Nas últimas semanas apresentei a vocês alguns dos principais fundos de investimento ETFs – ou Exchange Traded Funds do mercado brasileiro, e também falei um pouco mais sobre estes fundos de investimentos, que podem ser opções bastante interessantes para quem procura facilidade e diversificação na hora de investir.

No artigo de hoje encerramos nossa série sobre ETFs com a apresentação de mais três outros fundos ETFs disponíveis para negociação no mercado nacional: BBSD, BRAX e GOVE. Boa leitura!

BBSD

O BBSD 11 – também conhecido como BB ETF S&P Dividendos Brasil, é o primeiro ETF a utilizar como referência o S&P Dividendos Brasil – índice que mede o desempenho das melhores ações pagadoras de dividendos do mercado brasileiro ao longo do tempo. Este índice foi desenvolvido por um provedor de índices internacional.

Listado em novembro de 2014, o BBSD11 é administrado e gerido pelo BB Gestão de Recursos – Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários SA, ligado ao Banco do Brasil. A taxa de administração do fundo é de 0,50% ao ano e o lote padrão – número mínimo de cotas a ser negociado na bolsa – é de 10 cotas.

BRAX

O BRAX – ou BRAX11 –  é um ETF baseado no Índice Brasil (IBrX 100), que mede o retorno de investimento de uma carteira teórica composta pelas 100 ações mais negociadas na B3 (antiga BM&FBovespa) se considerado o volume financeiro e quantidade de negociações.

Este fundo é composto, majoritariamente, por ativos dos setores Financeiro, de Petróleo, Gás e Biocombustíveis, Mineração e Materiais Básicos, Bebidas, Energia Elétrica, entre outros.

O BRAX11 foi listado na bolsa brasileira em dezembro de 2009 e é administrado pelo Citibank. A gestão do ETF fica por conta da BlackRock Brasil Gestora de Investimentos – um braço da BlackRock no país, que é conhecida como a maior gestora de ativos do mundo.

A taxa de administração do fundo é de 0,20% ao ano e o lote padrão de negociação é de 10 cotas.

GOVE

O GOVE11 é um fundo de investimento que possui o Índice Governança Corporativa Trade (IGCT) como referência. O Índice é composto por ações do IGC que atendam a critérios de liquidez pré-estabelecidos.

A carteira teórica do IGCT é composta por ações de empresas como: Bradesco, Eletrobras, Eletropaulo, Gerdau, Gol, Itausa, Itaú Unibanco, Vale, entre outras. O fundo GOVE 11 foi listado na bolsa brasileira em outubro de 2011, e é administrado pelo Banco Itaucard S.A. A gestão do ETF fica por conta do Itaú Unibanco.

A taxa de administração do GOVE11 é de 0,50% ao ano e o lote padrão para negociação na bolsa é de 10 cotas.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre os fundos BBSD, BRAX e GOVE, que tal conferir nosso artigo sobre os ETFs IVVB e SPXI, que espelham os índices do mercado dos Estados Unidos?

 

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *