As fintechs têm avançado ano após ano no Brasil. No início de 2017 havia mais de 240 destas empresas no mercado brasileiro. Muita gente, no entanto, ainda não conhece estas startups inovadoras, que chegam ao mercado para solucionar problemas e oferecer serviços de alta tecnologia comuns ao setor bancário de maneira eficientes e menos burocrática.

E foi pensando nisso que o Blog de Valor decidiu produzir uma série inédita sobre fintechs. Hoje você vai conhecer o perfil de mais uma destas startups, que têm facilitado a vida do consumidor e resolvido suas dores no segmento dos serviços que, até pouco tempo atrás, eram oferecidos exclusivamente por grandes instituições bancárias.

Saiba um pouco mais sobre a fintech Ewally Tecnologia e Serviços, que oferece uma ampla gama de serviços financeiros para pessoas físicas e pessoas jurídicas no país.

Raio-X: Ewally

A Ewally Tecnologia e Serviços surgiu em 2013, graças à motivação do fundador e CEO da empresa, André Cunha, para desenvolver um serviço rápido, econômico, seguro e inclusivo, voltado para pessoas sem conta bancária.

A empresa foi impulsionada em 2015, graças à Artemisia – uma aceleradora que oferece um programa direcionado às startups.

Em 2016, segundo Cunha, a Ewally foi a startup escolhida – entre mais de 550 startups candidatas – pelo programa de inovação aberta INOVABRA, do Bradesco e, em 2017, foi a startup selecionada pela Oracle para participar do seu programa de inovação.

A solução do problema

A Ewally surgiu no mercado com o objetivo de oferecer acesso completo a serviços financeiros – a maioria gratuitos ou de baixíssimo custo – para consumidores e empresas brasileiras, que possuem – ou não – conta em instituições bancárias.

A ideia da empresa é permitir às pessoas o acesso a estes serviços financeiros – muitas vezes, restritos a boa parte da população – de maneira simples e prática, por meio de um aplicativo disponível para smartphones.

De acordo com o CEO da empresa, esta é uma dor de cerca de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo. Das bilhões de pessoas que não têm acesso a serviços financeiros básicos ao redor do planeta, segundo o Banco Mundial, cerca de 55 milhões estão no Brasil.

Através do aplicativo e da conta digital Ewally, pessoas físicas podem receber valores, fazer pagamentos, recarregar o celular, e ter acesso a diversos outros serviços do aplicativo. Para pessoas jurídicas, a conta permite gerenciar cobranças e pagamentos e disponibiliza APIs para consumo de todos os serviços da plataforma.

O cenário atual

A Ewally já conta com clientes em todo o Brasil, e o app da empresa está disponível na Apple Store e no Google Play. De acordo com André Cunha, a plataforma para serviços financeiros para pessoa jurídica foi lançada no segundo semestre de 2017, e atende desde MEIs (Microempreendedores Individuais) até grandes empresas, que possuem grande dispersão geográfica e alta rotatividade de funcionários.

A maior dificuldade enfrentada pela empresa até aqui, segundo Cunha, é comunicação com o público-alvo. “Queremos acelerar a comunicação com nosso público-alvo, tornando esta comunicação inteligível, simples e agradável para todos os públicos”, disse.

Projeções para o futuro

A projeção da startup é atender 1,8 milhão de usuários em um prazo de 5 anos. De acordo com o CEO da empresa, a Ewally tem como meta principal a inovação constante, a fim de oferecer ao mercado soluções de ruptura, que atendam às necessidades da população.

“Segundo o Banco Central, aproximadamente R$ 1 trilhão são movimentados anualmente em dinheiro. Soluções como a Ewally trazem eficiência e mais segurança na Economia”, finaliza Cunha.

Serviço:

Ewally Tecnologia e Serviços

Site: www.ewally.com.br

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Comentários

  1. João    

    Esse tipo de tecnologia é a tendência para o futuro, muito boa sorte ao empreendedor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *