O ano está começando e você está pensando em dar um novo rumo profissional? Decidiu empreender ou nas horas vagas quer ter uma graninha extra? Nesses casos você vai precisar descobrir bancos para quem trabalha como MEI.

Segundo dados do Sebrae, no país existem cerca de  72 milhões de pessoas com o próprio pequeno negócio. Além disso, as pequenas e médias empresas geram 27% do Produto Interno Bruto (PIB) e 52% dos empregos de carteira assinada. Um volume considerável, não é mesmo?

Essa tarefa de encontrar a melhor opção de banco para quem trabalha como MEI não é tão simples. As opções de instituições financeiras que oferecem esse serviço voltado ao empreendedor cresceram nos últimos anos, principalmente devido ao aumento dos bancos digitais.

Já ouviu dizer nos bancos digitais, né? Aliás, tem conta em algum deles? Além de ampliar o número de clientes oferecendo menores tarifas se comparados aos grandes bancos, as fintechs podem ser a porta para sua conta como MEI.

Continue a leitura e conheça 7 opções de bancos para quem trabalha como MEI.

Bancos tradicionais

Primeiramente vamos falar sobre os já conhecidos e tradicionais bancos. Aqueles onde grande parte da população já tem conta corrente.

Eles também oferecem condições especiais para atender quem decide empreender, que como sabemos cresce a cada dia tendo em vista a alta taxa de desemprego e a vontade se ter o próprio negócio.

Itaú

O Itaú oferece conta para MEI. quem decide contratar o serviço tem uma taxa de manutenção de R$ 81 por mês (R$ 25, se o cliente usar a maquininha Rede; ou gratuito a depender do faturamento).

Dentro desse valor você tem direito a 30 saques gratuitos por mês, TED e DOC gratuito na mesma titularidade e cartão de crédito com anuidade a partir de R$ 18,75 ao mês.

Santander

O Santander é outra instituição que atende esse público. Uma das vantagens é o SuperGet, onde o empreendedor recebe em dois dias, com uma taxa de 2% no débito e no crédito à vista.

Além de cartão de crédito, o Santander conta também com o microcrédito “Prospera” que oferece um microcrédito que tem uma oferta de valor diferenciado para empreendedores que já estão faturando. A desvantagem é que há a cobrança de R$ 25 mensais se o faturamento for menor que R$ 3 mil.

Por outro lado, com o Santander dá para deixar o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) na opção de débito automático em sua conta MEI. Para quem não sabe, o DAS é um imposto cobrado em cima do MEI. O seu valor é fixo, com vencimento no dia 20 de cada mês.

Bradesco

Já se o microempreendedor decidir abrir conta no Bradesco terá tarifa de manutenção gratuita por um ano. Porém, depois desse período tem que pagar R$ 25 por mês. Do lado positivo, dá para fazer TED e DOC sem cobrança.

Outro destaque é a Cesta Multi Mobile Bradesco que oferece consultas de saldo, saques, pagamentos e transferências, máquina Cielo integrada ao celular, serviços de recebimento e custódia de cheques.

Banco do Brasil

A instituição tem a BB Conta Fácil Microempreendedor. O legal é que a abertura de conta é feita pelo celular. É cobrado R$ 17 por mês ou R$ 34 com a máquina Cielo, com leitor para a realização das vendas por meio de cartão, nas funções débito ou crédito.

Como vantagem tem primeiro cartão e transações ilimitadas nos canais mobile e web, além de poder fazer saques em qualquer caixa eletrônico do Banco do Brasil.

Bancos digitais

Bom, agora vamos falar sobre os bancos digitais que também contam com serviços voltados para quem trabalha como MEI ou decidiu ser microempreendedor.

Neon

A fintech conta com o Neon Pejota, que é a versão destinada para MEI e micro empresário. Essa conta não tem mensalidade, pode ser aberta pelo site, dá para pagar contas, fazer transferências a R$ 3,50 e emitir boletos por R$ 2,90.

Além disso, o cartão virtual tem a função crédito, e debita o valor da conta na hora, sem faturas ou juros. Mas para fazer saque no Banco24Horas é cobrada taxa de R$ 6,90.

Inter

Se você trabalha como  Pessoa Jurídica ou MEI o Banco Inter pode ser uma opção interessante para você analisar. Ambas as contas são totalmente digital e não é cobrada tarifas para criar ou manter a Conta Corrente.

As contas permitem a emissão de 100 TEDs gratuitos por mês e 100 boletos gratuitos por mês, sendo que são validados em 5 minutos e são compensados no dia seguinte.

Além disso, dá para fazer depósitos de cheques por imagem, agendamento de transferências, pagamento de títulos e boletos, folha de pagamento automática e receber via QR Code, sem custo.

Original

Outra possibilidade é a Conta Pessoa Única oferecida pelo Banco Original. Essa conta reúne serviços para Pessoa Jurídica e Pessoa Física, totalmente integrados num único aplicativo, além de oferecer grátis maquininha de cartão.

O cartão de crédito Original custa R$ 16 por mês e é o único para empresas que tem o sistema de cashback, no qual é devolvido parte do valor gasto nas compras no crédito e no débito.

E aí, conseguiu decidir qual melhor opção de banco atende suas necessidades como MEI? Aproveite para conferir o artigo que fizemos sobre bancos digitais.

*Este artigo foi produzido pelo Gorila com exclusividade para o Portal André Bona.

 

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Robinson Dantas

Robinson Dantas é CEO do Gorila Invest e possui mais de 18 anos de experiência no mercado financeiro. Além disso, é fundador da Iporanga Investimentos, onde era responsável pela gestão de risco e membro do conselho da holding FS2. Antes, passou pelo Morgan Stanley na área de Equity Derivatives Trading em Nova Iorque.

Comentários

  1. Laurinete barbosa da silva    

    Sou MEI desde 2014, mas numca tive crefito por nem um banco. Te ho conta no banco do brasil e ja estou quase desistindo desse banco porque nao consigo im crédito nem cartão. Te hp a maquina de cartão . Mas nunca usei porque o juro e muito alto, me sinto desrespeitada , vendo e com os meus lucro compro os produtos que falta. Gostaria muito que um banco me desce uma oportunidade de credito. Hoje estpu sofrendo com essa autuação do país. Nao tenho nem o que comer , porque dependo do meu trabalho.

  2. André Rodrigues de Barros    

    Terrível eu decidi trabalhar por conta propia e abri empresa e tenho pouco tempo mais e isso que acho errado . A pessoa para desenvolvimento precisa destes apoios por parte dos bancos e tudo documentado comprovante de renda contrato com contabilidade etc e nao consigo nem um empréstimo de 1500 reais fora que tenho conta corrente no banco Santander e estiu em dia tudo certo e todas as certidões negativas tudo certo e nao tenho nenhuma credibilidade em nada que peço.

  3. Cristiano    

    Caso a pessoa seja da área de alimentação e queira trabalhar com voucher refeição Alelo, não adianta abrir conta MEI no Banco Inter, que não cobra taxa nenhuma e é fácil de abrir. Por incrível que pareça a Alelo decidiu não aceitar conta MEI ou PJ no Banco Inter, apesar de outras empresas como Sodexo, VR e Ticket aceitarem sem qualquer problema. O MEI é obrigado a abrir conta em bancão e pagar taxas. Lamentável essa postura da Alelo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *