*Este artigo foi produzido pelo Gorila com exclusividade para o Portal André Bona.

 

No universo das startups, Cap Table é uma palavra bastante conhecida e que merece atenção. Se você já pensou em abrir uma startup ou se não tem muita intimidade com o setor deve estar se perguntando o que é Cap Table.

No artigo de hoje, você entenderá melhor o que é este termo e a importância de conhecê-lo!

O que é Cap Table?

O termo vem do inglês capitalization table, que traduzindo para o português significa tabela de capitalização. Basicamente, a Cap Table é uma tabela onde são descritos os acionistas de uma empresa.

Ela deve mostrar a participação real de cada um deles na sociedade. Dessa forma, o objetivo é manter todos os integrantes da sociedade, digamos, na mesma página.

Isso é importante para evitar conflitos de interesses quando forem discutir os direitos e participações na empresa.

Cap tables e as startups

Como as startups são empresas que estão começando e precisam de recursos para crescer fortemente nas primeiras fases, é comum acontecer várias rodadas de investimento ou contar com apoio de fundos de investimentos (os chamados Venture Capital). São esses investimentos, aliados aos recursos próprios ou dinheiro emprestado de instituições financeiras, que vão resultar no crescimento da startup.

Quando a startup já conquistou uma fatia significativa do mercado e obteve do público-alvo a percepção que seu serviço prestado é pertinente, ela pode começar a dar retornos para os sócios-fundadores e seus investidores.

Os retornos só são entregues quando há liquidez e, por isso, é de extrema importância ter o controle de quem são os sócios da empresa e quanto que cada um deles possui exatamente. Essa divisão é feita a partir da elaboração do Cap Table.

Viu só como é importante ter isso feito desde o começo da startup? Isso evita uma grande dor de cabeça futura.

Os sócios brigando sobre quanto cada um tem de participação. A falta de um Cap Table pode arruinar a empresa.

Como organizar um Cap Table?

No começo, a startup não tem muitos recursos e poucas pessoas trabalhando, mas é válido contatar um advogado ou contador para ajudar nessa jornada. Isso deve ser pensado como um investimento muito importante para uma startup, principalmente em sua fase inicial.

O primeiro passo é para criar o Cap Table é indicar em um papel o investimento total feito na startup e o investimento feito em cada uma das fases de seu ciclo de crescimento. Depois disso, em outra folha, agrupe o nome dos investidores de acordo com a fase em que eles investiram.

Afinal, quem são os fundadores? Quem são os colaboradores da segunda fase? Qual o investimento líquido de cada um dos sócios? Qual a porcentagem desse investimento em relação ao total?

Não se esqueça também de atualizar as planilhas e tabelas sempre com as alterações de cada rodada, assim você evita de deixar algo para trás.

O que mais considerar?

Além disso, outros pontos importantes para estarem no Cap Table é o valuation em cada momento de investimento, o valor do equity em cada uma das rodadas, as garantias da startup, participação futura dos investidores, os direitos e opções distribuídos pelo negócio e também o percentual de diluições de equity​.

Com isso organizado, fica mais prático ter uma visão ampla do negócio. Cada acionista saberá o que exigir no momento da divisão dos lucros, além de saber qual o seu papel na governança da startup.

Outra vantagem de ter um Cap Table organizado é até atrair o apoio de investidores-anjos e aceleradoras. E como já dizemos, esse tipo de investimento ajuda muito uma empresa que está começando, com as startups que podem no futuro render muito lucro e representar um diferencial no mercado.

Veja, por exemplo, algumas startups que começaram pequenas e hoje são facilmente lembradas pelo serviço inovador que prestam como o Nubank, 99 ou iFood. Além disso, no cenário nacional há mais de 10 mil startups, sendo que 8 atingiram o posto de unicórnios – que equivale quando um negócio atinge um valor de mercado de US$ 1 bilhão ou mais.

Importância do Cap Table

O Cap Table tem grande importância para a startup, uma vez que esse modelo de negócio tem como característica diferencial a gestão mais colaborativa. O lema deve ser todos juntos pelo crescimento da empresa.

Dessa forma, é válido já definir as expectativas que cada um pode criar para evitar a falta de motivação e a possível dissolução do negócio por conta das brigas! É até comum ver empresas que possuam em seu quadro societário um número sócios diferente do da realidade.

Não se esqueça que o objetivo de manter um Cap Table completo e organizado é a transparência do processo de negociação junto aos investidores e facilitar simulações para analisar potenciais resultados de um investimento que será feito.

Versões elaboradas de um Cap Table, inclusive, podem conter também situações hipotéticas, como transações, por exemplo. O intuito é,portanto, sempre dar aos acionistas uma visão mais ampla do negócio.

Dessa maneira, as simulações podem ajudar a analisar potenciais resultados de um investimento com mais facilidade.

Viu só como o Cap Table é uma tarefa importante para as startups manterem o ritmo de expansão de uma forma sadia e justa com todos os acionistas?

Autor

Robinson Dantas

Robinson Dantas é CEO do Gorila Invest e possui mais de 18 anos de experiência no mercado financeiro. Além disso, é fundador da Iporanga Investimentos, onde era responsável pela gestão de risco e membro do conselho da holding FS2. Antes, passou pelo Morgan Stanley na área de Equity Derivatives Trading em Nova Iorque.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *