oswaldo sena

Olá!

Existe aqui no blog um artigo chamado “O banco, o assessor de investimentos e o consultor financeiro“, que trata da diferença de atuação entre a instituição e os outros dois grupos profissionais que podem auxiliar um investidor.

O planejador financeiro:

Conversando com meu amigo Oswaldo Sena, planejador financeiro certificado pelo IBCPF, fizemos um bate papo que achei muito oportuno dividir com você aqui no Blog. Transformamos numa pequena entrevista pra ficar mais didático e para que você possa compreender melhor o trabalho de um planejador financeiro.

Segue abaixo um pouco do nosso bate-papo:

1) Oswaldo, o que faz um planejador financeiro certificado pelo IBCPF?

O planejador financeiro com a certificação CFP® é um profissional generalista, com uma visão holística, que formula estratégias para auxiliar os clientes a gerenciarem seus assuntos financeiros para atingirem seus objetivos de vida.

Ele faz a análise de todos os aspectos relevantes da situação do cliente, incluindo inter-relações entre objetivos muitas vezes conflitantes, dedicando atenção muito especial à proteção do patrimônio.

2) Qual a diferença entre o trabalho de um planejador financeiro, um gerente de banco e um agente autônomo de investimentos?

O planejador financeiro atua no interesse do cliente, contratado diretamente por ele. Ele avalia toda a situação patrimonial e o momento de vida familiar do cliente para formular as estratégias necessárias para alcançar os objetivos e acompanha a vida financeira do cliente ao longo do tempo.

O gerente de banco atua no interesse do banco, contratado pelo banco, que paga seu salário. Tem metas para trazer para o banco o maior volume de recursos financeiros do cliente, alocar no portfólio de investimentos do cliente o maior número possível de produtos do banco e, além disso, tem que tentar convencer o cliente a contratar empréstimos, seguros, títulos de capitalização, e outros produtos que nem sempre são interessantes para o cliente.

O agente autônomo auxilia o investidor a fazer investimentos, através de uma corretora/distribuidora, no amplo mercado financeiro brasileiro, onde existe uma grande diversidade e excelentes opções de investimentos, em vários tipos de produtos bastante eficientes e mais competitivos em comparação com os oferecidos pelos bancos.

3) Quais são as etapas que devem ser percorridas no processo de planejamento financeiro?

O trabalho do planejador envolve 3 etapas.  A Coleta das informações quantitativas e qualitativas necessárias, a Análise, onde identifica e considera problemas, oportunidades e restrições potenciais, conflitos, perfil de risco, faz análise financeira e avalia as informações resultantes para poder formular estratégias e a Síntese onde apresenta o resultado e as estratégias a serem seguidas.

4) Além da orientação em investimentos, que tipo de auxílio um planejador financeiro pode prestar ao seu cliente?

O planejamento financeiro abrange seis componentes: gestão financeira, gestão de ativos, gestão de risco, planejamento tributário, planejamento de aposentadoria/independência financeira e planejamento sucessório.

Dentro desses componentes existem onze áreas do conhecimento, onde o planejador financeiro atua e auxilia. Algumas vezes ainda, quando necessário, traz a colaboração de outros especialistas, como advogados.  Está havendo um crescente interesse no planejamento tributário e sucessório.

5) A que publico se destina o trabalho do planejador financeiro e como é cobrado o serviço?

A qualquer pessoa que queira se organizar, crescer, construir um patrimônio ou atingir algum outro objetivo financeiro, mas não tem o conhecimento, disciplina, disposição ou o tempo necessário para se dedicar a esse trabalho, que fica cada vez mais complexo.

Também é especialmente apropriado para alguns tipos de profissionais muito especializados e requisitados, como atletas, músicos, atores, cirurgiões, etc., que precisam de assessores para conduzir seus assuntos pessoais.

Há algumas diferenças entre a forma de cobrança usada pelos profissionais do ramo, mas uma das melhores formas mais usuais é a definição de um valor pelo trabalho, levando-se em conta as horas de trabalho e complexidade, assim como é feito por dentistas, advogados e consultores em geral.

6) Que situações específicas uma pessoa deveria ter o auxílio de um planejador financeiro na tomada de decisão?

Existem momentos especiais em que um planejador financeiro seria essencial:

– Qualquer pessoa em momentos de recebimento de grandes volumes de dinheiro provenientes, por exemplo, de venda de empresas, heranças, divórcios ou contratos especiais;

– Pessoas que possuem responsabilidade técnica na execução de suas atividades atividades profissionais e que podem ser passíveis de processos como engenheiros, médicos e diretores de empresas;

– Pessoas que devido a possuírem um patrimônio mais elevado precisam ter cuidados especiais e proteção pessoal, patrimonial e familiar, criando um plano de gerenciamento de riscos;

– Pessoas que possuem a necessidade de realização de negociações especiais para gerenciamento e organização de elevados passivos;

– Pessoas que possuem investimentos fora do país e precisam de orientações quanto a tributação e as melhores alternativas para usufruir desse patrimônio;

– Pessoas que possuem um elevado número de imóveis como investimento e precisam avaliar o posicionamento do patrimônio frente as suas necessidades, otimizando seu portfólio;

– Pessoas que precisam criar um planejamento de como viver dos recursos acumulados ao longo da vida;

– Pessoas em geral que possuem mais de 1 milhão em investimentos, atualmente classificados como investidores qualificados. Normalmente esse público possui grandes oportunidades de melhoria em suas posições de investimento, reduzindo custos e aumentando a eficiência de sua carteira. Normalmente é um público que, de uma forma ou de outra “deixa dinheiro na mesa” por conta de ineficiências em suas escolhas.

 

Assim como existe o médico da família, seria imprescindível para a saúde financeira das pessoas que a figura do “planejador financeiro da família” também se fizesse presente.

Caso você queira conversar com Oswaldo Sena, o que eu recomendo, poderá fazê-lo através do email oswaldosena@hotmail.com.

Para maiores informações sobre o trabalho do planejador financeiro, sugiro também que visite o site do IBCPF (Instituto Brasileiro de Certificação dos Profissionais Financeiros) – http://www.ibcpf.org.br/ – para informações adicionais.

 

Grande abraço,

 

André Bona

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *