O que eu, minha vó, minha amiga italiana Lucia e o Yuri Torski temos em comum? Quem é Yuri? Aquele fera aquele do jogo Brasil x México.

Não tem nada a ver com futebol, mas sim com o fato de que 4 figuras totalmente diferentes, que moram em lugares completamente diferentes, com perfis muito diferentes … mas os 4 tem Facebook!

São poucas as empresas que conseguem atingir públicos tão diversos … de cabeça consigo pensar em Coca-Cola, mas minha vózinha tem osteoporose coitada e tenta evitar … e minha amiga Lucia esta de regime e também está evitando … então qual outra empresa conseguiria essa façanha de conectar 4 seres tão distintos em torno de um mesmo produto?!

 

FACEBOOK COMO EMPRESA

O Facebook enquanto empresa possui um modelo de negócio bem definido, a venda de publicidade em suas mídias sociais. Tal qual os canais de TV vendem publicidade, ou as revistas e jornais vendem anúncios, ou os times de futebol vendem espaço em suas camisetas. Em 2017 mais de 98% do total de US$ 40 bilhões de receita foram de receitas de publicidade em especial para mobiles. Gráfico abaixo mostra o crescimento de 5.221% de suas receitas de 2009 até hoje, algo como 64% ao ano.

Para o Facebook é imprescindível proteger sua capacidade de atrair pessoas para suas redes sociais e mantê-las conectadas…vide o case da minha vó que mal sabe mexer no celular mas tem Facebook!

De 2008 para cá, ou seja, nos últimos 10 anos, o número de ativos usuários mensais saltou nada mais nada menos que aproximadamente 22x. Em setembro de 2008 haviam 100 milhões de usuários, já em março de 2018 o número apresentado pela empresa foi de 2,196 bilhões de pessoas, cerca de um terço da população mundial! O gráfico abaixo mostra esse forte crescimento.

Logo o Facebook virou um outdoor gigantesco onde a sua empresa pode acessar ou fazer seu produto ou serviço chegar até 2 bilhões de pessoas!

 

LUCROS?

Certamente quando Zuckerberg criou o Facebook no seu dormitório em Harvard ele não imaginava que este poderia ser um negócio tão lucrativo. Nos últimos 12 meses o lucro do Facebook foi de US$ 17,857 bilhões e somente nos 3 primeiros meses de 2018 foram quase US$ 5 bilhões (US$ 4,988 bilhões)…isso é tipo R$ 20 bilhões, ou ainda, o mesmo que o Itaú lucra em 1 ano inteiro!

E mesmo os mais céticos, fundamentalistas, value investors, céticos com tecnologia, etc…mesmo esses, devem admitir que até aqui o Facebook tem se mostrado um baita negócio! Afinal, um negócio que apresente uma margem líquida de 45% (de cada US$10 US$ 4,5 se transformam em lucro), uma rentabilidade sobre o patrimônio de quase 29% (de cada US$ 10 investidos US$ 2,9 viram lucro em 12 meses), que possui um caixa e aplicações financeiras de US$ 50 bilhões e não tem dívidas tem que ser respeitado! A tabela abaixo compara os dados do Facebook com os peers da indústria.

A sua força como empresa fica ainda mais evidente quando comparado a outras gigantes do mundo da tecnologia. O quadro abaixo compara dados como crescimento de receita, margem de lucro e retorno. Facebook bate Google, Amazon e Apple em quase todos esses indicadores selecionados. Somente o retorno sobre patrimônio da Apple que é superior.

ALTAS DE 414% EM 6 ANOS

Não por acaso a empresa vale hoje aproximadamente US$ 570 bilhões. Suas ações estrearam na bolsa americana em 18 de maio de 2012 cotadas a US$ 38/ação. Hoje, as mesmas valem US$ 196,64 uma alta de 414% desde então. Traduzindo isso, o investidor que tivesse investido US$ 10.000 em suas ações teria hoje uma posição de US$ 51.400 um retorno de mais de…[…]

 

Leia o texto na íntegra no blog BUGG – Análises Econômicas e de Investimentos, de William Castro Alves.

Autor

William Castro Alves

Economista pela UFRGS, iniciou sua carreira em 2004 na Solidus Corretora, tendo passado pelo Koliver Merchant Bank e Banco Alfa. Atuou como analista de Investimento na XP e responsável pelas gestão das Carteiras Recomendadas.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *