta bancária, por exemplo, deve manter atenção especial ao saldo, para evitar entrar sempre no cheque especial.

Manter a conta em ordem e evitar endividamento, no entanto, é possível a partir da adoção de hábitos simples.  Confira agora os 4 principais cuidados necessários para administrar a sua conta bancária sem grandes problemas e manter-se longe das dívidas!

Acompanhe!

4 dicas para não descuidar da conta bancária

Apesar das opções das contas bancárias digitais, muitas pessoas ainda mantêm suas contas em bancos tradicionais. E, embora estas contas facilitem diversas atividades do dia a dia, é muito importante ficar de olho no dinheiro, para não perder o controle financeiro.

Confira essas dicas e saiba como manter seu saldo em dia.

1 – Calcule o valor das tarifas

Os bancos podem cobrar tanto pelos serviços específicos quanto pela gestão da sua conta bancária. Isso quer dizer, portanto, que ao abrir uma conta você terá também esse gasto adicional. 

Ao considerar suas receitas e despesas, não se esqueça de somar o valor das tarifas bancárias e da cesta de serviços e deduzir do total disponível para uso, para não ter o saldo negativado. Esse valor geralmente é descontado ao final do mês e, por isso, é importante ficar atento para não iniciar o mês no vermelho.

As tarifas variam de instituição à instituição e, dependendo dos serviços que você mais utiliza, também vale a pena negociar pacotes exclusivos, com tarifas diferenciadas e mais baratas.

2 – Administre seu fluxo financeiro

Se você tem muitos gastos que são pagos com o dinheiro dessa conta, a recomendação é administrar o seu fluxo financeiro. Se a maior parte das contas vencem no início do mês, se certifique de ter crédito suficiente para os pagamentos.

Ao cadastrar as contas em DDA (Débito Direto Autorizado), se atente para as datas dos vencimentos e, se necessário, negocie com o credor um novo prazo para ajustar seu fluxo.

Se as contas forem debitadas e você não tiver saldo, vai entrar automaticamente no cheque especial. O maior perigo, neste caso, é a dívida virar uma bola de neve, já que o cheque especial é uma modalidade de empréstimo pessoal, pré-aprovado, e com altos juros.

3 – Acompanhe seu saldo bancário com frequência

Alguns bancos têm aplicativos que permitem ativar notificações sobre o saldo diário, movimentações ou ainda rendimento de aplicações. Na prática, isso significa ter maior visibilidade e controle sobre suas finanças. 

Outra forma de acompanhar a conta bancária é pelo próprio extrato. Embora pareça ser uma dica simples, essa é uma boa recomendação para evitar cobranças indevidas, por exemplo. Além disso, se você costuma pagar muitas contas ou boleto, vale conferir se os pagamentos foram realizados corretamente.

E o mesmo vale para as contas jurídicas, ou seja, em nome de empresas. O acompanhamento é fundamental!

4 – Feche a conta bancária se não estiver utilizando mais

Hoje, com toda facilidade disponível para abrir uma conta bancária, não há muito com o que se preocupar. Então, se você mudou de banco e não pretende mais utilizar a conta bancária antiga ou se não está mais movimentando dinheiro, lembre-se de fechar a conta.

Do contrário, você continuará a pagar as tarifas e se descuidar, ainda poderá entrar novamente no cheque especial. Então, antes de ficar com a conta negativa entre em contato com o gerente da sua agência para solicitar o cancelamento da conta.

Lembre-se de que, se você tiver algum cartão de crédito ativo, o cancelamento da conta também pode cancelar os serviços vinculados. Ainda assim, avalie até que ponto é mais vantajoso manter um ou outro.

Por que administrar a conta bancária é importante?

Ter uma conta no banco é, sem dúvida, muito fácil. Qualquer pessoa com residência fixa e comprovação de renda pode abrir uma nova conta, mas se você não cuidar do seu dinheiro, dificilmente o seu banco irá pensar nisso.  

Mas por que administrar sua conta bancária é tão importante?

Primeiro porque estamos falando de dinheiro e quando esse é o assunto, qualquer detalhe pode fazer muita diferença. Segundo, porque a sua conta bancária pode revelar importantes informações sobre seu comportamento financeiro. 

É isso mesmo! Essa pode ser uma das formas mais eficientes para entender como seu dinheiro é gasto. É claro que essa não é a única maneira, mas certamente é uma das principais e mais utilizadas.

Embora não exista nenhuma regra, o ideal é manter os gastos sempre dentro do que é ganho mensalmente. Então, se o saldo bancário do período estiver menor ou ainda negativado, é preciso ficar alerta.

Precisou de um prazo maior ou de dinheiro extra e utilizou o cheque especial? Sem problemas. Emergências financeiras ou até mesmo um desencaixe do fluxo financeiro podem ocorrer. Afinal, ninguém está livre disso! Mas a grande questão é quando isso se torna um comportamento recorrente.

Então, para evitar entrar ou ficar no vermelho, siga essas dicas simples. Aprenda a administrar sua conta bancária e seu dinheiro!

Acredite: um dos maiores problemas de quem está endividado não é não ter dinheiro, mas sim fazer uma melhor gestão do que ganha e gasta. Sua saúde financeira pode começar com pequenos passos, que tal começar agora?

*Este artigo foi produzido pelo bxblue com exclusividade para o Portal André Bona.

 

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Danielle Vieira

Apaixonada por marketing, descobriu os números e finanças ao longo do caminho e decidiu ajudar as pessoas através da educação financeira. Hoje faz isso atuando no marketing da bxblue, fintech acelerada pela Y Combinator e escrevendo em alguns portais.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *