É inegável que a vida é mais difícil para quem ganha pouco. Entretanto, isso não deve ser um motivo para ficar lamentando: controlar bem suas finanças é uma postura necessária para qualquer classe social, pois é a única maneira para se ver livre de dívidas e com reservas para aproveitar melhor a vida.

Para ajudar você a alcançar isso, reunimos algumas formas de como economizar dinheiro com salário pequeno. Confira:

Anote seus gastos

O 1º passo para conseguir viver com o que você ganha, por menor que seja seu salário, é saber exatamente para onde seu dinheiro está indo. Por isso, é essencial que você anote todos os seus gastos diariamente.

Dá para fazer isso usando aplicativos para celular, planilhas para computador ou mesmo o bom e velho caderninho. O importante é não deixar nenhum gasto passar e criar o hábito de analisar suas despesas.

Dessa forma, você fica sabendo quais são os “vilões” do seu orçamento e identifica boas oportunidades para economizar.

Evite compras por impulso

Muita gente não consegue economizar porque gasta por impulso. Vê um tênis, uma roupa ou um eletrônico e quer tê-lo na hora para satisfazer um desejo.

Existem 2 formas interessantes para tentar frear essa vontade.

A primeira delas é a chamada “regra dos 30 dias”. Funciona assim: viu alguma coisa e ficou com muita vontade de comprar? Não compre agora: anote o que é, qual o preço que você viu e o dia em que você pensou em comprar.

Daqui 30 dias, volte a essa anotação. Se você ainda sentir que está precisando daquilo, é porque aquela compra é realmente necessária. Em muitos casos, no entanto, a vontade de comprar passa — e você evita um desperdício de dinheiro.

A segunda maneira é a chamada “regra dos 10 segundos” e segue um princípio bem parecido. Viu alguma coisa e ficou com vontade de gastar? Durante 10 segundos, tente dar a si mesmo um motivo real para aquela compra. Não vale dizer “porque eu quero”, “porque eu mereço” ou “porque eu gosto”.

Não achou um motivo? Então não vale a pena gastar.

Faça uma lista antes de ir ao mercado

Os gastos com a alimentação são essenciais, mas isso não quer dizer que eles não possam ser revistos.

Uma das melhores formas de economizar é fazer uma lista de compras antes de ir ao mercado. Veja o que realmente está faltando em sua despensa e planeje as refeições dos próximos dias.

Assim, você escolhe os itens com mais objetividade, evita acumular alimentos e não deixa coisas estragando no armário.

Ataque suas maiores despesas

Eliminar ou reduzir gastos desnecessários é um bom começo, mas, muitas vezes, pode não ser suficiente para conseguir uma economia considerável. Nessa situação, você deve atacar suas maiores despesas.

Se o aluguel da sua casa está muito caro, comece a procurar um lugar menor e mais barato para viver. Trocar seu carro por um modelo mais econômico ou passar a usar o transporte público são alternativas bastante interessantes e merecem ser consideradas.

Tome cuidado com o cartão de crédito

Quem ganha pouco geralmente recorre ao cartão de crédito para poder fechar o mês e conseguir dar conta de suas despesas. Isso é bastante perigoso: o cartão de crédito não é uma renda extra ou um complemento do salário, e sim uma forma de pagamento. Cedo ou tarde, você terá que quitar a fatura.

Aí começa o problema: você gasta o que não tem e compromete o próximo pagamento; no mês que vem, seu salário, que já não foi suficiente no mês anterior, ficará ainda mais curto pois, além dos gastos normais, a fatura do cartão precisará ser paga.

No fim, você cairá no erro de pagar o valor mínimo, o que traz altos juros para a sua dívida, que se tornará maior a cada mês até que seja totalmente quitada.

Por isso, tome muito cuidado com o cartão de crédito. Se sua fatura já está alta, deixe o cartão na gaveta por uns meses e prefira pagar com dinheiro.

Troque suas dívidas caras por outras mais baratas

Se você já está devendo no cartão de crédito ou no cheque especial, é hora de resolver isso. Essas duas modalidades de crédito têm juros muito altos, que deixam sua dívida cada vez maior e comprometem seu orçamento mensal.

Uma solução possível é pegar um empréstimo com juros menores e quitar essas pendências. Algumas soluções possíveis são o crédito pessoal e o crédito consignado. Com prazos mais longos, taxas mais baixas e juros menores, você consegue um bom alívio nas despesas e uma economia considerável.

Divirta-se gastando pouco

Economizar não precisa ser sinônimo de sofrer! Você ainda pode (e deve!) se divertir, até porque ninguém aguenta só trabalhar, não é mesmo?

Tudo o que você precisa, no entanto, é escolher bem o que fazer para não gastar. Veja algumas sugestões:

  • deixe de ir ao bar ou ao restaurante e faça alguma comida mais elaborada em casa;
  • troque a ida ao cinema por um filme na TV, em DVD, ou uma assinatura de serviços de streaming, como a Netflix — opções bem mais em conta do que um ingresso de cinema para toda a família;
  • pratique esportes ao ar livre, em um parque ou na rua.

Consiga uma renda extra

Muitas vezes, atacar as despesas não é suficiente para economizar — você precisa mesmo ganhar mais dinheiro.

Uma solução possível é procurar uma renda extra no seu tempo livre. Você pode, por exemplo, fazer pequenos serviços de costura — como reparos em roupas — ou tarefas de manutenção doméstica — como trocar chuveiros ou montar móveis.

Há incontáveis opções de trabalhos que podem lhe gerar uma renda extra no final do mês. Basta identificar suas habilidades e encontrar meios de ganhar uma graninha extra para complementar sua renda mensal.

Comece realizando essas tarefas extras para amigos. O marketing “boca a boca” se encarregará de trazer mais clientes. Assim, você complementa seu salário e consegue mais margem de manobra para o orçamento.

Poupe um pouco todo mês

Depois de fazer tudo isso, é hora de poupar. O ideal é que pelo menos 10% do que você ganha seja guardado, mas você pode começar com pouco (R$ 10,00 ou R$ 20,00 todo mês) e ir aumentando gradativamente. Separe esse dinheiro assim que você receber seu salário para evitar que você gaste, e planeje suas despesas para caberem no resto do salário.

Outra dica bastante prática para guardar dinheiro é um hábito infantil — mas, mesmo assim, muito eficiente: tenha um cofrinho para guardar as moedas que você recebe de troco. Quando ele estiver bem cheio, vá ao banco e deposite na poupança. Ela não rende muito, mas é um bom lugar para começar.

À medida que você for acumulando uma quantia mais expressiva com essas práticas, comece a pesquisar outras formas de investimento, como fundos de renda fixa, CDBs e o Tesouro Direto.

Agora você sabe como economizar dinheiro mesmo com salário pequeno. Tudo é questão de saber cultivar os hábitos certos, de modo a ter uma relação mais saudável com suas finanças.

Não deixe de investir em si mesmo e em sua própria carreira: estude, procure crescer em seu emprego, faça especializações. Essa é uma ótima forma de conseguir um salário maior a médio e longo prazo.

E você, tem alguma sugestão do que fazer para economizar? Deixe sua dica nos comentários!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

 

Artigo publicado em 22/11/2017. Atualizado em 24/05/2019.

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Comentários

  1. Eduardo    

    Legal demais essa publicação. Sinto uma alegria de perceber que, intuitivamente, sigo algumas das sugestões. E é fato que faz diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *