*Este artigo foi produzido pelo Mobills com exclusividade para o Blog de Valor.

 

Viajar é bom demais, não é mesmo? Melhor ainda é quando você viaja e mesmo assim economiza. Sabia que isso é possível?

Uma viagem normalmente exige uma boa quantia de dinheiro. Afinal, queremos viajar, mas também queremos desfrutar das maravilhas que nos esperam.

No entanto, um dos maiores problemas de viagens é que, às vezes, por falta de planejamento financeiro, voltamos para casa cheios de dívidas.E uma das principais causas disso são as famosas lembrancinhas para a família e amigos.

Além disso, os turistas costumam ser vítimas de muitos golpes e acabam pagando mais caro pelos produtos. Em muitos casos, os vendedores percebem que você é turista e está encantado com tudo aquilo e te oferece um preço altíssimo, e o pior, você aceita e paga.

A boa notícia é que seus problemas em relação a isso acabaram. Hoje você vai aprender como economizar e conseguir comprar tudo que você planejou da próxima vez que for viajar.

Confira 10 dicas de como pechinchar em viagem:

1. Faça uma pesquisa

Primeiro de tudo, você precisa pesquisar bastante sobre o local para onde irá viajar. Além de restaurantes e pontos turísticos que deseja visitar, pesquise as lojas famosas (aquelas que todo turista visita), tipo mercados, shoppings etc.

Tente achar a faixa de preço de todas elas e já chegue preparado para pechinchar! Se você tem algum amigo nativo do local, melhor ainda.

Pergunte para ele quais são os melhores lugares para conseguir descontos e tente conseguir o máximo possível de dicas. Se ele puder ir com você para esses locais vai te ajudar muito, já que com um nativo do lado os vendedores não serão tão charlatões.

2. Leve dinheiro em espécie

No Brasil, é muito comum que os descontos sejam dados quando o pagamento é feito à vista (principalmente no dinheiro). Então, leve dinheiro em espécie para conseguir negociar com os vendedores.

Entretanto, dependendo do local em que você estiver, andar com muito dinheiro pode ser perigoso. Sendo assim, leve uma parte em dinheiro e o restante no cartão de débito.

Ademais, evite passar o cartão de crédito, principalmente se for para fazer compras parceladas, pois isso fará você gastar muito mais na viagem.

3. Não demonstre muito interesse

Talvez essa seja a parte mais difícil. Lugar novo, pessoas novas, é meio impossível você não se animar e demonstrar isso claramente.

Porém, na hora das compras, encarne o ator que tem dentro de você e finja que você já esteve ali várias vezes e nada de fato é uma novidade. Até porque, se o vendedor perceber que você gostou muito daquele presente, vai usar isso contra você e vai ser bem mais difícil ter sucesso na pechincha.

4. Não desista do desconto

Dependendo da cultura do país é realmente complicado pechinchar. No Brasil, por exemplo, adoramos um desconto, mas quase nunca pedimos. E, quando pedimos, os vendedores quase nunca dão.

Contudo, em outras culturas, a pechincha é super comum. Na Tailândia, a título de exemplo, é muito costumeiro pessoas pedirem por desconto.

O mais engraçado é descobrir que você pagou o preço X, mas outra pessoa pagou o preço Y. Isso pode acontecer em questão de minutos.

Ou seja, nessas horas, conseguir o preço que quer e poupar dinheiro depende muito mais de você. Mesmo o vendedor mantendo uma postura bem inflexível, não desista! Afinal, a esperança é a última que morre.

5. Estipule um preço muito baixo

Você está em uma feira local e vê um produto do qual gostou muito, mas ele custa em torno de R$ 50. Comece a pechinchar e pergunte se ele venderia o produto por R$ 20. Sim, nada de moderação!

O vendedor obviamente não vai aceitar sua proposta, então você perguntará por quanto ele venderia. O propósito é ele oferecer o preço ideal para você. Assim, ambos vão sair vitoriosos nessa “disputa”.

6. Use frases de efeito

Usar frases de efeito pode te ajudar na hora de pechinchar. Aliás, o vendedor pode sentir que estará perdendo uma venda e tratará de ceder ao desconto que você tanto quer.

Uma das mais famosas frases de efeito é “à vista tem desconto?”. Inclusive, já citei ela anteriormente e o quanto ela é importante para pechinchar.

Outras frases que você pode usar são:

  • Na outra loja é mais barato;
  • Encontrei em um site bem mais barato;
  • Pode chamar o gerente? (Caso o vendedor diga que desconto é apenas com o gerente);
  • Comprando mais de um tem desconto? (Mas só se você realmente quiser comprar mais de um item);
  • Só posso pagar valor X.

7. Cuidado com a variação de preços

Em Bali, por exemplo, as barracas das feirinhas são mais baratas pela manhã, o que eles chamam de morning price (preço matutino em tradução livre). Em consequência, à tarde fica mais caro (afternoon price – preço vespertino em tradução livre).

Então, tente descobrir se o lugar que você irá também tem algo assim, principalmente em feiras e mercados que recebem muitos turistas. Claro que em shoppings o preço é único, independentemente do horário, mas você também pode pechinchar por um desconto.

Outro detalhe fundamental, é utilizar sempre um gerenciador financeiro para verificar todos os gastos que ocorrerem durante a viagem.

8. Seja educado

Não esqueça de ser sempre educado. Antes de perguntar o preço, fale bom dia, boa tarde, boa noite.

Sorria, seja simpático! Assim, ficará mais fácil você conseguir pechinchar. E sabe por quê? Todo mundo gosta de ser bem tratado e, dessa maneira, há grandes chances do vendedor simpatizar com você.

9. Não haja forçadamente

É bem ruim a sensação quando você percebe que a pessoa está forçando algum tipo de vínculo com você.

Tudo bem, seja educado e simpático (como eu falei no tópico anterior), mas não haja forçadamente! O vendedor não vai se sentir à vontade e você não vai conseguir o desconto que tanto quer.

Às vezes é normal agirmos assim quando estamos nervosos, mas respire fundo e se acalme! Pechinchar não é nenhum bicho de sete cabeças e tenho certeza que você consegue tirar letra.

Portanto, seja educado, mas não force nada!

10. Aprenda a língua local

A maioria das pessoas (independentemente do local) entende inglês, principalmente nas áreas turísticas, o que já facilita muito. Todavia, quando sabemos a língua local, cria-se um laço de proximidade com o vendedor, sendo mais fácil, assim, que ele lhe dê um desconto.

Claro, você não é obrigado a nada. Mas se gosta de aprender coisas novas, então fica aí a oportunidade.

Mas e se não der certo?

Não esqueça de sempre estar preparado para possíveis imprevistos que podem ocorrer durante a viagem, como não conseguir desconto em tudo que você quer. Lembre-se que o mais importante é você não voltar para casa endividado, então não seja negligente e apenas compre aquilo que pode comprar.

“Não consegui o desconto, mas eu posso pagar. Devo comprar?” Se você realmente pode pagar e não irá afetar seu orçamento, então vai em frente.

O maior intuito de pechinchar é economizar no orçamento final da viagem. Seria realmente um sonho se você conseguisse desconto em todas as lojas que passar.

Existirão momentos em que o vendedor realmente não vai abrir mão do preço original de jeito nenhum, mas nunca desanime ou desista de tentar. Isso pode fazer você economizar muito dinheiro!

Por fim, aproveite bastante a viagem e volte para a casa com a sensação de que foi tudo maravilhoso!

 

Isabelle Lima

*O Mobills é um aplicativo de controle financeiro, que permite ao usuário cadastrar e gerenciar suas contas de forma eficiente, em qualquer lugar e a qualquer hora.

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *