As pressões para administrar um restaurante são muitas. Afinal, qualquer deslize quando se cozinha para outras pessoas pode ser fatal. No caso de restaurantes prestigiados, ainda há a responsabilidade de atender às exigências de diferentes rankings para manter o empreendimento relevante e nos mais altos patamares da gastronomia.

Hoje, você vai conhecer alguns dos melhores restaurantes do mundo e descobrir o que faz com que eles sejam tão bons. Acompanhe!

O que faz um restaurante ser o melhor do mundo?

Existem diversas avaliações para restaurantes mas, sem dúvidas, uma das mais respeitáveis avaliadoras é o Guia Michelin. Criado na França em 1900, sua função era levar informações importantes para motoristas, como locais de conserto de carro, de abastecimento etc.

Mais de 2 décadas depois do lançamento do Guia, surgiu a classificação para restaurantes, que recebem de 1 a 3 estrelas. Atualmente, esse ranking é uma referência mundial e as estrelas Michelin são cobiçadas por chefs mundo afora. Alguns critérios de avaliação utilizados são:

  • qualidade e harmonia dos ingredientes;
  • habilidades técnicas e preparação dos cozinheiros;
  • como os sabores são combinados e se representam a personalidade do chef;
  • se o preço condiz com a qualidade oferecida;
  • se constantemente os pratos são bem elaborados.

Ao contrário do que se pode pensar, o serviço, o conforto e a decoração não influenciam na classificação. Além disso, os responsáveis pela avaliação são funcionários da empresa Guia Michelin e são anônimos. Eles costumam visitar os estabelecimentos várias vezes para decidir quantas estrelas o local merece.

Todos os anos são feitas reuniões secretas onde todos os funcionários decidem coletivamente o resultado final.

Quais são os 10 melhores?

Agora que você entendeu como funciona a classificação, vamos conhecer alguns dos restaurantes mais prestigiados do mundo. Confira!

1. Noma

O Noma fica na Dinamarca e possui 2 estrelas Michelin. Idealizado pelo chef René Redzepi, a instalação está localizada no térreo de um armazém de mais de 200 anos. Em 2010, o local recebeu o prêmio de melhor restaurante do mundo pela revista inglesa Restaurant.

A publicação é uma significativa referência no mundo gastronômico, principalmente porque é a responsável por desenvolver o ranking S.Pellegrino World’s 50 Best Restaurant.

Com apenas 12 mesas e com espaço para 40 pessoas, o restaurante oferece diversos pratos nórdicos com um toque moderno. A ideia de Redzepi é valorizar os ingredientes da região e, por isso, a única exceção de pratos não nórdicos são o café e o chocolate.

As receitas do local, portanto, estão recheadas de algas, vieras, ostras, camarões e outros ingredientes típicos.

2. Eleven Madison Park

Localizado em Nova York, na região de Flatiron District em Manhattan, o Eleven Madison Park é um dos restaurantes americanos mais prestigiados do mundo. A casa possui 3 estrelas no ranking Michelin e seu dono é chef suíço Daniel Humm.

Apesar de ser suíço, Humm traz em seu restaurante pratos típicos da culinária americana contemporânea com um toque europeu. A receita mais pedida é o pato assado com molho de mel e lavanda.

Além dessa opção, no menu degustação são encontrados: Sea Urchin (uma neve de melão defumado e molusco), foie gras brûléestriped bass (filé de peixe com crosta de abobrinha), entre outros.

Nesse ano o local foi considerado pelo ranking S.Pellegrino World’s 50 Best Restaurant o melhor restaurante do mundo. Outro chef que comanda a cozinha é Dmitri Magi.

3. El Celler de Can Roca

Na pequena cidade de Girona, na Catalunha, fica um dos mais ilustres restaurantes da Espanha. El Celler de Can Roca está há 27 anos oferecendo ótimos pratos, como; azeitonas caramelizadas recheadas de anchova, sanduíche de pele crocante de porco ibérico e melão, linguado, entre outras iguarias.

São os irmãos Joan Roca, Josep Roca e Jordi Roca, que dividem a administração do lugar trabalhando como chef, sommelier e pâtissier respectivamente. O estabelecimento possui 3 estrelas Michelin e, em 2016, foi considerado o melhor restaurante do mundo.

4. Beige

Instalado em um lugar pouco comum, o restaurante Beige fica no topo de um prédio, no bairro de Ginza, em Tóquio. No seu comando está o famoso chef francês Alain Ducasse. O estabelecimento foi o melhor restaurante do mundo em 2013.

Os pratos oferecidos têm um toque peculiar. As receitas que o chef Ducasse prepara são francesas, mas os ingredientes são japoneses. Lá você encontra pratos como: cogumelo matsutake, cordeiro e muitos outros. Os clientes ainda podem combinar as opções do menu e criarem suas próprias receitas.

5. Gordon Ramsay

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre o chef Gordon Ramsay. Afinal, além de excelente cozinheiro, ele é dono de um restaurante e possui alguns reality shows famosos, como Ramsay’s Kitchen NightmaresHell’s Kitchen e Hotel Hell.

O seu estabelecimento está localizado no bairro de Chelsea, em Londres, e mantém 3 estrelas Michelin desde 2001. No menu, encontram-se opções como: o creme trufado na casca de ovo, peixe defumado, carne de veado, e outras especiarias.

6. Restaurant Crissier

Com 40 anos de atividade, Restaurant Crissier mantém 3 estrelas Michelin há 20 anos e está localizado na Suíça, no Hôtel de Ville. Em 2013 seu chef Benoît Violier recebeu o título de chef do ano no país.

Algumas das receitas oferecidas são: peis Saint-Gilles-Croix de Vie branco cozido com erva-cidreira, cogumelos de verão assados e suflê de frutas vermelhas. O local possui 50 lugares e menus que podem custar até R$ 1.530.

7. Sublimotion

Entre as incríveis praias de Ibiza, você pode encontrar um dos restaurantes mais caros de mundo, porém também considerado um dos melhores. Ele está localizado no Hard Rock Hotel e possui 2 estrelas Michelin.

Comandado pelo chef espanhol Paco Roncero, um dos grandes diferenciais do local está na sua exclusividade e estrutura. Apenas 12 pessoas por vez podem apreciar o cardápio, que inclui 20 receitas com a proposta de oferecer uma experiência única.

Além da comida, há bastante tecnologia envolvida no projeto. Inclusive, a umidade do local foi projetada para influenciar o sabor dos pratos.

8. Central

Considerado um dos melhores restaurantes latinos, o Central, localizado em Lima, no Peru, é administrado pelo casal de chefs Virgilio Martine e Pia Leon. A especialidade da casa é comida peruana com ingredientes naturais da região. O local está na 4ª posição entre os 50 melhores restaurantes do mundo. Um dos diferenciais é que ele possui sua própria horta e purifica e engarrafa a água oferecida.

Entre os pratos disponibilizados estão ervas nativas, polvo grelhado sobre cama de lentilhas e assado de tira servido com purê de pallares. Curiosamente o restaurante, fundado em 2009, muda o seu cardápio 6 vezes por ano. Há uma filial em Londres, chamada Lima.

9. Nobu

Idealizado pelo chef Nobu, o restaurante tem algumas características particulares. Natural do Japão, ele morou 3 anos no Peru e, ao retornar à sua pátria, ele criou uma fusão da gastronomia dos dois países.

Assim surgiu uma forma de cozinhar conhecida como Nobu style. Em 1987, o chef foi para os EUA e abriu seu primeiro restaurante, o Matsuhisa, em Los Angeles. O local teve muito sucesso e foi bastante frequentado por celebridades. Inclusive, o ator Robert De Niro virou sócio do empreendimento.

Hoje em dia, o estabelecimento figura entre um dos 10 melhores restaurantes do mundo de acordo como o jornal New York Times e chef está entre os 10 melhores do planeta, de acordo Food & Wine Magazine.

10. D.O.M

O único restaurante brasileiro a ter 2 estrelas Michelin, D.O.M é uma criação do chef Alex Atala. Em 2016 chegou a figurar a 4ª posição entre os 50 melhores restaurantes da América Latina.

Os pratos oferecidos reúnem o melhor da culinária brasileira, inclusive o famoso “Prato Feito”. Os ingredientes utilizados pelo chef também são um diferencial: a maioria é brasileira como açaí, jambu e tucupi. Esse ano, o D.O.M está na 16º posição do ranking dos melhores restaurantes mundo. O estabelecimento fica no bairro de Jardins, SP.

Deu para perceber que os melhores restaurantes do mundo possuem características únicas, não é verdade? Obviamente, se seus donos não investissem neles seria impossível permanecerem nessa posição!

Por falar em investimento, que tal dar uma olha em nosso texto sobre aplicações e conhecê-las melhor? Quem sabe você decide, inclusive, abrir o seu próprio restaurante?!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *