*Este artigo foi produzido pelo GestãoClick com exclusividade para o Blog de Valor.

 

Não é de admirar que, no Brasil, tantas pessoas idealizem ser um pequeno empresário. Afinal, tendo o seu próprio negócio, você pode ser seu próprio patrão, manter seu próprio horário e responder a ninguém além de si mesmo.

No entanto, enquanto trabalhar para si mesmo pode parecer ideal, a maioria das pessoas não está preparada para a quantidade de tempo, dinheiro, paciência e pesquisa que iniciar um negócio implica.

Se você é um aspirante a empreendedor, pode estar se questionando: devo investir meu dinheiro em negócios já existentes ou abrir meu próprio negócio? A verdade é que não existe uma resposta ou escolha certa, neste caso.

Existem muitos trade-offs envolvidos neste tipo de decisão, que dependem do que você valoriza em seu estilo de vida. Para ajudar você nesta decisão, listamos abaixo as principais vantagens e desvantagens de investir em um negócio e em abrir a própria empresa.

Confira!

Começando o seu próprio negócio…

Fundamentalmente, uma empresa é um investimento. O objetivo de qualquer empresa é gerar lucros para seus proprietários e, no caso de uma pequena empresa, um salário também. O problema das empresas é que elas são um trabalho e podem causar muito estresse, especialmente durante os primeiros anos.

Possuir seu próprio negócio significa que você não tem mais chefe e ou benefícios enquanto empregado. Isso também significa que o montante que você ganha depende de você. Se você trabalha duro o suficiente em qualquer coisa, eventualmente isso será lucrativo.

Os grandes benefícios de ter um negócio próprio incluem fazer qualquer coisa que seja sua paixão e ser pago por ela, decidir quando e onde você quer trabalhar e ser seu próprio patrão. Isso representa verdadeiramente uma liberdade que quase todos desejam.

Dentre os contras de possuir seu próprio negócio, estão os enormes custos iniciais, a necessidade de trabalhar longas horas para colocar o negócio em pé e lidar com a grande concorrência da empresa.

Além disso, começar do zero inclui a dificuldade de construir uma base de clientes, comercializar o novo negócio, contratar funcionários e estabelecer fluxo de caixa; tudo isso sem um histórico ou reputação para continuar.

Estes, certamente, não são obstáculos intransponíveis, mas devem ser considerados. Outra coisa a se considerar é que muitas empresas não são lucrativas durante o(s) primeiro(s) ano(s).

Investindo em outros negócios…

Existem diversas formas de investimento que podem alternativas interessantes ao próprio negócio, como investir em startups, se tornar sócio de um negócio já existente, ser um empreendedor dentro de uma organização maior (intrapreneurship), comprando uma franquia de alguma marca já conhecida ou até mesmo comprando um negócio já existente e consolidado no mercado.

Investir em um negócio é como investir no mercado de ações. Você está gastando dinheiro em algo agora, esperando produzir mais dinheiro no futuro. No entanto, dependendo do tipo de investimento, você pode evitar muitos dos contras que vêm com o início de um negócio.

É claro que nada é livre de incertezas, e comprar um negócio existente não é exceção. Se você não for cuidadoso, poderá ficar preso a inventários obsoletos, a funcionários que não colaboraram ou a métodos de distribuição desatualizados.

Por isso, é necessário estudar a situação financeira do negócio, confirmando todos os números de receita e descobrir por que alguém está vendendo um negócio aparentemente bem-sucedido.

O que fazer agora?

Se você acredita que investir em um negócio já existente irá lhe proporcionar a experiência que procura, minimizando as dificuldades do empreendedorismo, fazer este aporte pode ser uma boa opção – desde que a escolha seja feita com muito cuidado. Se você, no entanto, acredita que isso não supre a sua vontade de empreender, talvez seja hora de “arregaçar as mangas” e abrir a própria empresa, construindo um negócio a partir do zero.

Seja qual for o caso, você pode contar com diversas ferramentas disponíveis atualmente ao investidor – que auxiliam nessa dura tarefa da gerência de uma empresa, como o software de gestão empresarial.  Aliando um bom planejamento do negócio – ou do investimento – ao uso de boas ferramentas, você tem grandes chances de ter anos de alegria e ganhos monetários pela frente.

Tenha em mente apenas que o sucesso não acontece de um dia para o outro. Mas persistência, empenho e muita força de vontade em fazer o negócio – ou o investimento – dar certo, podem te ajudar a chegar lá!

 

*O GestãoClick é um software de gestão empresarial online, que oferece aos empreendedores e administradores diversos recursos para gerenciamento do negócio, como o controle financeiro e de estoque, emissão de notas e boletos, entre outras ferramentas. O sistema de gestão é direcionado a pequenas e médias empresa.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi produzido por um autor parceiro e/ou convidado com a finalidade de compartilhar suas opiniões sobre temas diversos e contribuir com o site.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *