Nos noticiários, você já deve ter ouvido falar em alguma esquemas de pirâmide financeira, não é mesmo? Hoje vamos trazer alguns casos que ficaram bem famosos prometendo ganhos surpreendentes para as pessoas que entrassem nesse sistema.

Primeiro, é bom reforçar que uma pirâmide financeira é um tipo de golpe em que uma pessoa ou empresa oferece um investimento que tem algumas características particulares. Essa prática financeira é proibida no Brasil e configura crime contra a economia popular.

Entre as características, é possível citar a alta alta rentabilidade e a garantia de rendimento. Porém, a realidade é outra. As pirâmides financeiras prometem um retorno financeiro muito acima dos investimentos tradicionais e costumam garantir retorno sobre o capital investido.

Vale lembrar que nesse sistema a companhia não deixa claro em quais produtos está investindo e também não registra as aplicações em nome dos clientes. Por isso toda a atenção antes de entrar num investimento que promete muito, porque, como sabemos, não existe dinheiro fácil.

Agora vamos conhecer 5 casos famosos de pirâmides financeiras.

1 – Ponzi

Esse primeiro caso de pirâmide financeira vem de longa data. O ítalo-americano Charles Ponzi convenceu milhares de norte-americanos a comprar cupons postais estrangeiros e trocar por selos dos EUA a um preço mais caro.

Esse parecia um investimento promissor em 1920 já que prometia 50% de rendimento em 45 dias e 100% em 3 meses. Seria incrível, não é mesmo?

Mas o problema é que o dinheiro vinha dos depósitos de novos membros e não dos cupons. Assim, esse esquema ruiu em apenas seis meses! Ponzi acabou preso e deportado para a Itália antes de mudar para o Brasil.

2 – Fazendas Reunidas Boi Gordo

No Brasil, o caso mais conhecido de pirâmide financeira foi o das Fazendas Reunidas Boi Gordo. Você se lembra dessa história? Nos intervalos da novela ‘O Rei do Gado’, lá nos anos 90, o ator e protagonista Antônio Fagundes se tornou garoto-propaganda da empresa.

Na época, 30 mil investidores perderam R$ 3,9 bilhões seduzidos pela oportunidade de embolsar um lucro mínimo de 42% no prazo de um ano e meio. A promessa era a engorda de bois e criação de bezerros, mas os lucros repassados eram pagos pela entrada de novos investidores no negócio.

Em 2001, a empresa não tinha mais dinheiro para honrar os resgates solicitados e a falência foi decretada em 2004.

3 – Avestruz Master

Já imaginou investir em avestruz? Pois bem, uma época isso virou moda e não deu nada certo. Sabe porquê? O grupo Avestruz Master oferecia contratos de compra e venda de avestruzes com compromisso de recompra dos animais.

Dessa forma, quem investisse em uma ave com 18 meses de vida, ganharia um retorno de 10% sobre a aplicação até o mês em que a avestruz fosse readquirida pela empresa. O lucro seria gerada a partir da suposta exportação da carne.

Porém, em sete anos nenhuma ave foi abatida. A Avestruz Master dizia ter comercializado mais de 600 mil animais, mas na prática, só possuía 38 mil. Resultado disso foi a ruína da pirâmide em 2005 e os sócios fugiram para o Paraguai.

4 – TelexFree

Vamos a mais um caso famoso, a TelexFree oferecia o Voip (Voice Over IP), que permitia ligações telefônicas via internet. A empresa brasileira Ympactus Comercial se apresentava como filial da TelexFree americana, porém ela não tinha sede física nem a autorização da Anatel.

A Telexfree montou um esquema Ponzi (similar ao esquema de pirâmide financeira) recrutando divulgadores. No Brasil, mais de dois milhões de pessoas acabaram investindo suas economias na empresa. A TelexFree até chegou a patrocinar a equipe de futebol do Botafogo em 2014.

Em setembro deste ano, a Justiça decretou a falência da Telexfree. A empresa deve mais de R$ 2 bilhões aos credores.

5 – Madoff

Ainda nesse esquema focado em captar pessoas, que precisam desembolsar dinheiro para entrar no esquema, vamos falar sobre Bernard Lawrence Madoff. Considerado um dos mais bem sucedidos gerentes de investimento de Nova York, Madoff administrou os recursos de 16 mil vítimas, entre figuras do show business a instituições financeiras.

O negócio tinha a proposta de rendimento de 1% ao mês. Parte do dinheiro recolhido nunca foi investido enquanto que outra servia para pagar os que solicitavam o resgate. Estima-se que os investidores tenham perdido entre US$ 12 e 20 bilhões ao longo dos anos.

Em 2009, Madoff foi condenado por 11 crimes, entre fraude contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e perjúrio, que é o ato intencional de prestar um juramento falso.

Conclusão

Por fim, uma dica sempre útil é verificar se a empresa onde você quer investir possui registro em órgãos oficiais como a CVM e a B3. Assim, você pode se precaver para não entrar no prejuízo e depois estar nessa lista das famosas pirâmides financeiras. Como já dissemos, não há ganho fácil e rápido assim.

*Este artigo foi produzido pelo Gorila com exclusividade para o Portal André Bona.

 

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Robinson Dantas

Robinson Dantas é CEO do Gorila Invest e possui mais de 18 anos de experiência no mercado financeiro. Além disso, é fundador da Iporanga Investimentos, onde era responsável pela gestão de risco e membro do conselho da holding FS2. Antes, passou pelo Morgan Stanley na área de Equity Derivatives Trading em Nova Iorque.

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *