As fintechs têm avançado ano após ano no Brasil. No início de 2017 havia mais de 240 destas empresas no mercado brasileiro. Muita gente, no entanto, ainda não conhece estas startups inovadoras, que chegam ao mercado para solucionar problemas e oferecer serviços de alta tecnologia comuns ao setor bancário de maneira eficientes e menos burocrática.

E foi pensando nisso que o Blog de Valor decidiu produzir uma série inédita sobre fintechs. Hoje você vai conhecer o perfil de mais uma destas startups, que têm facilitado a vida do consumidor e resolvido suas dores no segmento dos serviços que, até pouco tempo atrás, eram oferecidos exclusivamente por grandes instituições bancárias.

Saiba um pouco mais sobre a fintech FinanZero, que permite ao usuário buscar e comparar empréstimos e financiamentos online em diversas instituições financeiras e solicitá-los online, com rapidez e segurança.

Raio-X: FinanZero

A FinanZero foi criada em 2015, a partir de um modelo da Suécia adaptado para o mercado brasileiro pelo co-fundador e CEO da startup, Olle Widén. Com bagagem de 10 anos no setor financeiro do Brasil e do exterior, o sueco foi transferido da Bloomberg, em Londres, para o Brasil e aqui viveu a experiência de participar do dia a dia de uma fintech no mercado brasileiro.

Esta vivência o fez abrir os olhos para o setor de fintechs. “Sempre quis começar a desenvolver uma empresa do zero. A FinanZero era exatamente a oportunidade que eu estava procurando então não tive dúvidas: deixei minha estabilidade na Bloomberg e estou confiante no potencial do Brasil”, disse Widén.

O objetivo da FinanZero era oferecer ao usuário um site de busca de empréstimos transparente, rápido e seguro, onde fosse possível comparar taxas de juros de até 10 bancos e financeiras sem sair de casa. Em março de 2016, a startup lançou um produto que possibilitava a comparação de financiamento de veículos e, três meses depois, disponibilizou a opção de busca e comparação de refinanciamento.

No segundo semestre do ano passado, a FinanZero passou a oferecer também a busca e comparação de crédito pessoal – o mais procurado no site da empresa, de acordo a coordenadora de marketing e redes sociais da empresa, Ana Paula Mukoyama. Atualmente a fintech também permite a comparação de empréstimos com imóvel em garantia.

A solução do problema

A maior ineficiência que a fintech se propõe a resolver é justamente a dificuldade de comparação de empréstimos em diversas instituições bancárias. “Antigamente, para conseguir comparar opções de empréstimo, o cliente precisaria visitar vários bancos, gerando estresse em filas e gasto de tempo e, ainda assim, o cliente poderia sair sem todas as informações necessárias para tomada da decisão”, explica Mukoyama.

Com a FinanZero, a busca e comparação de financiamentos e empréstimos é feita online e em poucos cliques. O usuário pode comparar todas as taxas e prazos oferecidos pelos bancos e financeiras e contratar a opção que melhor atender às suas necessidades.

O principal diferencial da FinanZero de acordo com a coordenadora de marketing da empresa, é justamente a facilidade oferecida ao consumidor que busca um empréstimo ou financiamento com as melhores taxas do mercado. “É possível comparar gratuitamente até 10 opções de empréstimo sem perder tempo em filas ou sair de casa”, explica. Após a solicitação do pedido online, a FinanZero cuida da burocracia e negocia o empréstimo com os bancos.

O cenário atual

No ar desde o ano passado, o site da FinanZero recebe mais de 100 mil visitas mensais, de acordo com Mukoyama, e recepciona mais de 30 mil pedidos de crédito todos os meses.

O maior obstáculo enfrentado pela fintech até agora, segundo a coordenadora de marketing da empresa, é justamente o cenário de processos burocráticos característicos do ambiente financeiro – principalmente no que se refere à tomada de empréstimos e financiamentos.

“Nossa maior dificuldade é lutar contra a burocracia e transformar os processos físicos em caminhos online, mantendo a segurança e a agilidade que todos os clientes buscam”, pondera.

Projeções para o futuro

Apesar das dificuldades já esperadas por toda startup que atua no setor financeiro, as projeções da FinanZero para o futuro são bastante positivas. Segundo a coordenadora de marketing da fintech, o ano de 2018 deve ser promissor para a companhia.

“O mercado de fintechs está bastante aquecido e, em 2018, a FinanZero pretende ultrapassar a marca de meio milhão de pedidos de crédito”, finaliza.

Serviço:

FinanZero

Site: finanzero.com.br

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *