*Este artigo foi produzido pelo portal Chaves na Mão com exclusividade para o Blog de Valor.

Para pessoas que têm dinheiro guardado e desejam diversificar ainda mais seus investimentos, uma opção bastante tradicional para investimentos é o mercado imobiliário. Nesse sentido, a compra de terrenos ainda tem se mostrado uma opção com bons benefícios para o investidor.

Além de custar menos que uma construção de casas à venda em Curitiba e em outras cidades do país, os terrenos costumam ter valorização mais elevada e podem assegura parte do seu patrimônio por muitos anos.

Se você pretende investir seu dinheiro no ramo imobiliário e quer tirar dúvidas a respeito da compra de terrenos, fique atento ao post de hoje. Vamos elencar as principais vantagens dessa modalidade de investimento. Confira!

Quais as vantagens de comprar um terreno?

Valorização garantida

Comprar um terreno, muitas vezes, pode lhe oferecer grandes chances de rentabilidade na revenda. Isso acontece porque muitas regiões estão ainda em constante desenvolvimento, ou seja, se em alguns anos você precisar vender a propriedade, ela certamente estará melhor localizada.

Os constantes investimentos em políticas públicas e segurança – unidos ao crescimento de comércios nas áreas mais afastadas valorizam os imóveis e garantem um bom negócio.

Patrimônio intocado

Por mais que a compra de um terreno implique em gastos, essa aquisição também é uma forma de economizar.

Você não precisa correr os riscos de um investimento mais arriscado e ainda garante que seu dinheiro esteja intocado, mesmo que seja em um terreno. É uma forma de evitar as tentações de gastar as economias e colocar sua reserva financeira em uma opção bastante interessante.

A boa notícia é que você não precisa de grandes quantias para começar esse investimento. Existem opções com preços bastante acessíveis, até mesmo para os pequenos investidores.

Espaço customizado

Quem pensa em comprar um terreno para a construção da casa própria tem ainda mais vantagens.  Como você pode iniciar a construção quando e como quiser, sua casa pode se tornar o espaço que sempre sonhou.

Você pode contratar uma consultoria e ajudar na elaboração da planta do imóvel, fazendo com que ele atenda ao que sua família precisa e evitando a obrigação de uma nova mudança de moradia.

É preciso, entretanto, lembra-se de que uma construção leva tempo. Tenha paciência e planeja suas economias para, no futuro, usufruir da sua casa com muito mais tranquilidade.

Revenda facilitada

Revender um terreno é muito mais fácil do que se desfazer de um imóvel construído. Isso é especialmente benéfico para quem tem receio de passar por apertos financeiros no futuro. A grande procura por essas terras também ajuda na negociação, já que você pode pedir o seu preço sem se preocupar em afugentar os interessados. Mas tudo dentro do que é praticado no mercado, é claro.

É importante, no entanto, lembrar que investir em terrenos e em imóveis costuma resultar em menor liquidez em relação a outros investimentos. Por isso, é preciso que o investidor fique sempre atento em relação à essa questão na hora de realizar o aporte e investir em terrenos.

Terrenos e lotes: quais as principais diferenças?

Embora muitas pessoas achem que se tratam da mesma coisa, os terrenos e lotes carregam diversas diferenças. Por terreno entende-se um grande pedaço de terra que ainda não recebeu uma construção. Ele pode ser utilizado por um único imóvel.

Aquele que adquire um terreno pode dividi-lo em partes; são os lotes. Podem ter o mesmo tamanho, mas isso não é uma regra. Mais uma vez a compra de um terreno se torna bastante vantajosa, já que o proprietário pode providenciar o loteamento do espaço e revendê-los.

É isso o que acontece nos residenciais que oferecem diversas casas ou sobrados.  Além disso, a soma do valor de todos os lotes é maior do que o preço do terreno, ou seja, é mais uma forma de conseguir multiplicar seu dinheiro.

Uma dica é oferecer casas para condomínios ou espaços para centros comerciais.

Como é feito o loteamento?

Não adianta colocar a trena no bolso e sair dividindo sua área aleatoriamente. Um loteamento deve ser feito de acordo com a legislação.

Se você pretende adquirir um terreno para transformá-lo em um condomínio residencial, é imprescindível que você conte com ajuda de profissionais para estudo do solo e das características ambientais do local. Isso é necessário porque certos impedimentos inviabilizam o projeto.

Áreas rurais exigem que o local do terreno seja urbanizado por intermédio do INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Depois disso, basta que o proprietário apresente a planta das terras com as divisões especificadas. A prefeitura da cidade onde o terreno se localiza é responsável por implementar a infraestrutura necessária para moradia no local.

Como escolher o melhor terreno?

Verifique desníveis na área

Antes de assinar o contrato de compra do terreno em que está interessado, veja se o solo apresenta desnível. Essa é uma característica que pode exigir mais gastos, já que um aterramento se faz necessário antes da construção.

Confira a metragem

Nunca compre um terreno antes de verificar que a área adquirida está de acordo com o que foi anunciado pelo vendedor.

Além de isso evitar ser enganado, você pode acabar comprando uma propriedade que não atende ao que você pretende.

Mas não é só à área que você deve estar atento. Procure avaliar a distribuição do espaço e evite adquirir terrenos muito estreitos. Eles limitam as construções e podem se desvalorizar.

Analise o solo

Uma dica importante é observar como é o solo do terreno que você deseja comprar. Isso se faz necessário para que a construção aconteça de forma mais rápida e sem impedimentos.

Solos com muitas pedras podem tornar as fundações mais difíceis e, consequentemente, mais caras. Os mais arenosos podem não ser resistentes para casas com dois pavimentos.

Que documentos preciso apresentar para investir em terrenos?

Antes de assinar o contrato de compra e venda e investir em terrenos, é necessário juntar uma lista de documentos do imóvel, do comprador e do vendedor. Prepare-se e faça o checklist.

Documentação do imóvel

  • Certidão negativa vintenária de ônus reais;
  • Cópia autenticada da escritura definitiva registrada no Cartório de Registro de Imóveis;
  • Certidão negativa de impostos e de débitos condominiais;
  • Cópia autenticada do IPTU;
  • Declaração de ações reipersecutórias e alienações.

Documentação do vendedor

  • Cópia do RG;
  • Cópia do CPF;
  • Cópia da certidão de nascimento e de casamento, se for casado;
  • Comprovante de residência;
  • Certidão negativa de ações cíveis;
  • Certidão negativa de interdição e tutela;
  • Protesto de títulos.

Comprar um terreno é uma escolha muito acertada quando todos os detalhes são vistos de perto e quando o investidor tem certeza do investimento que está realizando – dos seus benefícios e riscos. Por isso, se você quer ter a certeza de que está fazendo um bom negócio, comece a pesquisar por terrenos à venda em Curitiba e em outras regiões do país e observe seu patrimônio se multiplicar com o passar dos anos!

Gostou do artigo de hoje? Então aproveite para compartilhar esse post em suas redes sociais e ajude seus amigos a entender como investir em terrenos e no mercado imobiliário como um todo!

 

*O Chaves na Mão é um portal de classificados online de imóveis e veículos. Fundado em 2013 e sediado na cidade de Curitiba (PR), o site tem como objetivo ajudar as pessoas a encontrar seu novo imóvel ou veículo com mais facilidade no dia a dia.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi produzido por um autor parceiro e/ou convidado com a finalidade de compartilhar suas opiniões sobre temas diversos e contribuir com o site.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *