O número de investidores do segmento de alta renda (private banking) avançou no ano passado, de acordo com um levantamento da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima), divulgado nesta segunda-feira (11). Em 2018, segundo a Anbima, 121 mil investidores tinham ao menos R$ 3 milhões investidos no mercado financeiro brasileiro.

De acordo com o levantamento da Anbima, a quantidade de investidores com uma média de, no mínimo, R$ 3 milhões aportados em renda fixa ou variável no Brasil é 2,5% maior que o registrado em 2017 – um acréscimo de 4 mil pessoas. No total, o patrimônio dos 121 mil investidores de private banking no país somou R$ 966 bilhões no ano passado.

Em relatório, a Anbima informou que o levantamento não considerou eventuais investimentos destes investidores em Previdência Privada. Além disso, a associação destacou que o valor mínimo de R$ 3 milhões em investimentos é uma recomendação para inclusão do investidor no segmento private banking; o valor mínimo investido, no entanto, varia de acordo com a política de cada instituição financeira.

Clique aqui e confira o melhor gestor de fortunas do Brasil em 2017.

R$ 2,7 trilhões em investimentos

Ainda segundo a Anbima, somando as aplicações de investidores do segmento de private banking e do varejo tradicional, o volume em investimentos no mercado brasileiro no ano passado alcançou R$ 2,7 trilhões – uma alta de 9% na comparação com 2017. No total, os investidores do varejo possuíam investidos no país R$ 1,83 trilhão, divididos em 70,5 milhões de contas.

Já o segmento de private banking foi responsável por R$ 966 bilhões em investimentos em 2018. Se somados os aportes em Previdência Privada, o montante chegou a R$ 1,08 trilhão.

Renda variável é destaque em 2018

O levantamento da Anbima apontou que, entre os investidores pessoa física do varejo, a caderneta de poupança segue sendo o investimento mais procurado, com 39,9% da participação no segmento. Apesar disso, os investimentos em renda variável avançaram no ano passado – em um cenário de taxa Selic mais baixa, que tende a reduzir a rentabilidade dos investimentos em renda fixa.

Os títulos e valores mobiliários responderam por 27,6% das aplicações do segmento do varejo – para R$ 504,7 bilhões, ante R$ 492,1 em 2017, enquanto os fundos de investimento responderam por 32,5% das alocações de carteira – atingindo 595,9 bilhões em 2018, contra R$ 538 bilhões um ano antes.

Os investimentos em renda fixa também avançaram, apesar da Selic mais baixa, alcançando R$ 290,2 bilhões em 2018 – R$ 19,4 bilhões a mais que no ano anterior. Já os investimentos em Previdência avançaram para R$ 114,6 bilhões em 2018, ante R$ 96,1 bilhões em 2017.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Redação Blog de Valor

O Blog de Valor é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *