No primeiro semestre de 2018 o número de ataques cibernéticos cresceu 95,9% em comparação ao mesmo período do ano passado. Garantir a proteção de dados na internet pode fazer com que você não seja afetado pelo problema e consiga navegar com segurança no seu dia a dia sem comprometer suas informações pessoais.

Afinal, a internet é uma rede formada por milhões de computadores conectados que trocam informações e a proteção de dados na internet pode ficar comprometida quando os usuários não adotam cuidados.

Garantir que as informações fiquem seguras evita problemas com hackers, roubo de senhas, documentos pessoais e outros que geram transtornos, podem trazer riscos financeiros e expor pessoas.

O Brasil é o 6º país com maior número de ataques cibernéticos, sendo que um dos motivos para estar nessa posição é o uso de pagamentos eletrônicos. Somente no primeiro semestre de 2018 foram registrados 120,7 milhões de links maliciosos, sendo que a maior parte deles veio de app de mensagens.

Para garantir a proteção de dados na internet veja a seguir o que pode ser feito e quais medidas adotar no seu dia a dia.

Evitar redes Wi-Fi públicas sem proteção

Apesar de ser vantajoso se conectar às redes públicas para não gastar o pacote de dados, isso aumenta a exposição dos seus dados. Essas redes não oferecem uma grande proteção e muitos equipamentos podem estar conectados a ela.

Estar conectadas a elas, portanto, facilita com que sejam enviados malwares e vírus para o equipamento e que as informações sejam roubadas. Se for necessário acessar essas redes, o seu firewall deve estar ativado, assim como o antivírus.

Deve-se ter cuidado com o que é acessado. Sites de banco estão na lista dos sites que não são recomendados acessar de uma rede Wi-Fi pública.

Criar senhas fortes para garantir a proteção de dados na internet

Algumas senhas como: 123456, password, abc123 e outras são comuns e fáceis de serem descobertas. Nesses casos, não é preciso um programa para descobrir a senha, apenas algumas tentativas são suficientes para acessar áreas restritas.

Por isso, sempre use senhas que são consideradas fortes, sendo indicado colocar letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais em todas elas. Desta forma, você protege os seus dados pessoais e evita cair em armadilhas online.

Usar uma rede VPN

A VPN ou Virtual Private Network (Rede Privada Virtual) é uma maneira de conectar computadores utilizando a rede pública. Esse recurso é bastante utilizado pelas empresas que possuem escritórios ou profissionais descentralizados, porém, podem ser utilizados também por qualquer pessoa.

Ela costuma usar a criptografia para proteger os dados que são enviados das máquinas que fazem parte da rede, evitando que pessoas de fora tenham acesso às informações.

Em conjunto com um Wi-fi público, a VPN é de grande valia, pois criptografa o tráfego existente entre o servidor e a máquina, o que garante muito sua proteção.

Atualmente, são muitas as opções de VPN para os consumidores no mercado, então é importante verificar qual se adequa melhor às suas necessidades. Muitas pessoas já estão antenadas sobre a importância da utilização de um wifi seguro, e sabem que o VPN torna-se um aliado na proteção de sua navegação na web. Saiba mais sobre o que é VPN.

Não clicar em mensagens de procedência duvidosa

Seja por e-mail, sites ou aplicativos, são inúmeros os links maliciosos que circulam pelas redes. Se não conhecer o remetente ou desconfiar do conteúdo, não clique em links, imagens ou mensagens online, a fim de evitar o risco de ter dados expostos.

Quando os links direcionarem para formulários ou páginas que pedem senha, não preencha sem antes se certificar se é um local seguro e qual o objetivo da solicitação. O mesmo vale para páginas de bancos, por exemplo, que muitas vezes são clonadas.

Antes de inserir seus dados pessoais e senhas, portanto, confira se aquela página é, de fato, real, e se é confiável.

Lembrar de fazer logout

Computadores que são utilizados por mais de uma pessoa ou públicos jamais devem ficar logados, independentemente do tipo de site que seja.

Ao terminar de acessar o que deseja é preciso fazer o logout e garantir que esse foi finalizado. Evite que navegadores mantenham senhas salvas, pois as informações poderão ser acessadas por quem utilizar o computador ou por quem encontrar um smartphone perdido.

Restringir as redes sociais

Redes sociais acabaram se tornando diário de algumas pessoas e possuem informações que podem expor o usuário e seus parentes. É preciso restringir as informações postadas, evitando informar muitos dados pessoais como onde mora estuda ou trabalha.

Uma maneira de restringir quem tem acesso às informações é limitando quem pode ver as publicações. Em configurações é possível permitir que elas fiquem disponíveis apenas para amigos, garantindo sua privacidade online.

Garantir a proteção de dados na internet é responsabilidade de cada usuário e adotando cuidados é possível ter um bom resultado e tranquilidade para usar a rede!

Luana Biral, especial para o Blog de Valor

 

Fontes: Meu Porto Seguro, IdgnowMelhores VPN de 2018

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi produzido por um autor parceiro e/ou convidado com a finalidade de compartilhar suas opiniões sobre temas diversos e contribuir com o site.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *